Em fevereiro, Semana da Arte Moderna é tema das atividades do Memorial Paranista

Em fevereiro o Memorial Paranista abre espaço para a celebração dos 100 anos da Semana de 1922, com uma programação recheada de música, palestras e oficinas infantis inspiradas no modernismo. Algumas atividades já estão com inscrições abertas. (Confira no fim do texto).

As visitas mediadas também vão falar do tema, abordando os laços entre o trabalho do escultor João Turin, artista que inspirou a existência do Memorial Paranista, e a arte moderna brasileira.

A agenda da Semana de Arte culminará em um ciclo de palestras no Teatro Cleon Jacques, com especialistas nas áreas de artes visuais e literatura, para discutir os desdobramentos da Semana de 22 e seus reflexos contemporâneos.

Música nos fins de semana

Os três primeiros fins de semana, o Teatro Cleon Jacques, que compõe o complexo cultural do Memorial Paranista, abre o palco para atrações musicais. As apresentações serão às sexta-feiras, sábados e domingos, sempre às 20h, com entrada de graça. Passarão por lá o grupo Acordeom Brasileiro e a Orquestra Friorenta, entre outras atrações musicais que prometem agitar todos os fins de semana de fevereiro.

Confira a programação de fevereiro do Memorial Paranista
R. Mateus Leme, 4700 – Parque São Lourenço

MINI OFICINA PAISAGENS MODERNISTAS
Dia 5 (sábado)
10h30 às 12h30 – Crianças de 6 a 10 anos
Vagas: 24
As crianças terão contato com nomes da pintura modernista e irão elaborar colagens com formas geométricas. O objetivo é estimular os participantes a descobrirem algumas das técnicas usadas pelos pintores e pintoras modernistas no Brasil, enquanto criam novas paisagens inspiradas em seus arredores. 
Inscrições

MINI OFICINA LIVRO DE ARTISTA E POESIAS MODERNISTAS
Dia 12 (sábado)
10h30 às 12h30 – Crianças de 9 a 14 anos
Vagas: 24
Pretende-se estimular o público a descobrir as diversas possibilidades de estruturas narrativas, criadas na relação entre palavra e imagem. A oficina irá incentivar a criatividade literária ao mesmo tempo em que experimentará técnicas das artes visuais.
Inscrições

MINI OFICINA MOVIMENTO EXPANDIDO

Dia 19 (sábado)
10h30 às 12h30 – Crianças de 8 a 12 anos
Vagas: 24
A partir do estudo de movimento presente nas esculturas do artista Victor Brecheret, grande escultor modernista, as crianças serão convidadas a produzir pequenas esculturas em argila relacionando os movimentos do corpo com as técnicas utilizadas por Brecheret na sua obra “Bailarina”.
Inscrições

JOÃO TURIN: A MODERNIDADE NOS OLHOS DO ESCULTOR
Dias 13 e 20 (domingos)
10h30 e 14h30 – A partir dos 14 anos
Vagas: 30
Com Felipe Valente Zem
Visita mediada que contemplará a exposição e a biografia do escultor paranaense João Turin, o Jardim das Esculturas, a Fundição/Ateliê de Escultura. Além de promover também a exibição do documentário A Pietá de João Turin. O encontro é uma forma de mergulhar no trabalho e na vida do artista através dos aspectos modernos de sua obra. 

CICLO DE PALESTRAS: 100 Anos da Semana de Arte Moderna
Dia 23 (quarta-feira)
19h30 – A partir dos 16 anos
Teatro Cleon Jacques – Memorial Paranista
Vagas: 60
Com Alice F. Freyesleben e Sandra M. Stroparo
Duas especialistas nos campos da literatura e das artes visuais trarão reflexões contemporâneas sobre a Semana de 1922 e seus desdobramentos no Brasil e no Paraná.
Inscrições

PALESTRA: Leituras contemporâneas sobre o Modernismo
O Modernismo Paulista tornou-se um marco na cultura brasileira e definiu muito do que compreendemos sobre a modernidade no Brasil. Considerar suas origens e os acontecimentos da Semana é fundamental para podermos fazer uma revisão, 100 anos depois: por que em São Paulo? Quem são os principais artistas envolvidos e sua herança na cultura brasileira? Qual é a visão sobre os acontecimentos e a importância da Semana de Arte Moderna hoje?

PALESTRA: Tão perto, tão longe: a Semana de Arte Moderna de 1922 e os outros modernismos do Paraná
Uma discussão sobre os desdobramentos e efeitos da Semana de 22 sobre a produção de arte moderna no Paraná. O meio artístico paranaense a partir das suas próprias especificidades históricas e não como uma esfera secundária ou subordinada ao centro paulista.

ORQUESTRA FRIORENTA 

Dias 4, 5 e 6 (sexta, sábado e domingo) – 20h
Teatro Cleon Jacques
 60 ingressos
Criada em 2015, por um grupo de oito músicos de diferentes localidades do Brasil radicados em Curitiba, o grupo faz uma conexão direta entre Norte e Sul, misturando milongas com carimbós, cumbias com lambadas e chamamés para criar uma sonoridade única, cantadas por novas vozes femininas de grande impacto e executada por exímios instrumentistas da cidade.

ACORDEOM BRASILEIRO 
Dias 11, 12 e 13 (sexta, sábado e domingo) – 20h
Teatro Cleon Jacques
Vagas: 60 ingressos
Ingressos
O Acordeom Brasileiro Trio traz a diversidade da música produzida pelos acordeonistas compositores brasileiros. O repertório conta com músicas de Toninho Ferragutti, Renato Borghetti, Luciano Maia, Gabriel Levy, Beto Hortis, Alessandro Kramer, Waldir Teixeira e Edith de Camargo.

SHOW NATI BERMÚDEZ
Dias 18, 19 e 20 (sexta, sábado e domingo)  – 20h
Teatro Cleon Jacques
60 ingressos
O show Vazio Lúcido traz canções autorais interpretadas por Nati Bermúdez, cantora, flautista e compositora paranaense. Integram o repertório as músicas lançadas no primeiro EP solo da artista, lançado em 2021, além de canções inéditas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.