Confira a lista dos 10 nomes mais registrados nos últimos dois anos no Paraná

Ao longo de 2017, 158.702 bebês foram registrados no Paraná. Dentre os nomes elegidos, Maria segue desde 2004 sendo o mais utilizado por mães e pais paranaenses para nomear suas crianças – apresentando 7.659 registros durante o ano, 4,8% de todos os nomes registrados.

A lista você acessa aqui: https://massanews.com/noticias/plantao/confira-a-lista-dos-10-nomes-mais-registrados-nos-ultimos-dois-anos-no-parana-kbj4g.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obras da Sanepar no Litoral reforçam sistema de abastecimento para temporada

A Sanepar finaliza nos próximos dias obras no Litoral que vão melhorar o abastecimento de água durante o verão 2021/2022. Nesta semana, será concluída a interligação da nova adutora ao sistema de abastecimento de Morretes. Com extensão de 6,2 quilômetros, a nova tubulação irá levar água tratada da Estação Iporanga até a região central da cidade, substituindo a antiga adutora. A estação de tratamento também teve a implantação de um desarenador, que contribui para manter a produção de água e evitar interrupções no sistema nos dias de turbidez elevada do rio. 

Em Guaratuba, a Sanepar concluirá no dia 15 obras que reforçam o abastecimento de água na Região do Mirim, que em períodos de maior consumo, como ocorre na temporada, pode ficar desabastecido por baixa pressão. Para reverter essa situação, a Sanepar está instalando um equipamento chamado booster, que tem uma bomba que aumenta a pressão da água, e também está assentando 900 metros de tubulação de grande diâmetro (DN 250) que vai levar água exclusivamente para o Mirim.

Outra medida em Guaratuba foi a substituição de 600 metros de rede na saída da estação de tratamento por uma tubulação de ferro dúctil, mais resistente, a fim de evitar rompimentos na temporada.

MAIOR RESERVAÇÃO – A Sanepar reforçou a capacidade de reservação de água nos últimos anos e fez melhoria em reservatórios do Litoral. A atual capacidade de reservação em Matinhos, Morretes, Pontal do Paraná, Guaratuba e Guaraqueçaba é em torno de 39 bilhões de litros de água. Durante a temporada, entrarão em operação cinco reservatórios modulares, do tipo contêiner, com capacidade de 70 mil litros cada um. Essas unidades atenderão as áreas mais distantes dos centros de distribuição de água. Os equipamentos são móveis e possuem conjunto motobomba, que pressuriza melhor a rede, e podem ser reabastecidos por caminhão-pipa.

Além disso, a Companhia contratou 15 caminhões-pipa que ficarão disponíveis para reforços emergenciais no Litoral. Também serão instalados 29 geradores de energia que podem manter a operação do abastecimento mesmo que haja queda no fornecimento de energia.

AÇÕES SOCIAIS E DE MEIO AMBIENTE – A Sanepar voltará a disponibilizar serviços de cadeiras anfíbias e passarelas de acessibilidade nas praias, beneficiando pessoas com restrições motoras. Outras ações socioambientais desenvolvidas pela Sanepar serão as duchas ecológicas, atividades lúdicas para crianças e a limpeza das praias. Essas atividades são desenvolvidas em parceria com o Governo do Estado.

Governo do Estado propõe piso salarial de R$ 5,5 mil para todos os professores da rede pública

Nenhum dos mais de 66 mil professores vinculados à rede estadual de educação vai receber menos de R$ 5.545 por mês a partir de janeiro de 2022. O incremento em relação ao atual piso salarial em vigor no Estado (R$ 3.730) para 40 horas/aulas semanais é de 48,7% e vai beneficiar mais de 22,4 mil profissionais em começo de carreira, entre servidores efetivos e temporários, além de ter reflexo na remuneração dos demais docentes que pertencem a outras classes salariais.

A nova base de vencimentos, anunciada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta segunda-feira (6) durante evento no Palácio Iguaçu, integra um pacote de ações construído pelo Governo do Estado como forma de valorizar o magistério e dar prosseguimento ao processo que busca fazer do Paraná o estado com o melhor sistema educacional público do País.

O projeto de lei encaminhado à Assembleia Legislativa contempla ainda a manutenção do pagamento do vale-transporte (R$ 842), implantação de gratificação de R$ 800 a partir de janeiro e a manutenção do atual mecanismo de progressão de carreira. O investimento é de R$ 674,4 milhões e conta com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

“É um dos maiores aumentos salariais do País já oferecidos para a categoria. Queremos com isso valorizar cada vez mais nossos professores, profissionais que passaram toda a pandemia buscando saídas e estratégias para oferecer o melhor ensino para os nossos alunos. Eles são os responsáveis pelo futuro do Paraná, então nada melhor do que remunerá-los da melhor forma possível”, afirmou o governador.

Ratinho Junior lembrou que essa é mais uma medida na estratégia de fazer com que o Paraná tenha a melhor educação do Brasil – o Estado saltou do 7º para o 3º lugar no ranking nacional segundo levantamento mais recente do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Ele citou, ainda, programas já implementados pela rede pública, como o oferecimento de aulas de robóticaprogramaçãolínguas e educação financeira, entre outros, além da possibilidade de intercâmbios internacionais por meio do projeto Ganhando o Mundo, como iniciativas que modernizaram o sistema de ensino paranaense.

“Esse novo piso equivale a cerca de oito anos na progressão salarial de um professor. Ou seja, o Governo do Estado está antecipando o reajuste, oferecendo um salário que eles só receberiam próximo a 2030. E vale ressaltar que tudo isso será implementado sem colocar em risco a saúde financeira do Estado, acompanhando um planejamento da Secretaria da Educação e do Esporte em parceria com a Secretaria da Fazenda”, destacou Ratinho Junior.

O objetivo do governo, explicou o secretário de Estado da Educação e do Esporte, Renato Feder, é tornar o início da carreira no magistério público ainda mais atraente, equiparando os vencimentos base dos trabalhadores temporários, do Processo Seletivo Simplificado (PSS), ao do Quadro Próprio do Magistério (QPM), atendendo a uma demanda histórica da categoria.

“Estamos falando de algo muito significativo, nivelando o ponto de partida de todos os professores do Paraná. Além disso, ao todo, no ano que vem, cada professor receberá quase R$ 10 mil em gratificações, com um reajuste médio para toda a categoria de 20%. Isso sem mexer em nenhum direito dos profissionais”, comentou Feder.

A proposta estadual contempla outras duas adequações às legislações vigentes no País. A pedido do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), o vale-transporte deixa de ser pago durante o período de férias dos professores e também não terá mais reflexo sobre o 13º salário. Já como forma de unificação dos regimentos trabalhistas, o adicional noturno passará a ser contabilizado a partir das 22 horas.