Dez dicas para começar 2023 com a leitura em dia

Dez dicas para começar 2023 com a leitura em dia

Um livro escrito pelo mineiro Fernando Sabino, que faria 100 anos em outubro, está entre as dez sugestões de leitura para o começo de 2023. Elas foram elaboradas pela mediadora de leitura Juliane Souto, da Casa da Leitura Wilson Martins, que fica na Rua da Cidadania do Boqueirão, e pelo analista administrativo Leandro Aristeu, da Casa de Leitura Manoel Carlos Karam, no Parque Barigui, considerando leitores de todas as idades.

As dicas contemplam autores jovens e consagrados, do Brasil e do exterior, e suas produções em prosa, poesia e na linguagem não verbal das histórias em quadrinhos e ilustrações.

Os livros indicados por Juliane são “A Palavra algo”, de Luci Collin; “Um amor incômodo”, de Elena Ferrante; “O menino no espelho”, de Fernando Sabino; “A casa na árvore”, de Ronald e Marije Tolman; e “Amanhecer esmeralda”, de Ferréz. Já Leandro indica “Sujeito oculto”, de Manoel Carlos Karam; “Luzes de emergência se acenderão automaticamente”, de Luisa Geisler; CWB, de José Aguiar; “Quando eu era pequena”, de Adélia Prado; e Josefina quer dançar”, de Jackie French.

Dicas

Além de indicar as obras, os responsáveis pelas Casas da Leitura Wilson Martins e Manoel Carlos Karam também fizeram um resumo de cada uma para ajudar os leitores a se decidirem sobre os empréstimos a fazer. Confira:

Na Casa da Leitura Wilson Martins:

A Palavra Algo, de Luci Collin (adulto – poesia): obra que permite apreciar a genialidade da nossa grande autora curitibana Luci Collin. Este livro lhe rendeu o segundo lugar no Prêmio Jabuti em 2017 na categoria poesia.

Um amor incômodo, de Elena Ferrante (adulto – romance): a misteriosa escritora italiana apresenta em seu romance de estreia temas densos que envolvem a relação entre mãe e filha. Um livro curto que pode ser lido rapidamente mas sem deixar de provocar sensações angustiantes e incômodas, como o próprio título sugere.

O menino no espelho, de Fernando Sabino (adulto – romance): no ano em que comemora-se o centenário do escritor brasileiro, um livro para celebrarmos o legado e a vida do mineiro Fernando Sabino.

A casa na árvore, de Ronald e Marije Tolman (infantil): neste livro fascinante, a narrativa é composta unicamente por imagens. Enquanto um urso-polar e um urso pardo divertem-se em uma casa na árvore, outros animais vão aparecendo. Uma obra que carrega uma infinidade de histórias dentro de poucas páginas.

Amanhecer Esmeralda, de Ferréz (infanto-juvenil): Estreia no gênero infanto-juvenil do autor brasileiro Ferréz, esta linda obra apresenta um dia na vida da menina Manhã e a realidade dos moradores das regiões periféricas das cidades.

Na Casa da Leitura Manoel Carlos Karam:

Sujeito oculto, de Manoel Carlos Karam (jovens, adultos e idosos – ficção/novela): Esta intrigante novela conduz o leitor a acompanhar os passos de um assassino. Ao longo da narrativa, ele se revela excêntrico, meticuloso e hábil nos seus atos criminosos. Mas, qual a real motivação por trás desta “profissão”? É esta, entre várias outras perguntas, que movem o leitor a participar desta história eletrizante escrita em estilo noir.

Luzes de emergência se acenderão automaticamente, de Luisa Geisler (jovens, adultos e idosos – romance): Ike é um rapaz que vive na cidade de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, e está começando sua vida adulta que, como tantas outras, parece bastante convencional. Porém, um brutal acidente ocorre ao seu melhor amigo Gabi, deixando-o em coma. Esta situação move Ike a uma atitude singular: decide escrever cartas ao amigo na esperança de que ele as leia quando sair do estado de coma, na intenção de deixá-lo a par dos acontecimentos enquanto esteve desacordado. Eis que estas cartas, cada vez mais abundantes, tornam-se o corpo de um diário pessoal e íntimo de Ike, nas quais ele relata sentimentos e situações que talvez nunca expressasse ao seu amigo de outra maneira. Um romance sensível e comovente que fala de amizade, solidão, entre outras situações da condição humana e suas relações.

CWB, de José Aguiar (jovens, adultos e idosos – quadrinhos): quem já imaginou Curitiba como cenário de uma aventura fantástica, com suas lendas revividas e seus personagens históricos como heróis ou vilões em paisagens urbanas que fazem parte do nosso cotidiano? É o que pensou o autor deste livro, e com seu talento nos entrega a história de dois personagens em trânsito por uma Curitiba onde tudo pode acontecer. Narrado com belas imagens desenhadas com técnica em aquarela, esta aventura também remete ao histórico pessoal e artístico do autor e sua relação com Curitiba, nos possibilitando a refletir sobre nossa própria trajetória nesta cidade.

