Em menos de 1h, chuva alaga ruas de Curitiba, carro fica submerso e motorista é resgatado; vídeo

Publicidade
Publicidade

Em menos de uma hora, a capital já registrou uma precipitação acumulada de 18,6 mm

Algumas ruas de Curitiba ficaram alagadas por conta da chuva na tarde desta segunda-feira (18). Um carro ficou submerso na rua Augusto Stresser, no bairro Hugo Lange, e o motorista foi socorrido por pessoas que passavam pelo local. (assista abaixo)

O cruzamento das Ruas Atílio Bório e Dias da Rocha Filho, no bairro Alto da XV, também sofreu com alagamentos. Na rua Carlos Budel, no Cajuru, um cadeirante, a esposa e a filha estão ilhados na casa por conta do volume de água.

Em menos de uma hora, a capital já registrou uma precipitação acumulada de 18,6 mm, com rajadas de vento de até 27,4 km/h, de acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná.

Houve registro de queda de um galho de árvore bloqueando parte da via na Rua Júlia Wanderley, 274 (Mercês) e uma solicitação para fornecimento emergencial de lona para um destelhamento na Rua Clara Kuchenny, 894 (Abranches). A Defesa Civil de Curitiba não registrou casos de pessoas feridas nem de que precisaram sair de suas casas (desabrigados ou desalojados).

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil alerta que há previsão para novas chuvas regionalizadas durante as próximas horas. O órgão continua em constante monitoramento para possíveis atendimentos.

A orientação é que o cidadão evite sair de casa. Se a pessoa já estiver na rua, deve evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, estando a pé ou de carro. Debaixo de chuva, o motorista deve redobrar a atenção e reduzir a velocidade.

Central 156

O cidadão que precisar comunicar a Prefeitura sobre estragos provocados pela chuva deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão, pelo site (www.central156.org.br) ou pelo aplicativo do serviço. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 (alagamentos) e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão, que registra as solicitações para retiradas de árvore) e pelo 153 (Centro de Operações da Guarda Municipal – fornecimento de lona).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193 – resgate) e pela Copel (falta de luz).

Informações Banda B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curitiba recebe novo lote de vacinas contra Covid-19 e vai retomar campanha

Publicidade
Publicidade

Curitiba recebeu, nesta quinta-feira (25/2), nova remessa da vacina que imuniza contra o novo coronavírus. Foram entregues ao município 29.170 doses – 23.300 AstraZeneca/Fiocruz e 5.870 Coronavac/Instituto Butantan. As novas doses serão destinadas à retomada da vacinação de idosos e de trabalhadores da saúde que ainda não foram imunizados.

As novas doses foram direcionadas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) da seguinte forma: 9.370 doses serão destinadas a retomada da imunização do público previsto na primeira fase, os trabalhadores da saúde. Já o restante do novo lote de doses irá contemplar a retomada da imunização dos idosos.

O cronograma de retomada da campanha deve ser anunciado até o final desta quinta-feira (25/2). Após confirmar a quantidade de doses recebidas a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) fará um balanço das doses aplicadas e a população estimada para a definição do cronograma de retomada.

A entrega oficial da nova remessa foi feita no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar). O documento de recebimento do novo lote foi feito pela superintendente de Gestão em Saúde, Flávia Quadros.

Curitiba recebeu, nova remessa da vacina que imuniza contra o novo coronavírus, que serão destinadas a retomada da vacinação de idosos e trabalhadores da saúde. Curitiba, 25/02/2021. Foto: Divulgação

De lá as vacinas seguiram, já no caminhão da Prefeitura de Curitiba e escoltadas pela Guarda Municipal, para armazenamento na Central de Vacinas da cidade, onde todas as doses serão catalogadas no sistema do município.

Segunda dose

Na última terça-feira (23/2), Curitiba também recebeu um lote de 9.450 doses da vacina Coronavac/Instituto Butantan que estavam reservadas no Cemepar para a segunda aplicação daqueles que receberam a primeira dose.

Com os novos lotes, o município já recebeu 121.660 doses de vacina para o combate do novo coronavírus. Dessas 88.550 são destinadas para a primeira aplicação e 32.610 são para a segunda dose.

Em Curitiba, recém-nascido se afoga na amamentação e é salvo por policial

Publicidade
Publicidade

Um recém-nascido de apenas 15 dias se afogou durante a amamentação na madrugada desta quinta-feira (25) e foi salvo por uma policial, na Central de Flagrantes, em Curitiba. A sargento Márcia, supervisora e auxiliar da coordenação da Central de Flagrantes, realizou a manobra de Heimlich e desafogou o bebê em menos de um minuto. Os pais estavam aliviados, mas devem procurar um hospital.

A família mora no bairro Parolin e notou que o bebê, um menino de 15 dias, parou de respirar durante a amamentação.

O pai Adenilson Magari disse à Banda B que ficou desesperado ao ver o filho sem respirar. “Ele acordou bem, a gente pegou ele no colo, de repente, quando estava mamando foi ficando roxinho. Fiquei desesperado porque vim igual a um louco aqui. Tentei ligar para a polícia, mas não consegui porque estava desesperado , contou.

Socorro

Na Central de Flagrantes, o bebê chegou no colo da mãe, Leia da Silva, e transferido rapidamente para as mãos da sargento Márcia. A policial agiu rápido, realizou a manobra de desafogamento e salvou o bebê. “Um atendimento muito diferente que nem se espera. A princípio tudo bem, mas orientei a família para que vá em um hospital para garantir. Em 25 anos é a primeira vez que passo por isso, mas deu tudo certo e com calma tudo se faz”, detalhou a sargento à Banda B.

O pai disse que levará do recém-nascido ao hospital, após orientação da sargento. “Graças a Deus, ele está bem, mas mesmo assim vamos levar ao médico para entender o que aconteceu. É nosso terceiro filho, já temos experiência, alguma coisa pode ter dado errado”, finalizou.

Manobra

A manobra de Heimlich salva vidas e é importantíssima para pais e cuidadores de bebês. Inicie a manobra colocando o bebê de bruços em cima do seu braço e faça cinco compressões entre as escápulas (no meio das costas). Vire o bebê de barriga para cima em seu braço e efetue mais cinco compressões sobre o esterno (osso que divide o peito ao meio), na altura dos mamilos.

Tente visualizar o corpo estranho e retirá-lo da boca delicadamente. Se não conseguir, repita as compressões até a chegada a um serviço de emergência (pronto socorro ou hospital).

Esses procedimentos são válidos somente se a criança ou o adulto engasgado estiverem conscientes. Ou seja, vítimas inconscientes precisam de atendimento hospitalar rapidamente. Os primeiros socorros para asfixia ou engasgo devem ser tomados até que seja possível o atendimento especializado.

Informações Banda B.