Educação prepara unidades para a volta às aulas, no dia 18 de fevereiro

Escolas e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) nas dez regionais recebem obras antes do retorno às aulas, no dia 18 de fevereiro. Ao todo, 60 unidades da rede municipal de ensino recebem algum tipo de melhoria, como intervenções em banheiros, pintura, rede elétrica, telhados, refeitórios e portas.

Refoma na Escola Municipal Bairro Novo do CAIC Guilherme Lacerda Braga Sobrinho. Curitiba, 27/01/2021. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

Este ano, a volta às aulas terá as opções híbrida e remota, com parte dos estudantes na escola e parte assistindo às videoaulas pela TV Escola Curitiba. A escolha do modelo caberá as famílias.

A coordenadora de Obras da Educação, a arquiteta Flávia Gomes, explica que, principalmente nas escolas, são feitas diversas melhorias nas instalações sanitárias. “As reformas são definidas conforme a prioridade”, afirma.

O CAIC Bairro Novo, no Sítio Cercado, com mais de 1,2 mil estudantes matriculados, é uma das unidades beneficiadas e está recebendo nova pintura interna.

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Maria Viezzer Hermann,  no bairro Vista Alegre, recebe uma reforma do piso ao teto nestas semanas que antecedem o retorno das crianças.

CMEI Maria Viezzer Hermann, localizado no bairro Vista Alegre, recebe uma reforma do piso ao teto nestas semanas que antecedem o retorno das crianças. Foto: Divulgação

Os pisos internos e externos estão sendo trocados, a unidade ganha pintura interna e externa, além de novos banheiros para funcionários, lâmpadas de led nas salas, entre outras melhorias. São cerca de R$ 70 mil investidos nesse CMEI.

A Escola Municipal Eny Caldeira, no Bacacheri, passa por pintura, troca de pisos, instalação de luminárias e revisão da rede elétrica. Também recebe reparos nos pisos, paredes e janelas de uma sala de aula que foi danificada devido a um incêndio, em dezembro do ano passado.

A ação dos Bombeiros foi rápida e evitou que o fogo se alastrasse para as demais salas. Não houve vítimas, a escola estava vazia. A causa provável teria sido um curto-circuito.

A unidade, inaugurada em 1973, tem cerca de 850 estudantes matriculados, da educação infantil e Ensino Fundamental.

O Programa Escola Bem-Cuidada, da Prefeitura de Curitiba, investiu cerca de R$ 48 milhões em infraestrutura das unidades desde 2017. O valor inclui manutenção predial, novas obras e melhorias, além de equipamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba qual cruzamento em que os motoristas mais avançam o sinal vermelho em Curitiba

Em menos de quatro meses, o cruzamento das ruas Antônio Gasparin e Pedro Gusso, no bairro Novo Mundo, foi o que mais registrou avanço do sinal vermelho (entre os cruzamentos com novo radar instalado), num total de 7.973 infrações.

Por mês, a média é de cerca de 2 mil infrações somente por avanço de sinal neste ponto bastante movimentado da cidade, que concentra grande fluxo de veículos, pedestres e ciclistas, e que ainda faz a intersecção com uma via local, a Rua Henrique Schuta.

“A Antônio Gasparin é uma via rápida de escoamento do tráfego para o bairro e importante via de ligação para a CIC. Neste cruzamento com geometria mais complexa e dificuldade de visibilidade, o respeito à abertura do semáforo é ainda mais necessário”, alerta a superintendente da Setran. 

A Rua Pedro Gusso conta com estrutura cicloviária e há grande fluxo de conversão para quem segue sentido CIC/Capão Raso. Além disso, ao lado do cruzamento está localizada a Igreja do Capão Raso, considerada um polo gerador de tráfego e, a poucos metros dali, há uma estação-tubo. Entre os anos de 2015 e 2019, o local registrou 44 acidentes de trânsito, de acordo com dados do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).

Multas e pontos acumulados na CNH

Confira as multas e pontos acumulados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para cada infração fiscalizada pelos radares, conforme previsão do Código de Trânsito Brasileiro (CTB):

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% 
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%
Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%
Infração gravíssima (multiplicada por três): 7 pontos e R$ 880,41

Parar sobre faixa pedestres na mudança sinal
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Transitar em local/horário não permitido pela regulamentação – caminhão
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Executar operação de conversão em local proibido pela sinalização
Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23

Avançar sinal vermelho do semáforo
Infração gravíssima: 7 pontos e multa de R$ 293,47

Deixar de conservar o veículo na faixa a ele destinada pela sinalização 
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Com descontos de até 50%, Xiaomi inaugura primeira loja em Curitiba nesta sexta

A gigante da tecnologia, Xiaomi, terá sua primeira loja em Curitiba inaugurada no Park Shopping Barigui com um evento que irá durar desta sexta-feira (24) até domingo (26). Para comemorar a estreia, os clientes terão descontos de até 50% em vários produtos, além do recebimento de brindes exclusivos.

Por conta da pandemia, a entrada de pessoas na loja será controlada para evitar aglomerações. Quem quiser participar da inauguração precisa agendar um horário e chegar 15 minutos antes, sendo o voucher de agendamento pessoal e intransferível.

Além disso, o uso da máscara é obrigatório em todos os momentos, e é necessária a apresentação de um documento de identificação original com foto.

Confira todas as regras do evento clicando aqui.

Xiaomi

A Xiaomi é uma empresa de tecnologia fundada em 2010 pelo empreendedor serial Lei Jun com base na visão de “inovação para todos”. A empresa está no ramo de criação de hardware, software e serviços de internet, e entre alguns itens da linha de produtos incluem smartphones Mi e Redmi, TVs e Set-top-boxes, roteadores, dispositivos inteligentes, tecnologia vestível e outros acessórios.

Os usuários são comumente conhecidos como Mi Fãs e a presença da marca já atinge mais de trinta países ao redor do globo.