Educação oferece curso gratuito de Língua Portuguesa para migrantes e refugiados

Educação oferece curso gratuito de Língua Portuguesa para migrantes e refugiados

Estrangeiros podem procurar a rede municipal de ensino para aprender gratuitamente a Língua Portuguesa. O curso é direcionado para migrantes e refugiados com idade igual ou acima de 15 anos e busca promover a integração social, o acolhimento linguístico e a interação com a cidade.

A oferta do curso é feita pela Gerência da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Secretaria Municipal da Educação, desde 2013.

“Você já se imaginou tendo que abandonar forçadamente seu país, sua família, e ainda deixar para trás todos os seus projetos e sonhos profissionais e pessoais? Para que essas pessoas possam recomeçar, é importante terem domínio básico da língua”, observa a gerente da EJA, Maria Gorete Stival Paula.

Este ano, as aulas são com atendimento presencial, em quatro unidades de ensino. A carga horária é de 60 horas. As aulas são das 19h às 21h, duas vezes por semana.

Escolas municipais que ofertam as aulas

CAIC Cândido Portinari – CIC – às segundas e quartas-feiras

Professora Maria Neide Gabardo Betiatto – Umbará – às terças e quintas-feiras

Professor Germano Paciornik – Boqueirão – às segundas e quartas-feiras

Irati – Cajuru – às terças e quintas-feiras

Inscrições pelo telefone (41) 3350-3019 ou diretamente nas unidades acima.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pizzaria da Mathilda estreia releitura de sabor clássico

Um dos sabores de pizza mais amados pelos brasileiros ganha sua versão ao estilo napolitano. A Pizzaria da Mathilda estreia sua Portuguesa no dia 04 de outubro, unindo duas tradições gastronômicas para a nova criação. A pizza, que terá valor de R$ 42, sairá pela metade do preço no dia de lançamento, válido para consumo nas três unidades (Juvevê, Vicente e Água Verde), para retirada e venda no site.

Apesar de não ter uma história oficial, diz-se que a Portuguesa nasceu no Brasil, quando imigrantes portugueses adicionaram ingredientes diferentes às pizzas feitas pelos imigrantes italianos. Na receita da Mathilda, os insumos clássicos se aliam ao estilo napolitano que consagrou a pizzaria curitibana. A massa de fermentação lenta, servida individualmente, recebe molho, presunto, basílico, cebola roxa, mozzarella, ovo caipira e azeitona preta.

O estilo napolitano da Pizzaria da Mathilda é celebrado como um dos mais tradicionais, sendo considerado patrimônio imaterial da humanidade pela UNESCO. A Mathilda conquistou o público curitibano ao seguir as regras dessa tradição com as pizzas individuais em sabores clássicos, como Marguerita, e também com criações originais. Renovando o cardápio, traz pedidas favoritas do público como a Portuguesa. A nova pizza Portuguesa estreia nas três lojas no dia 04 de outubro. A Pizzaria da Mathilda conta com três unidades da rede em Curitiba: Vicente (Av. Vicente Machado, 859), Juvevê (R. Rocha Pombo, 265) e Água Verde (Av. dos Estados, 1066). As lojas abrem de terça-feira a domingo, das 18h às 23h. Além disso, os pedidos poderão ser feitos, também, pelo site www.pizzariadamathilda.com.br. Mais informações no perfil oficial no Instagram (@pizzariadamathilda).

População terá ônibus de graça no domingo, dia das eleições

A população curitibana terá ônibus de graça no próximo domingo (2/10), quando será realizado o primeiro turno de eleições majoritárias. Nesse dia, os eleitores vão às urnas votar para presidente da República, governador, senador, deputados federais e estaduais. A gratuidade está prevista no decreto número 1430/2022.

“A ideia é possibilitar que a população possa exercer sua cidadania, se deslocar até os pontos de votação com calma e facilidade e colaborar com a democracia do País”, disse o prefeito Rafael Greca.

Segundo a Urbanização de Curitiba (Urbs), que gerencia o transporte coletivo na capital, a entrada de graça vale para o dia todo nas 254 linhas de ônibus que operam na cidade. A excecão é a Linha Turismo, que percorre os pontos turísticos da capital e funcionará normalmente com pagamento de tarifa de R$ 50 no domingo.

“O transporte coletivo tem importância econômica e social, é caracterizado como serviço de utilidade pública de caráter essencial. Então, nada mais justo que ele se seja gratuito em um momento em que a população exerce sua cidadania, como no dia das eleições”, diz Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbs.

No domingo, os ônibus terão reforço e vão funcionar de acordo com a tabela de horário de sábado. A votação acontece das 8h às 17h.