Quando eu era pequena, de Adélia Prado (para todas as idades) – Carmela é uma garota esperta e cheia de encantos próprios da infância. Começando pelo seu nome, ela nos conta diversas histórias do seu mundo de criança do interior, que brinca de pé no chão e vê beleza nas coisas mais simples. Com ilustrações delicadas, este livro fala das primeiras impressões de uma criança sobre a vida, o amor, a amizade, a religião e a morte.

Josefina quer dançar, de Jackie French (para todas as idades) – Josefina é uma canguru simpática que sonha ser bailarina. Seu irmão mais novo, Joca, acredita não ser possível a realização do sonho da irmã, até que uma companhia de balé aparece na cidade. Espiando os ensaios dos bailarinos por uma janela, Josefina mantém acesa a esperança de um dia dançar num palco. Uma história alegre que fala sobre autoconfiança, com belas ilustrações que nos deixam encantados por Josefina, personagem que faz parte da estante de autores australianos do acervo.

Leia sem gastar nada

O empréstimo nas Casas da Leitura, que fazem parte da rede de unidades da Fundação Cultural, é grátis. Para fazê-lo, é necessário apenas ter cadastro atualizado. Quem ainda não tem, precisa comparecer à unidade de leitura desejada levando comprovante de endereço recente e um documento com foto. Menores de 16 anos precisam estar acompanhados por um maior responsável para fazer o cadastro vinculado.

Na primeira retirada, o leitor pode levar um livro e um gibi. A partir da segunda, é possível retirar até três livros e dois gibis. A devolução ou renovação precisa ser feita até duas semanas após o empréstimo. A renovação pode ser feita à distância, por meio da biblioteca virtual do portal Pergamum.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como economizar no volta às aulas?

Para muitas famílias o início do ano pode se tornar um verdadeiro período de acúmulo de gastos. Além das tradicionais despesas com o período de festas e férias, logo em janeiro já tem o pagamento de taxas e impostos, como IPTU e IPVA. Sendo que, somado a isso, ainda é preciso pagar, caso tenha filhos, a renovação de matrícula e a compra dos materiais escolares. 

De acordo com a Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares, o aumento no preço dos materiais escolares pode variar de 15% a 30% em 2023. E entre os itens de maior diferença está a caneta esferográfica, cadernos e mochilas, que estão com cada vez mais variedades de itens no mercado.

Por isso, é importante pesquisar um pouco antes. E, aliado a isso, você também pode aproveitar as vantagens de cartões de benefício consignado, como o Credcesta, que oferecem juros abaixo dos praticados pelo mercado. 

Para te ajudar nessa missão, separamos algumas dicas. Confira: 

Reaproveite material 

Que tal dar uma revisada no que sobrou do ano passado e está em condições de uso? Antes de ir às compras, verifique quais dos produtos da lista de material escolar você já tem em casa. Além disso, invista na troca de livros didáticos. 

Não compre por impulso

É sempre importante determinar o orçamento que você tem para a compra dos materiais. Além disso, dê uma caminhada e visite algumas livrarias e papelarias antes de efetivamente comprar os itens. Compare os preços. Com cuidados simples é possível gerar uma economia bem significativa. 

Não leve as crianças na hora de comprar 

Sabe aquela máxima de não fazer compras no mercado quando está com fome? Essa dica segue a mesma linha de raciocínio. Os olhinhos dos pequenos brilham com tantas opções e, muitas vezes, é difícil resistir aos apelos de compra. 

Refaça a lista de materiais 

Normalmente as escolas compartilham uma lista gigante de itens para o ano letivo. Só que ela pode ser dividida entre “itens obrigatórios” e “itens complementares”. Se a ideia for economizar, dê prioridade para os produtos essenciais e aposte na simplicidade.

Cartão de Benefício Consignado – Credcesta

Os servidores ativos, aposentados e pensionistas do Paraná já podem solicitar o Cartão de Benefício Consignado Credcesta. Sem cobrança de anuidade, o cartão ainda oferece diversas vantagens como: acesso ao “Saque Fácil”, para ser utilizado de acordo com as necessidades do dia a dia; cartão de crédito para compras em milhares de estabelecimentos físicos e online, no Brasil e exterior, com a credibilidade da bandeira Visa. E mais, possibilidade de pagamento em até 60 meses. Para solicitar ou ativar o cartão, basta ligar para Central de Atendimento no 0800 729 0660, ou acessar www.credcesta.com.br, para mais informações.

De Gilsons a orquestra barroca, veja as atrações desta sexta da Oficina de Música de Curitiba

O trio Gilsons, um dos grandes sucessos da cena atual da MPB, é o destaque desta sexta-feira (3/2) na 40ª Oficina de Música de Curitiba. Formada por netos e filhos de Gilberto Gil, a banda apresentará músicas que mesclam influências de pop rock, samba, reggae, rap, funk, ritmos baianos e eletrônicos, além de referências à MPB clássica do pai e do avô.

