Educação publica edital de seleção de professores temporários para 2021

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte do Paraná publicou nesta quinta-feira (29/10) o edital do Processo Seletivo Simplificado (PSS), que vai selecionar professores temporários para darem aulas em 2021. A novidade neste ano é a aplicação de uma prova de conhecimento da área em que o professor se inscreveu e pretende dar aula.

Continuarão a fazer parte do processo seletivo a prova de títulos e o tempo de serviço – mesmos critérios utilizados em anos anteriores. Não haverá a prova de redação e banca como originalmente planejado. A decisão pela não utilização destes formatos de avaliação foi tomada após ampla discussão com os professores.

“Estamos aprimorando o processo de seleção da nossa rede, ao mesmo tempo em que mantemos a valorização dos profissionais que já contam com uma titulação e experiência, e que compartilham de uma caminhada com a gente”, disse o secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder.

As inscrições para participar do PSS começam no próximo dia 06 e vão até o dia 23 de novembro  por este site 

O edital prevê a oferta de 4 mil vagas, com a possibilidade de ampliação de acordo com a necessidade de substituição na Rede Estadual de Educação. A prova do PSS será aplicada pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

É importante destacar que a prova de conhecimentos servirá para efeito de classificação e não será eliminatória.  Para participar os candidatos deverão pagar taxa que varia de R$ 60,00 (para uma disciplina) a R$ 105,00 (para duas disciplinas).

ISENÇÃO – Inscritos no CadÚnico (beneficiados por programas sociais do governo), doadores de sangue e de medula óssea, além de prestadores de serviço da Justiça Eleitoral (como mesários) têm isenção da taxa. A solicitação da taxa de isenção vai das 10h do dia 03 às 18h do dia 06 de novembro.

Cada candidato pode se inscrever em apenas um Núcleo Regional de Educação (NRE), podendo optar por até dois municípios do núcleo. Na sequência, poderá escolher uma ou duas funções, disciplinas, áreas do conhecimento ou eixos da educação profissional. O edital contém mais informações sobre as ofertas.

TÍTULOS – Para facilitar as inscrições, o candidato deverá cadastrar seus documentos em ambiente virtual, que vai permitir anexar os títulos. Esses documentos vão representar até 40 pontos do processo de seleção, valendo diplomas de pós-graduação, como de especialização, mestrado ou doutorado.

A prova de títulos vai compreender também o tempo de serviço – cada ano de magistério vai contar 3 pontos, com máximo de 21 pontos (dentro dos 40 totais).

A quantidade de questões das provas vai depender da quantidade de disciplinas/eixos tecnológicos selecionados na inscrição. O tempo máximo para realização da prova também vai depender das opções selecionadas na inscrição.

As provas vão acontecer no dia 13 de dezembro, e serão realizadas nas cidades-sede dos Núcleos Regionais de Educação. No dia da avaliação serão adotadas todas as medidas de proteção necessárias em razão da pandemia de Covid-19.

DIÁLOGO – Após várias reuniões com professores acerca do novo PSS, a Secretaria optou por não incluir a prova de redação e banca, deixando apenas a prova objetiva como acréscimo no processo seletivo. Ou seja, a nova seleção valoriza profissionais experientes e ao mesmo tempo abre novas oportunidades.

GRUPOS DE RISCO – Parte dos profissionais selecionados irá substituir professores do grupo de risco do Covid-19 sem possibilidade de atuar presencialmente. Entretanto, a prova e a seleção estão abertas a todos os profissionais, inclusive aos candidatos do grupo de risco. A realização da prova seguirá todo um protocolo de segurança aprovado pela Secretaria de Estado da Saúde.

A classificação ao profissional do grupo de risco está garantida e será mantida – e ele será chamado assim que acabar a situação emergencial da pandemia.

Informações AEN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Câmara aprova novo piso salarial para professores da Educação Infantil

Câmara aprova novo piso salarial para professores da Educação Infantil

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou, na sessão desta terça-feira (16/8), a proposta encaminhada pela Prefeitura de Curitiba com o novo piso salarial dos professores da Educação Infantil da rede municipal de ensino.

O salário atual, de R$ 2.792,21 mil para os professores de educação infantil com ensino médio (magistério 40 horas), passará para R$ 3.845,63. O texto agora segue para a sanção do Executivo.

“Daremos à Educação o que é devido à Educação. Passamos por um período difícil quando assumimos a Prefeitura, quando houve a necessidade de fazermos um ajuste fiscal. Se mais pudermos, mais faremos”, disse o prefeito Rafael Greca.

Também foi aprovada uma emenda que inclui os servidores do quadro especial, que são aqueles sem ensino médio/magistério, no pagamento do aumento O aumento valerá para os professores que concluíram a formação atualmente exigida.

Retroativo

A proposta, encaminhada pelo Executivo no último dia 5, foi votada em regime de urgência nesta semana.

O aumento será retroativo ao mês de janeiro e também contempla os servidores contratados pelo processo seletivo simplificado, o PSS.

No caso dos professores de Educação Infantil parte especial que tenham finalizado a formação exigida até 31 de dezembro de 2021, o pagamento será retroativo da data da transição até 1º de janeiro de 2022. Para quem terminar a formação a partir de 1º de janeiro de 2022, o pagamento será retroativo da data de conclusão da formação até o dia da transição.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, destaca que os investimentos em educação infantil abrangem, além do aumento para os servidores da área, ações pedagógicas e de infraestrutura.

O número de vagas na educação infantil, por exemplo, foi ampliado de 45 mil para mais de 50 mil. “Seguimos com a abertura de mais vagas, seja com novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) ou com a contratação de novos Centros de Educação Infantil (CEIs)”, afirmou a secretária.

Cadastramento-para ingressar no pré ou primeiro ano começa em 26 de setembro

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Educação oferece curso gratuito de Língua Portuguesa para migrantes e refugiados

Educação oferece curso gratuito de Língua Portuguesa para migrantes e refugiados

Estrangeiros podem procurar a rede municipal de ensino para aprender gratuitamente a Língua Portuguesa. O curso é direcionado para migrantes e refugiados com idade igual ou acima de 15 anos e busca promover a integração social, o acolhimento linguístico e a interação com a cidade.

A oferta do curso é feita pela Gerência da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Secretaria Municipal da Educação, desde 2013.

“Você já se imaginou tendo que abandonar forçadamente seu país, sua família, e ainda deixar para trás todos os seus projetos e sonhos profissionais e pessoais? Para que essas pessoas possam recomeçar, é importante terem domínio básico da língua”, observa a gerente da EJA, Maria Gorete Stival Paula.

Este ano, as aulas são com atendimento presencial, em quatro unidades de ensino. A carga horária é de 60 horas. As aulas são das 19h às 21h, duas vezes por semana.

Escolas municipais que ofertam as aulas

CAIC Cândido Portinari – CIC – às segundas e quartas-feiras

Professora Maria Neide Gabardo Betiatto – Umbará – às terças e quintas-feiras

Professor Germano Paciornik – Boqueirão – às segundas e quartas-feiras

Irati – Cajuru – às terças e quintas-feiras

Inscrições pelo telefone (41) 3350-3019 ou diretamente nas unidades acima.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba