Educação publica edital de seleção de professores temporários para 2021

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte do Paraná publicou nesta quinta-feira (29/10) o edital do Processo Seletivo Simplificado (PSS), que vai selecionar professores temporários para darem aulas em 2021. A novidade neste ano é a aplicação de uma prova de conhecimento da área em que o professor se inscreveu e pretende dar aula.

Continuarão a fazer parte do processo seletivo a prova de títulos e o tempo de serviço – mesmos critérios utilizados em anos anteriores. Não haverá a prova de redação e banca como originalmente planejado. A decisão pela não utilização destes formatos de avaliação foi tomada após ampla discussão com os professores.

“Estamos aprimorando o processo de seleção da nossa rede, ao mesmo tempo em que mantemos a valorização dos profissionais que já contam com uma titulação e experiência, e que compartilham de uma caminhada com a gente”, disse o secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Feder.

As inscrições para participar do PSS começam no próximo dia 06 e vão até o dia 23 de novembro  por este site 

O edital prevê a oferta de 4 mil vagas, com a possibilidade de ampliação de acordo com a necessidade de substituição na Rede Estadual de Educação. A prova do PSS será aplicada pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe).

É importante destacar que a prova de conhecimentos servirá para efeito de classificação e não será eliminatória.  Para participar os candidatos deverão pagar taxa que varia de R$ 60,00 (para uma disciplina) a R$ 105,00 (para duas disciplinas).

ISENÇÃO – Inscritos no CadÚnico (beneficiados por programas sociais do governo), doadores de sangue e de medula óssea, além de prestadores de serviço da Justiça Eleitoral (como mesários) têm isenção da taxa. A solicitação da taxa de isenção vai das 10h do dia 03 às 18h do dia 06 de novembro.

Cada candidato pode se inscrever em apenas um Núcleo Regional de Educação (NRE), podendo optar por até dois municípios do núcleo. Na sequência, poderá escolher uma ou duas funções, disciplinas, áreas do conhecimento ou eixos da educação profissional. O edital contém mais informações sobre as ofertas.

TÍTULOS – Para facilitar as inscrições, o candidato deverá cadastrar seus documentos em ambiente virtual, que vai permitir anexar os títulos. Esses documentos vão representar até 40 pontos do processo de seleção, valendo diplomas de pós-graduação, como de especialização, mestrado ou doutorado.

A prova de títulos vai compreender também o tempo de serviço – cada ano de magistério vai contar 3 pontos, com máximo de 21 pontos (dentro dos 40 totais).

A quantidade de questões das provas vai depender da quantidade de disciplinas/eixos tecnológicos selecionados na inscrição. O tempo máximo para realização da prova também vai depender das opções selecionadas na inscrição.

As provas vão acontecer no dia 13 de dezembro, e serão realizadas nas cidades-sede dos Núcleos Regionais de Educação. No dia da avaliação serão adotadas todas as medidas de proteção necessárias em razão da pandemia de Covid-19.

DIÁLOGO – Após várias reuniões com professores acerca do novo PSS, a Secretaria optou por não incluir a prova de redação e banca, deixando apenas a prova objetiva como acréscimo no processo seletivo. Ou seja, a nova seleção valoriza profissionais experientes e ao mesmo tempo abre novas oportunidades.

GRUPOS DE RISCO – Parte dos profissionais selecionados irá substituir professores do grupo de risco do Covid-19 sem possibilidade de atuar presencialmente. Entretanto, a prova e a seleção estão abertas a todos os profissionais, inclusive aos candidatos do grupo de risco. A realização da prova seguirá todo um protocolo de segurança aprovado pela Secretaria de Estado da Saúde.

A classificação ao profissional do grupo de risco está garantida e será mantida – e ele será chamado assim que acabar a situação emergencial da pandemia.

Informações AEN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nível de reservatórios melhora e rodízio da RMC terá mais um dia com água

A Sanepar acrescentará mais um dia com água no rodízio da Região Metropolitana de Curitiba a partir de segunda-feira (17). O tempo de abastecimento será de três dias e meio (84 horas com água) e até 36 horas de suspensão. Este novo modelo é possível devido à elevação do nível das barragens do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC), que chega nesta sexta-feira (14) a 73,81%.

A tabela do rodízio no novo modelo já tem a programação até 28 de janeiro (confira AQUI ).

As chuvas deste início de ano têm reforçado a recuperação dos reservatórios, iniciada gradualmente a partir de outubro e que vem mantendo o nível médio acima dos 70%, a partir de 6 de janeiro, maior patamar desde a implantação do rodízio em março de 2020. A expectativa da Companhia é manter este modelo até que as barragens atinjam o nível médio de 80% e seja então possível suspender o rodízio.

Segundo Claudio Stabile, diretor-presidente da Sanepar, a preocupação é com a sustentabilidade de médio e longo prazos. “O esforço da Companhia e também da população que tem nos ajudado a manter a META20 com o uso racional da água permitiu essa nova flexibilização no sistema de rodízio”, afirma.

Em 2021, o País viveu a pior seca em 91 anos. O Paraná tem sido afetado pela crise hídrica desde 2020, quando os reservatórios atingiram níveis mínimos históricos. O estado está sob Decreto de Emergência em todo o seu território devido à estiagem.

EXCEÇÕES – Em parte das cidades de Almirante Tamandaré e Colombo, o rodízio segue em horários diferentes por serem regiões abastecidas por sistemas isolados, e não pelo SAIC. Em Almirante, o abastecimento é feito também pelo Rio Barigui; e, em Colombo, por poços do aquífero Karst. Os horários podem ser consultados em tabela divulgada no site da Sanepar www.sanepar.com.br.

Matinhos adota exigência de ‘passaporte da vacina’ e de imunização de todos os servidores

Com o avanço dos casos de Covid-19 e da Influenza no Litoral do Paraná, a Prefeitura de Matinhos determinou a adoção do ‘passaporte da vacina’ na cidade e a obrigatoriedade da imunização para todos os servidores municipais. As novas regras foram publicadas, nesta quarta-feira (12), em três decretos com medidas de prevenção contra as doenças.

O decreto n.º 946 disponibiliza a lotação dos cargos comissionados da administração municipal à disposição da Secretaria da Saúde. Já o decreto n.º 947 estabelece a apresentação de comprovante de vacinação contra Covid-19 para entrar em espaços públicos e privados de uso coletivo em todo o território de Matinhos.

Sobre a obrigatoriedade da vacinação contra Covid-19 e Influenza a todos os servidores do Poder Público Municipal, a determinação está no decreto n.º 948.

Alta de casos

As novas medidas levam em conta a alta dos casos positivos para Covid-19 entre os dias 23 de dezembro e 10 de janeiro, o crescimento no número de pacientes positivados para os vírus da Influenza e também os casos de coinfecção de Covid-19 e Influenza na cidade.

Os decretos passam a valer imediatamente no município. Novos decretos com medidas restritivas devem ser editados nos próximos dias, em reforço às medidas já adotadas.