DELIVERY: 10 restaurantes imperdíveis para curtir durante a quarentena

A pandemia provocada pelo novo coronavírus estragou os planos de grande parte da população que estava com viagem marcada para 2020. Mas você ainda pode aproveitar as delícias gastronômicas globais sem sair de casa! O complexo de gastronomia e entretenimento Vila Urbana, conhecido por oferecer refeições das mais variadas vertentes mundiais, está se reinventando neste momento de crise e conta com dezenas de operações atendendo por meio de aplicativos de entrega.

Para te ajudar a dar a volta ao mundo sem sair de casa, preparamos uma lista com dez dicas de restaurantes com culinárias distintas e imperdíveis. Confira agora mesmo e se prepare para salivar. 

Akaryu Sushi: Comida japonesa de qualidade no conforto do seu lar. O restaurante conta com diversas opções de sushi, uramaki, temaki, sashimi, nigiri e combinados para matar a sua fome em grande estilo. Delivery pelo Ifood, Uber Eats e James.

Batatiba: Diversas opções de batata suíça e porções em geral para toda a família se deliciar em casa. Os recheios vão desde sabores tradicionais, como calabresa e frango, até aqueles especiais, como alcatra e 5 queijos. Delivery peloiFood, Uber Eats, Rappi, James e motoboy próprio (41 98483-6984).

De Roê: O restaurante para quem gosta de carnes e cortes tipicamente argentinos. No De Roê você encontra porções de steak angus, costelinha suína, costela bovina, filé de tilápia e muito mais. Delivery pelo iFood e Rappi.

Deutsch: Comida típica alemã de alta qualidade. Entre os carros-chefes da casa está o tradicional Einsbein, joelho de porco defumado e assado, acompanhado de salsicha brotwurst, chucrute e batata. Delivery pelo iFood.

Dubom Pastelaria: Pastéis bem recheados e fritinhos na hora para você se deliciar em casa. Os sabores vão desde os tradicionais, de carne com queijo ou pizza, até os especiais, de camarão com palmito ou strogonoff do chef. A casa conta também com 6 opções de pastéis doces. Delivery pelo iFood, Uber Eats, Rappi e James.

Haga Buns: Os cinnamon rolls são pãezinhos doces cheios de sabor e perfume de origem sueca. No Haga Buns você encontra esta iguaria em quatro sabores: tradicional, de vanilla cream; caramelo artesanal; caramelo artesanal finalizado com flor de sal; e caramelo com farofa crocante de nozes pecã. Delivery pelo iFood, Uber Eats e Rappi.

Le Magu: Para quem é fã de receitas clássicas, o Le Magu traz excelentes opções de pratos feitos, como strogonoff com arroz e batata palha, e massas típicas italianas. Delivery pelo Ifood e Rappi.

Paradoja: Lanches no estilo americano, completos e deliciosos, para quem tem fome por praticidade. Entre as opções da casa estão o Burguer de costela e o Burguer veg quinoa. Todas as opções acompanham batata frita. Delivery pelo iFood ou James.

Poke to Wok: Gastronomia havaiana e asiática em um único lugar. Entre os destaques do cardápio está o Poke Tropical, que leva salmão ou atum, arroz japonês, pepino, abacate, cenoura, manga, chips de banana, mix de nuts, alga nori, gergelim e cebolete na receita. Delivery pelo iFood, Uber Eats, Rappi e James.

Zapata la Taqueria: Restaurante mexicano com 6 tipos de proteínas, incluindo chilli de soja, e mais de 20 recheios para customizar seu lanche, seja ele nachos, tacos, burritos ou combos. Delivery pelo iFood e Rappi.

Polícia Civil e PM prendem 15 envolvidos com tráfico de drogas

As Polícias Civil e Militar cumpriram nesta terça-feira (22) 48 mandados judiciais (11 de prisão e 37 de busca e apreensão) para desarticular associações criminosas que gerenciavam o tráfico de drogas na Capital, na Região Metropolitana de Curitiba e Litoral.

Foram presas 15 pessoas, sendo 11 em cumprimentos de mandado prisão preventiva (destas, seis também foram autuadas em flagrante) e quatro em flagrante. Também foram apreendidas quatro armas de fogo, 87 munições de diversos calibres, R$ 8,3 mil e 5 quilos de drogas como maconha, crack e cocaína.

Curitiba, 22 de setembro de 2020. Operação Lisboa

“Identificamos o tráfico de drogas no bairro e a investigação acabou se expandindo para outros núcleos que faziam o abastecimento da região central de Curitiba. Com a operação, tivemos a apreensão significativa de armas, drogas e a captura de pessoas que tinham mandado de prisão”, disse o delegado da Polícia Civil, Ricardo Casanova.

O comandante do 1º Comando Regional da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, salientou a importância da integração com a Polícia Civil, que envolveu diversas equipes ao longo de seis meses. “Foi um trabalho intenso, em que muitas vezes os policiais militares e civis trabalharam uníssonos, inclusive trabalhando na mesma viatura, para alcançar o melhor resultado possível”, disse.

INVESTIGAÇÃO – A operação foi feita com base em levantamentos feitos pela Polícia Civil e pelo 1º Comando Regional de Polícia Militar. Ao longo de seis meses, as equipes policiais estiveram nas ruas, buscando informações, identificação de líderes, gerentes, fornecedores e distribuidores que atuavam em pontos de venda, armazenamento e distribuição de drogas. Durante o período, 21 pessoas foram presas, além de duas armas, 170 gramas de cocaína, 2,3 quilos de cocaína e 4,8 quilos de maconha.

As investigações apontaram que o bairro São Francisco era o principal ponto de venda e consumo de drogas de uma organização criminosa. Também foi apurado que os fornecedores estavam instalados em três núcleos: um no bairro Cajuru, em Curitiba, que também alcançava de São José dos Pinhais, outro núcleo no município de Pinhais, e o terceiro no Centro de Curitiba.

LITORAL – Em uma das abordagens, equipes do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão e de prisão a um casal que coordenava o tráfico no centro da Capital. “A liderança estava homiziada em uma residência em Matinhos, e houve o confronto. Tivemos várias prisões e apreensões por parte das equipes da PM e da Polícia Civil”, disse o coronel Hudson Leôncio Teixeira.

A operação contou com efetivos da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) do 1º CRPM, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) e a Companhia de Operações com Cães (COC) da PM. Diversas unidades da Polícia Civil estiverem envolvidas na ação, além do grupamento aéreo e cães.

Informações AEN.

Curitiba registra 348 novos casos e nove mortes por covid-19

Curitiba registrou nesta terça-feira (22/9) 348 novos casos de covid-19 e nove óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde.

As novas vítimas são três homens e seis mulheres, com idades entre 21 e 94 anos. Sete destes óbitos ocorreram nas últimas 48 horas. Os demais foram nos dias 19 e 20 de setembro.

Até agora são 1.213 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Novos casos

Com os novos casos confirmados, 41.717 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 36.297 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 4.207 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

UTIs do SUS

Nesta terça-feira (22/9), a taxa de ocupação dos 334 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 é de 79%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. No momento restam 70 leitos livres.

Números da covid-19 em 22 de setembro

348 novos casos
9 novos óbitos

Números totais

Confirmados – 41.717
Investigação: 670
Recuperados – 36.297
Óbitos – 1.213