Conta de luz pode ficar mais cara a partir de junho no Paraná

A tarifa da Copel pode ficar mais cara a partir de junho, com um reajuste de 9,67%. A diretoria da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou, nesta terça-feira (30), abertura de consulta pública que tem o objetivo de discutir com a sociedade a proposta de revisão tarifária periódica da empresa.

Os índices foram impactados, em especial, de acordo com a ANEEL, pelos encargos setoriais e pelos custos com aquisição e transporte de energia.

A alta de 9,67% ainda é preliminar. Os valores definitivos serão aprovados após a análise de sugestões da população e entrarão em vigor em 24 de junho de 2021. Será possível discutir a proposta por meio da Audiência Pública nº 007/2021 que será realizada em sessão virtual, no dia 23 de abril de 2021.

A decisão vai impactar 4,8 milhões de unidades consumidoras localizadas em 394 municípios do estado do Paraná.

Informações Banda B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Multar em até R$ 150 mil quem promove ou participa de festas clandestinas agora é lei em Campo Largo

Multas que variam de R$ 1 mil a R$ 150 mil agora estão previstas em lei em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba, para quem promove ou participa de aglomerações e festas clandestinas durante o enfrentamento á pandemia da covid-19. Também estão previstas no regramento, aprovado na Câmara Municipal de Vereadores e sancionado pelo prefeito da cidade, Mauricio Rivabem, sanções como embargos, interdição e cassação de alvará.

O prefeito disse ao Jornal Metropolitano, da Rádio Banda B, que a medida foi necessária diante do quadro pandêmico em que a cidade se encontra. “Infelizmente as pessoas, especialmente os jovens, não têm consciência da atual situação. Estamos com uma nova cepa mais contagiosa e está sendo adquirida principalmente nas aglomerações. Antes a gente só notificava, mas infelizmente no outro dia eles voltavam a festar. Então, agora optamos em fazer uma lei onde colocamos a multa de R$ 1 mil podendo chegar a até R$ 150 mil”, explicou.

Rivabem lamentou o desrespeito as medidas de distanciamento, especialmente por parte dos jovens. “A gente percebe muitos jovens morrendo pela covid e ainda assim as pessoas não tomaram a consciência de que não podem aglomerar. Os jovens acham que são imunes, mas a quantidade deles agravando está muito grande. Quase 50% dos internados no Hospital do Rocio, aqui em Campo Largo, são jovens de 20 a 40 anos”, pontuou.

Ainda de acordo com o prefeito, no momento a situação da covid em Campo Largo está estabilizada, com uma queda de casos, mas muito distante do ideal. “Tivemos há alguns dias de seis a sete pacientes internados no nosso Centro Médico Hospitalar, fora de uma UTI, porque não se tinham vagas. Está baixando um pouco, mas ainda tem fila. Não se pode relaxar, porque é uma doença muito perigosa”, concluiu o prefeito.

Para conferir a Lei n° 3022/2021 na íntegra clique aqui.

Informações Banda B

Piraquara cria ‘Corujão da Vacinação’ e vai imunizar idosos contra a covid-19 até de noite

A cidade de Piraquara será o primeiro município da região metropolitana a realizar o “Corujão da Vacinação”, imunizando a população contra a covid-19 no período noturno, das 19h às 0h. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, uma vez por semana, de acordo com a disponibilidade de doses, as equipes vacinarão fora do horário comercial. Nesta quinta-feira (15), estão convocados os idosos de 64 anos ou mais que ainda não receberam a primeira dose, além dos que já estão no prazo para receber a segunda, de acordo com a data informada na carteirinha de vacinação.

De acordo com o Prefeito de Piraquara, Josimar Fróes, o município pretende continuar com o ritmo satisfatório de vacinações, já que é um dos que mais avançou nas faixas etárias na região metropolitana. “No último domingo já avançamos com o atendimento do público de 64 anos. Nesta quinta vamos lançar a vacinação noturna atendendo o público de 64 anos ou mais que eventualmente não conseguiu comparecer durante o dia para receber a primeira dose”, destacou.

Em entrevista ao Jornal Metropolitano, da Rádio Banda B, a secretária municipal de Saúde de Piraquara, Glaucia Buss Guimarãres, destacou os objetivos com a iniciativa. “É mais uma ação para facilitar a vinda dos grupos prioritários para vacinar, porque ainda há uma abstenção. Alguns idosos não vem por não terem como e então criamos essa oportunidade para os moradores, que podem vir com parentes no horário noturno, fora do horário comercial”, descreveu.

De acordo com a secretária, o avanço da imunização na cidade depende da chegada de doses, porque vontade de vacinar não falta em Piraquara. “Se dependesse da gente a vacina seria 24 horas por dia. A vacinação acontece no Complexo da Vila da Cidadania, em um espaço bem grande. Deixamos uma van para idosos com dificuldade de locomoção. Tudo organizado em tendas, com grande efetivo, para que não demore a vacinação”, pontuou.

Em média, quem vai de carro demora 20 minutos para vacinar e a pé em torno de dez minutos.

Serviço:

Corujão da Vacinação
Data: 15/04/21
Hora: 19h às 00h
Local: Complexo Administrativo Vila da Cidadania
Rodovia João Leopoldo Jacomel, nº 7645, Jardim Primavera.

Informações Banda B