Copel e UFPR inauguram usina solar fotovoltaica em Curitiba

Com financiamento pelo Programa de Eficiência Energética (PEE/Aneel) da Copel, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), inaugurou nesta sexta-feira (11) a usina solar fotovoltaica do Campus Centro Politécnico, em Curitiba. A instalação é a maior do Brasil na sua modalidade: estacionamento solar carport. 

O evento online teve a participação de diversas pessoas envolvidas no projeto e representantes da UFPR, do Governo do Estado e do Ministério da Educação. A abertura foi conduzida pelo coordenador de Ciência e Tecnologia da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado, Paulo Parreira, que salientou o êxito da equipe ao encerrar o projeto mesmo em ano de pandemia. 

“Ao todo são R$ 21 milhões investidos em PEE e P&D, nessa ação que abrange praticamente todos os prédios da universidade federal”, destacou João da Silva Dias, coordenador do Projeto de Eficiência Energética da UFPR e superintendente da Funpar. Ele agradeceu a todas as equipes envolvidas e mencionou que a usina virou um laboratório a céu aberto, com alunos de graduação e pós-graduação e empresas produzindo pesquisa sobre eficiência energética. 

TRANSIÇÃO ENERGÉTICA – O projeto de eficiência energética da UFPR vai gerar 1,2 megawatts de energia. Junto a 56 mil lâmpadas LED que serão instaladas nos prédios da universidade em Curitiba, a economia será superior a R$ 2 milhões de reais por ano. 

default

“A Copel participou dessa chamada especial em 2016 e abraçou esse projeto de trazer a eficiência energética e os recursos distribuídos para o ensino superior público. A empresa participou dessa chamada prioritária de PEE e estratégica de P&D da Aneel com o maior número de projetos entre todas as concessionárias, uma iniciativa única”, afirmou o superintendente de Smart Grid e Projetos Especiais da Copel, Julio Shigeaki Omori. 

Omori ainda destacou a visão de futuro de todos os envolvidos por atuarem na transição energética em toda a cadeia de energia, encarando desafios nos processos de digitalização no setor. “O ponto de vista da Copel é uma semente plantada para um futuro promissor, e o setor elétrico está cada vez mais voltado à sustentabilidade do nosso planeta”, enfatizou Omori. 

Acesse mais informações sobre a Chamada ANEEL 001/2016 – Projeto Prioritário de Eficiência Energética e Estratégico de P&D. 

Acesse mais informação sobre a Geração Distribuída para constituição de Microrredes. 

Link para o evento no canal da UFPR TV no Youtube.

Informações AEN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instabilidade começa a se afastar, mas ainda há risco de temporais na região de Curitiba

As áreas de instabilidade que chegaram ao Paraná na última quinta-feira (14) começam a se afastar, mas ainda há previsão de temporais em alguns setores do estado. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o fim de semana promete ainda ser úmido na metade leste, mas o risco de chuvas fortes diminui bastante a partir deste sábado (16).

Reprodução

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que muitos raios ainda são esperados nesta sexta-feira. “A frente fria que evolui pelo Sul do país, somada pelas áreas de instabilidade presentes entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, reforça a condição de tempo muito instável. Para o fim de semana, o sistema frontal se afasta”, explica.

Para algumas regiões, porém, como no caso da Região Metropolitana de Curitiba, chuvas ainda são esperadas de forma persistente, mas com instensidade bem mais fraca.

Na capital, a temperatura varia pouco e as máximas não passam dos 16°C.

A partir de terça-feira, a perspectiva é se sol na região.

Uber lança opção para pagar mais e ‘furar a fila’ em Curitiba

A Uber lançou nesta quinta-feira (14) uma modalidade que permite ao usuário pagar mais e furar a fila de espera para viagens. Chamado de Prioridade, o recurso é válido em Campinas (SP), Curitiba (PR) e Belém (PA).

A opção visa dar mais ganhos a motoristas e a possibilidade de embarques mais rápidos a usuários. A medida é anunciada em um momento de crise para os motoristas cadastrados. Além da alta nos combustíveis, outros custos de manutenção também encareceram a atividade.

As viagens com esse recurso custarão um pouco mais do que as do UberX, categoria mais barata do aplicativo, e neste momento acontecerão nas regiões centrais das cidades, onde a espera pelo embarque tem sido mais longa nas últimas semanas.

“Como acontece no fim do ano, e com a maior flexibilização das medidas restritivas de combate à Covid-19, a tendência é de que haja um aumento no número de solicitações de viagens e que o uso da plataforma seja ainda mais constante”, diz a empresa.

Usuários interessados devem acessar o aplicativo, colocar a partida e o destino e escolher a opção Prioridade. Não é preciso baixar um novo aplicativo. O horário de funcionamento não é fixo, acompanha a dinâmica de movimentação da cidade.

A Uber tenta dinamizar o app após reclamações de espera de passageiros e de má remuneração aos motoristas. Cerca de 1.600 deles foram excluídos da plataforma recentemente por cancelarem viagens após já as terem aceitado.

Há cerca de um mês, a empresa reajustou o repasse para o motorista em até 35% para viagens UberX, a categoria mais popular do aplicativo, na região metropolitana de São Paulo. Os ganhos dependem do horário e do local em que o motorista atua, segundo a empresa.