Em Curitiba, site Feiras Livres permite comprar pescados da Semana Santa sem sair de casa

Muitas pessoas têm a tradição de comer peixe na Semana Santa. Fresco, congelado ou salgado, o importante é adquirir um produto saudável.

Por conta da pandemia, este ano não serão abertos os tradicionais pontos de pescados espalhados por Curitiba. Além disso, as feiras livres estão suspensas até o dia 5 de abril, devido à bandeira vermelha, mas é possível adquirir pescados de feirantes no site Feiras Livres da Prefeitura.

Outras opções são as peixarias do Mercado Municipal e Mercado Regional Cajuru (confira os horários e endereços no link).  

Para garantir uma boa compra e principalmente preservar a saúde e a segurança alimentar, a gerente técnica de Controle de Qualidade da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Virginia Afonso Gasparini, dá dez dicas importantes na hora de escolher o melhor pescado.

Dez dicas para comprar pescados de qualidade e com segurança Foto: Roberto Couto/SMAB
  1. Compre apenas em estabelecimentos limpos, com os atendentes uniformizados, e que tenham passado por monitoramento periódico, como os realizados pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN) no Mercado Municipal e no Mercado Regional. As feiras da Prefeitura também são monitoradas, mas estão suspensas até o dia 5 de abril.
  2. Fique atento à temperatura dos produtos vendidos nas peixarias. Os pescados frescos e resfriados devem ficar entre -2°C e 2°C. Os balcões dos estabelecimentos devem trazer a indicação da temperatura interna.
  3. Observe se o produto está livre de contaminantes (como areia, pedaços de metais, plásticos, combustíveis, sabão e moscas).
  4. Peixes frescos têm olhos brilhantes e salientes. As escamas devem ser unidas entre si, brilhantes e fortemente aderidas à pele. As guelras têm que possuir cor que vai do rosa ao vermelho intenso, ser brilhantes e sem viscosidade. O odor do peixe é característico, mas não pode ser repugnante.
  5. Se for adquirir o pescado inteiro, peça para o funcionário da peixaria retirar as vísceras antes de levar o produto para casa.
  6. Se for adquirir produtos congelados, confira na embalagem o que informa o fabricante. Observe também que a embalagem e o produto não podem estar molhados ou com formação de cristais de gelo, pois são sinais de que o equipamento foi desligado ou teve a temperatura reduzida.
  7. “Pescado seco” deve ser dessecado de forma apropriada, ou seja, sem adição de sais. O “pescado salgado seco” é dessecado inteiro e tratado com sal (cloreto de sódio). Ele deve estar armazenado em local limpo, protegido de poeira e insetos, com ausência de mofo, ovos ou larvas de moscas, manchas escuras ou avermelhadas, limosidade superficial e amolecimento. Não pode apresentar odor desagradável.
  8. Na hora de comprar peixes embalados, é preciso observar a existência de etiqueta com o nome do produto, o conteúdo líquido (quantidade ou volume), a identificação da origem (país ou local de produção), o lote e o prazo de validade. As embalagens devem trazer ainda os selos do serviço de inspeção federal (SIF), estadual ou municipal.
  9. Muito procurado na Semana Santa, o bacalhau é vendido resfriado dessalgado, dessalgado congelado e resfriado. Nos três casos, deve-se ficar atento ao armazenado (limpeza), à temperatura correta do produto e ao rótulo, se for embalado.
  10. Qualquer que seja o produto, o consumidor deve sempre exigir a nota fiscal na hora da compra, pois ela é necessária para a troca ou reclamação de possíveis problemas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Processo seletivo nas Ruas da Cidadania para 90 vagas de emprego

Condor faz seleção na Rua da Cidadania do Bairro Novo.

PROCESSO SELETIVO: Três empresas vão selecionar trabalhadores nas regionais Bairro Novo, CIC e Pinheirinho para preencher 90 vagas em várias funções. Os processos seletivos são organizados em parceria com a Fundação Ação Social (FAS), que cede espaço para que as oportunidades de emprego sejam levadas à população dos bairros.

A rede de supermercados Condor promove nesta quarta (5/10) e quinta-feira (6/10) processos seletivos na Rua da Cidadania do Bairro Novo, para contratação de 50 trabalhadores para as funções de operador de caixa, auxiliar de logística e fiscal de loja.

As entrevistas dos candidatos serão feitas no escritório do Sine na Rua da Cidadania (Rua Tijucas do Sul, 1.700, Sítio Cercado). Nesta quarta, os consultores de recursos humanos vão atender os trabalhadores das 13h às 17h. Na quinta, das 8h às 12h.

Interessados devem comparecer ao local de entrevista com documentos: carteira de trabalho (pode ser digital), comprovante de residência, RG, CPF. Para participar é necessário ser maior de 18 anos e ter o ensino fundamental completo.

Também na quinta, a empresa Luandre Soluções vai selecionar candidatos, no auditório da Administração Regional da CIC (Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2.460), para 20 vagas de repositor de mercadorias e auxiliar de logística. As entrevistas serão feitas das 9h às 12h e das 13h30 às 16h.

No Pinheirinho, a empresa Bull Prime busca preencher 20 vagas nos cargos de açougueiro, auxiliar de cozinha, atendente de compras e atendente de lojas. A seleção será feita no auditório da Rua da Cidadania (Avenida Winston Churchill, 2.033, Capão Raso), das 10h às 16h.

PROCESSO SELETIVO: Parceria com empresas

Os processos seletivos são organizados pela FAS, responsável pela política do trabalho e emprego em Curitiba, que oferta espaços públicos para as empresas que buscam profissionais.

Empresas interessadas em ofertar vagas de emprego e usar gratuitamente os espaços públicos do município para seleção de trabalhadores devem enviar e-mail para vagas@curitiba.pr.gov.br ou entrar em contato com a Central de Vagas do Sine pelo telefone (41) 3250-7436.

Processos de seleção

Condor

Local: Sine da Rua da Cidadania do Bairro Novo (Avenida Tijucas de Sul, 1.700, Sítio Cercado)

Datas e horários: Dia 5/10, das 13h às 17h, e dia 6/10, das 8h às 12h

Luandre Soluções

Local: Rua da Cidadania CIC (Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2.460)

Data e horário: 6/10, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h

Bull Prime

Local: Rua da Cidadania do Pinheirinho (Avenida Winston Churchill, 2.033, Capão Raso)

Data e horário: 6/10, das 10h às 16h

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Curitiba promove ações em estilo test drive para incentivar adoção de cães

Curitiba promove ações em estilo test-drive para incentivar adoção de cães. Curitiba, 04/10/2022. Foto: Hully Paiva/SMCS

Um “test drive” para incentivar a adoção dos animais da cidade está entre as ações que a Prefeitura de Curitiba lança na Semana da Proteção Animal, aberta nesta terça-feira (4/10), na Secretaria Municipal do Meio Ambiente. A Rede de Proteção Animal também vai reforçar a divulgação das adoções de sucesso, fazer entregas do Banco de Ração e dar início ao censo animal na cidade. 

A partir desta semana, entram em prática os programas Lar Adotivo e Passeio para Adoção. No Lar Adotivo, famílias poderão levar cães previamente treinados para passar uma ou mais noites em suas casas. Quem preferir, pode levar os animais ao Passeio para Adoção, por um período mais curto, de cerca de três horas (leia mais abaixo).

A participação acontece mediante o preenchimento de um formulário on-line.

Os bichinhos são do Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar) que, em especial, acolhe os cães e gatos recolhidos pela ambulância de resgate animal. Após a recuperação, eles são encaminhados para adoção.

As ações têm a parceria da UFPR. Para a secretária Marilza do Carmo Oliveira Dias, é uma união muito importante para aumentar os índices de adoção da cidade. “Essa parceria vem fortalecer o trabalho da Proteção Animal no município”, acredita.

O diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo, reforça que a ideia é manter os programas a longo prazo. “A adoção é um dos pilares do trabalho da Rede de Proteção, que vem trabalhando também na política de castração e educação para a guarda responsável e contra o abandono”, explica.

Adoção: Outras atividades

Durante o evento desta terça, ONGs receberam vouchers para retirada de insumos pelo Banco de Ração para o mês de outubro, totalizando quase 13 toneladas. Criado em 2019, o programa já distribuiu mais de 114 toneladas de alimentos.

E o Projeto Ajudei, instituição selecionada para ajudar a abrigar os animais resgatados, assinou contrato com o município. Foi assinado também o contrato para início do trabalho do Censo Animal, que deve ser concluído em cerca de um ano, ampliando a informação sobre a população de cães e gatos em Curitiba.

Acompanharam o lançamento o superintendente de Controle Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Marcos Traad; a professora de Medicina Veterinária da UFPR Rita Garcia; e as equipes da Rede de Proteção Animal e da Secretaria do Meio Ambiente.

Adoção: Lar adotivo e passeio

Com foco em aumentar os números da adoção de forma responsável, a partir desta semana entram em prática os programas Lar Adotivo e Passeio para Adoção, em parceria com a UFPR e parte de uma pesquisa de doutorado da instituição.

A participação acontece mediante o preenchimento de um formulário on-line. Os interessados receberão o contato da Rede de Proteção Animal para combinar a melhor data.

No Lar Adotivo, famílias poderão levar cães  previamente treinados do Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar) para passar uma noite ou várias noites em suas casas.

“Eles vão com kits com coberta, vasilhas de água e comida e ração, tudo personalizado”, conta a chefe da Rede de Proteção Animal, Sueli Sasaoka. Esse contato permitirá que a família interaja com o cão fora do abrigo, o que aumenta a chance de uma futura adoção.

Quem preferir, pode levar os animais para passeios mais curtos, de cerca de três horas, que podem acontecer todos os dias da semana, pela manhã ou à tarde. Os cães que participam são também treinados. No Passeio para Adoção, eles saem com um colete com o bordado “Me Adote”.

A idealizadora dos programas, a doutoranda da UFPR Ana Lucia Baldan, conta que o principal diferencial é trabalhar o comportamento dos cães para que eles estejam aptos a se adaptar às novas famílias. “Os interessados não correm risco de ter um animal que não sabe se comportar em casa”, comenta.

O incentivo à adoção de animais é uma das frentes de trabalho da Rede de Proteção Animal do município, que já promoveu a castração gratuita de mais de 90 mil cães e gatos; além de avaliações clínicas gratuitas, com atendimentos básicos e vacinação, também em parceria com a UFPR; e a distribuição de alimentos pelo Banco de Ração.

Adoção: Programação

A semana termina com uma edição especial do evento de adoção Amigo Bicho, que volta ao Parque Barigui, no sábado (8/10), das 10h às 16h, com patrocínio do pet shop Rei dos Animais, que doa a estrutura para o evento e mais duas toneladas de ração para o Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba