Curitiba ganha novos radares com limites de velocidade entre 70 e 40 km/h; saiba onde

Cruzamentos e trechos nas vias que mais registram acidentes de trânsito começaram a receber novos equipamentos de fiscalização eletrônica. Os primeiros já foram instalados e passam por aferição.

Os trechos de avenidas e ruas abaixo estão recebendo sinalização alertando sobre a fiscalização com radares, que começará a ser feita na próxima semana. Haverá radares com limite de 40 km/h, 50 km/h, 60 km/h e 70 km/h.

Segundo a prefeitura, a instalação dos equipamentos é um pedido da população, por causa do comportamento imprudente adotado por parte dos condutores, e foi precedida por análises técnicas da Superintendência de Trânsito (Setran).

Confira os locais:

1. Avenida Comendador Franco – limite de 70 km/h – e Rua Maurício Fruet – 50 km/h

No bairro Jardim Botânico foram substituídos os equipamentos instalados próximo a um supermercado e a uma rede árabe de fast-food, na Rua Maurício Fruet e na Avenida Comendador Franco. Por ser um grande corredor intermunicipal no sistema viário da cidade, a Comendador Franco permanecerá com limite de velocidade em 70 km/h, diferente da maior parte das vias da cidade que estão passando por uma readequação e que, nos próximos meses, terão velocidade máxima de 50 km/h.

A Comendador Franco é uma via arterial com características de trânsito rápido que tem, dentro do contexto urbanístico, a função prioritária de escoamento de veículos para outras regiões da cidade, município vizinho e aeroporto. Tem estrutura com pista dupla, com três ou quatro faixas de trânsito, transposições em desnível com viaduto e trincheiras, transposições em nível com semáforos e faixas de desaceleração.

“Na Comendador Franco temos um dos locais mais críticos em ocorrências gerais de acidentes, inclusive os mais graves. Os radares auxiliam no controle da velocidade e na travessia de pedestres”, salienta a superintendente de Trânsito, Rosangela Battistella.

Já a Rua Maurício Fruet é uma via caracterizada como coletora, com duas e três faixas de circulação, e faz a ligação entre bairros e com travessias de pedestres em muitos pontos, como no Terminal Vila Oficinas, na Rua da Cidadania do Cajuru e no Jardim Botânico, local turístico mais visitado de Curitiba.

2. Rua Nilo Peçanha – 50 km/h 

Trecho sinuoso da Rua Nilo Peçanha, no bairro São Francisco, passará a ter fiscalização eletrônica nas proximidades de um supermercado. O objetivo é reduzir as colisões e o impacto de possíveis acidentes de trânsito na via, que passou a ter limite de velocidade de 50 km/h. A Rua Nilo Peçanha, somente no trecho entre as ruas Carlos Pioli e Lysímaco Ferreira da Costa (com duas curvas em sequência), registrou dez colisões ao longo de 2020.

“O local é em declive, em curva acentuada e antecede um cruzamento semaforizado para pedestres. O trecho ainda tem grande circulação de pedestres pelos serviços ofertados nas proximidades, com comércios, serviços, empresas, supermercado e dois estabelecimentos de ensino”, aponta Rosangela.

3. Rua Almirante Tamandaré – 50 km/h

Cortando o bairro Juvevê, a via faz importante ligação de parte da região norte com a região central da cidade. Análise técnica da Setran constatou elevada potencialidade de acidentes nas proximidades com o cruzamento da Rua Augusto Stresser, onde havia pedidos da população e agora um novo radar começa a funcionar.

4. Ruas Padre Paulo Warcocz – 40 km/h – e Professor Pedro Viriato Parigot de Souza – 60 km/h

Nas proximidades de dois estabelecimentos de ensino, no bairro CIC, os radares vão contribuir para a segurança viária da comunidade acadêmica, principalmente após o retorno das aulas presenciais, e atende a uma reivindicação da população para o trecho que conta ainda com um conjunto habitacional vertical com mais de mil residências.

Com a Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, a Professor Pedro Viriato Parigot de Souza integra o eixo viário oeste da cidade, fazendo o escoamento de tráfego bairro/centro nos dois sentidos. No cruzamento com a Rua Padre Paulo Warcocz, após trecho em curvas, há grande demanda de travessia de pedestres, com escola nas proximidades.

Data de início

Os primeiros novos equipamentos devem começar a fiscalizar a velocidade até o fim deste mês – a data certa ainda depende da conclusão dos trabalhos e será divulgada na sequência, informa a prefeitura.

Parte dos equipamentos também fiscaliza parada sobre a faixa de pedestre, avanço do sinal vermelho, conversão e retorno proibidos, conversão obrigatória, trânsito em local e horário proibido pela sinalização (caminhões de grande porte na Linha Verde) e em faixa exclusiva destinada aos ônibus do transporte coletivo.

Além de todos os pontos com fiscalização eletrônica estarem devidamente sinalizados, com placas, semi-pórticos e legendas no pavimento (no mínimo 100 metros antes do radar), as demais sinalizações das vias serão revitalizadas.

A lista completa com os pontos de fiscalização eletrônica em funcionamento pode ser consultada no site da Setran. O mapa será atualizado sempre que necessário, conforme o início de funcionamento dos radares.

Novo padrão em 50 km/h

O projeto de redução na velocidade máxima permitida tem se expandido pela cidade, seguindo tendência mundial para tornar as vias mais tranquilas e seguras. Estudos diversos do setor comprovam que a velocidade média e a fluidez no trânsito melhoram com vias urbanas com limites de 40 km/h e de 50 km/h.

Nessa perspectiva, Curitiba participa de duas iniciativas mundiais: o Programa Vida no Trânsito (PVT), chancelado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e o Visão Zero. Ambos recomendam a adoção de redução de velocidade nas vias urbanas como forma de diminuir índices de acidentes, mortes e gravidade nas colisões.

“Com a promoção de um trânsito mais seguro também estimulamos a mobilidade ativa, com pedestres e ciclistas mais inseridos no espaço urbano”, salienta a superintendente de Trânsito.

A Setran estima que até o final do ano praticamente todos os pontos de fiscalização eletrônica estarão atualizados e concluídos, dependendo do orçamento. A substituição possibilitará o monitoramento de 804 faixas de trânsito em pontos estratégicos da cidade, o equivalente a 191 locais com equipamentos a serem instalados ou com substituição dos atuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Na próxima semana, 66 mil devem voltar aos postos da vacinação para 2° dose em Curitiba

Na próxima semana, cerca de 66 mil moradores de Curitiba devem voltar aos pontos de vacinação da cidade para completar o equema vacinal com a segunda dose dos imunizantes anticovid-19. O atendimento será de segunda (26/7) a sexta-feira (30/7), das 8h às 17h (locais abaixo).

Para saber quando será a sua data para a segunda dose basta acessar a plataforma do Saúde Já, pelo aplicativo ou pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br

Pelo aplicativo
1 – Abrir o aplicativo no celular
2 – Clicar em Carteira de Vacinação
3 – Visualizar a data que aparece em Próximas Vacinas
4 – Procurar um dos pontos de vacinação da cidade que estejam abertos nesse dia

Pelo site
1 – Abrir www.saudeja.curitiba.pr.gov.br
2 – Clicar em Vacinação
3 – Visualizar a data que aparece em Próximas Vacinas
4 – Procurar um dos pontos de vacinação da cidade que estejam abertos nesse dia


Repescagem segunda dose

A Secretaria Municipal da Saúde lembra ainda que todas as pessoas que por alguma razão perderam a data de aplicação da segunda dose marcada no aplicativo podem procurar um dos pontos de vacinação para completarem o ciclo de imunização com a dose de reforço.

O que levar

Para receber a segunda dose da vacina, basta procurar um dos pontos de vacinação da cidade, das 8h às 17h, levar um documento de identificação com foto e CPF.


Cronograma da semana para segunda dose

Coronavac

26 de julho – Vacinados com a primeira em 28, 29, 30 de junho e no dia 1º de julho
27 de julho – Vacinados com a primeira em 2 de julho
28 de julho – Vacinados com a primeira em 3 de julho
30 de julho – Vacinados com a primeira em 5 de julho

Astrazeneca

26 de julho – Vacinados com a primeira em 30 de abril e nos dias 1 e 3 de maio
27 de julho – Vacinados com a primeira em 4 de maio
28 de julho – Vacinados com a primeira em 5 de maio
29 de julho – Vacinados com a primeira em 6 de maio
30 de julho – Vacinados com a primeira em 7 de maio

Pfizer
29 de julho – Vacinados com a primeira em 6 de maio
30 de julho – Vacinados com a primeira em 7 de maio


Locais de vacinação

A Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba alerta que no decorrer da semana poderá haver mudanças nos pontos de vacinação, para consultar, acesse www.coronavirus.curitiba.pr.gov.br, em Vacina Covid-19, clique em Informações e procure Locais de Vacinação

Segunda-feira, 26 de julho

Das 8h às 17h

1 – Pavilhão da Cura
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)

2 – US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 – Praça Ouvidor Pardinho

3 – Centro de Referência, esportes e atividade física
Rua  Augusto de Mari, 2.150 – Guaíra

4 – US Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 – Sítio Cercado

5 – US Parigot de Souza
Rua João Eloy de Souza, 111 – Sítio Cercado

6 – US Vila Diana
Rua René Descartes, 537 – Abranches

7 – Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira
Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri

8 – US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 – Alto Boqueirão

9 – US Visitação
Rua Dr. Bley Zornig, 3136 – Boqueirão

10 – US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru

11 – US Uberaba
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba

12 – Clube da Gente CIC
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira, nº 700

13 – US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo 

14 – US Aurora
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

15 – US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 – Santa Felicidade

16  – US Orleans
Av. Ver. Toaldo Túlio, 4577 – Orleans

17 – Rua da Cidadania do Tatuquara
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n

18 – Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1.700

Cajuru ganha pista de BMX com padrão internacional

Foi dada a largada para as provas e treinos na nova pista de BMX do Parque Olímpico do Cajuru, o Parque dos Peladeiros, na Regional Cajuru. A inauguração da Pista Municipal de BMX Supercross (bicicross) aconteceu na tarde desta quinta-feira (22/7), com a presença do prefeito Rafael Greca e de atletas da modalidade, que fizeram o reconhecimento da estrutura, com todos os seus obstáculos.  

Inauguração da Pista Municipal de BMX Supercross de Curitiba (bicicross) a nova pista de BMX fica no Parque Olímpico do Cajuru, antigo Parque dos Peladeiros, na Regional Cajuru. Curitiba, 22/07/2021. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Com especificações olímpicas e padrão internacional, a pista é uma das poucas no país com condições de receber competições oficiais. São duas rampas para largadas das categorias Challenge (5 metros de altura) e Championship (8 metros de altura) e 390 metros de obstáculos para as competições.

A obra é uma parceria das secretarias municipais do Meio Ambiente e de Obras Públicas, com financiamento da Caixa Econômica.

“O Cajuru nunca mais será o mesmo”, disse Greca ao lado do vice-prefeito Eduardo Pimentel. “Estou morrendo de inveja dos nossos atletas [que aguardavam a largada], essa pista é orgulho de Curitiba e uma das mais bonitas que o nosso país possui”, completou o prefeito, ao pedir aplausos à secretária do Meio Ambiente, Marilza Oliveira Dias, que idealizou o complexo esportivo.

O secretário do Esporte, Lazer e Juventude, Emilio Trautwein, destacou que já existem campeões da modalidade em Curitiba. “E a ideia é que possamos estimular ainda mais a prática do esporte”, afirmou. 

Inauguração da Pista Municipal de BMX Supercross de Curitiba (bicicross) a nova pista de BMX fica no Parque Olímpico do Cajuru, antigo Parque dos Peladeiros, na Regional Cajuru. Curitiba, 22/07/2021. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Entre os praticantes que deram as primeiras voltas na pista estiveram Fernanda Bueno Cooper, Miguel Silveira Silva, Pedro Henrique Bueno, Matheus Araújo Mascarenhas, Juan Stocco, Pedro Henryque da Silva Alves, Humberto Emanuel Silveira Silva, e Luiz Felipe Valentini, todos com idades entre 11 e 14 anos. 

Inauguração da Pista Municipal de BMX Supercross de Curitiba (bicicross) a nova pista de BMX fica no Parque Olímpico do Cajuru, antigo Parque dos Peladeiros, na Regional Cajuru. Curitiba, 22/07/2021. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Referência esportiva

O complexo esportivo conta, ainda, com campos de futebol de areia, de rua e americano, quadra de futebol de salão, academia ao ar livre, área de treinamento de atletismo, um estádio municipal de beisebol e softbol, pista de caminhada e canchas de voleibol. E já está em tratativas e estudos junto à Secretaria do Meio Ambiente a possibilidade da implantação de uma pista de skate no local, que também terá parede de escalada, centro de lutas e uma pista de pump track (tipo de pista para bicicleta). 

Desde 2017, o parque vem recebendo benfeitorias feitas pela Prefeitura, que transformou o local em um centro de formação esportiva especializada, além de espaço de lazer e atividade física para a população. Em 2018, o complexo passou a contar com o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) Nelson Comel, que colocou no parque uma quadra poliesportiva coberta e pista de atletismo.