A banda que despontou pelo sucesso da música “Várias Queixas” fecha a programação do dia, no grande auditório do Teatro Guaíra. Antes disso, o público poderá conferir outras atrações de música brasileira e também erudita na Capela da Glória, no auditório Regina Casillo, no Teatro Cleon Jacques, na Capela Santa Maria e no Memorial de Curitiba, que na sexta-feira dá início à maratona de shows que tomará conta do Largo da Ordem durante todo o sábado e domingo.

Veja as atrações desta sexta-feira na 40ª Oficina de Música de Curitiba

Quarteto de Clarinetes do Paraná – Paran4

O Quarteto de Clarinetes do Paraná – “Paran4 ” é um grupo dedicado a executar todos os tipos de música para a formação, com maior aproveitamento na diversidade de repertórios para este instrumento. Dominam diferentes estilos de repertório de música moderna, clássica, popular brasileira e popular internacional.

12h30 – Capela da Glória

Av. João Gualberto, 565 – Alto da Glória

Gratuito

Recital Lírico

Com os cantores Vitorio Scarpi – tenor, Ornella de Luca – soprano, Ana Paula Machado – soprano,  Priscila Malanski Felix – piano. No programa, árias das grandes óperas como: La Boheme, Don Pasquale, La Traviata, Manon, Viúva Alegre dos compositores Giuseppe Verdi, Charles Gounod, Giacomo Puccini e Franz Léhar.

18h – Auditório Regina Casillo

R. Lourenço Pinto, 500 – Centro

Gratuito

Concerto Orquestra Barroca

Concerto dos alunos dos cursos de Música Antiga da 40ª Oficina de Música de Curitiba. Orquestra barroca, com instrumentos de época.

19h – Capela Santa Maria

R$ 35 e R$ 17 (Compra de ingresso pelo site www.minhaentrada.com.br)

Rua Conselheiro Laurindo, 274 – Centro

Show “Transborda” – Rubia Divino

Uma das vozes mais interessantes da cena musical atual, Rubia Divino explora em sua música elementos do jazz, música contemporânea, afrobeat, samba e maracatu, ressignificando temáticas da cultura afro-brasileira.

19h30 – Teatro Cleon Jacques – Memorial Paranista

R. Mateus Leme, 4.700 – São Lourenço

Gratuito

Histórias de Francisco – Grupo Brasileiro

O grupo, mantido pela Fundação Cultural de Curitiba, interpreta canções de Chico Buarque que contam uma história. Com os personagens inesquecíveis das canções, este show levará o espectador, além das melodias e harmonias geniais, para o encantador mundo da narrativa crônica de Francisco Buarque de Holanda.

19h – Teatro da Reitoria

R$ 35 e R$ 17,50 (Compra de ingresso pelo site www.minhaentrada.com.br)

R. XV de Novembro, 1299 – Centro

Gilsons

O trio Gilsons, formado em 2018, é a parceria musical de Francisco, João e José Gil, respectivamente netos e filho de Gilberto Gil. O trio mescla influências de pop rock, samba, reggae, rap, funk, ritmos baianos e eletrônico.

20h –  Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto – Guairão

R$ 50 e R$ 25 – Compra de ingresso pelo site www.ticketfacil.com.br

Saxfônico – Quarteto de Saxofones

Victor Gabriel Castro, compositor, arranjador e multi-instrumentista apresenta o “Saxfônico Quarteto” com uma produção de arranjos cuidadosamente escritos para quarteto de saxofones sobre músicas consagradas do mundo inteiro.

19h – Memorial de Curitiba

R. Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco

Gratuito

Choro e Seresta 50 anos

O Conjunto Choro e Seresta, que alegra as manhãs de domingo na Feirinha do Largo da Ordem, comemora 50 anos de existência. Para comemorar, o conjunto contará com um dos nomes mais expressivos do choro nacional, o multi- instrumentista Nailor Azevedo, o Proveta.

20h – Memorial de Curitiba

R. Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco

Gratuito

Doxology Big Band

A Doxology Big Band é uma orquestra de jazz que toca músicas bem conhecidas do cancioneiro tradicional cristão com arranjos para jazz. Na sua participação da 40ª Oficina de Música, a Doxology estará lançando seu primeiro álbum em todas as plataformas de streaming.

21h30 – Memorial de Curitiba

R. Dr. Claudino dos Santos, 79 – São Francisco

Gratuito

Oficina Verde

Magia e ciência: uma conversa milenar sobre as ervas

A oficina abordará o tema magia natural e estudos científicos sobre o assunto, a atuação específica de algumas ervas, a potência das plantas no campo energético através da meditação com tambores.

14h30 – Cinemateca de Curitiba

Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco

Gratuito

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com