Condor inaugura supermercado de R$ 40 milhões no Pilarzinho nesta terça-feira

A loja está localizada na rua Amaury Lange Silvério, 1130, bairro Pilarzinho

Mesmo com todos os impactos causados na economia pela pandemia, o Condor Super Center seguiu o seu plano de investimento e inaugura nesta terça-feira, dia 27 de outubro, um supermercado de R$ 40 milhões no bairro do Pilarzinho, em Curitiba. A loja conta com normas rígidas de segurança para preservar a saúde e minimizar a propagação do COVID-19, além de ter contratado 200 colaboradores que foram treinados para realizar um atendimento seguro, eficaz e ágil aos clientes.

“O mundo está passando por uma grande transformação e precisamos estar atentos para proporcionar aos clientes lojas que tornem suas vidas mais tranquilas. Além de preços competitivos, é necessário que todos os setores sejam inteligentes, estratégicos e seguros”, destaca o presidente do Condor, Pedro Joanir Zonta.

O novo empreendimento primou por proporcionar uma experiência de compra única ao incorporar conforto e funcionalidade em todo o processo, como por exemplo um gerenciamento de categoria eficiente, em que o cliente consegue encontrar o que procura com muito mais facilidade. A solução utiliza uma metodologia capaz de agilizar a permanência dentro das lojas, um fator imprescindível neste momento de pandemia.

Seguindo a tendência de arquitetura contemporânea minimalística, o Super Condor Pilarzinho reúne beleza e conforto, em um ambiente que remete ao bem estar, com corredores amplos e gôndolas baixas que deixam as compras agradáveis e, principalmente, mais seguras. Outro cuidado tomado pela rede é que todos os setores sigam os protocolos sanitários para garantir a segurança alimentar dos clientes.

Além da praticidade de um estacionamento coberto com capacidade para 2.500 vagas rotativas, o supermercado conta com esteiras rolantes e elevadores que ligam o estacionamento à loja com mais agilidade.

Em uma área de vendas de 3.200 m², a estrutura conta com 20 checkouts ergonômicos e um mix de 20 mil produtos para atender todas as classes sociais. O Condor Pilarzinho conta com os setores de mercearia, hortifruti, açougue com cortes especiais, padaria e confeitaria, fiambreria e bebidas, na qual o cliente encontra uma adega com grande variedade de rótulos nacionais e importados, além de cervejas artesanais.

A loja também conta com o Espaço Mundo Saudável Condor, projetado com uma grande variedade de produtos focados na saúde, bem estar e qualidade de vida, além de itens especiais para pessoas com restrições alimentares.
O departamento de perfumaria foge do formato tradicional e segue o estilo de free shop, com Espaço Mulher e Espaço Homem, posicionado estrategicamente na entrada da loja.

Sustentabilidade

Para integrar a loja com a natureza, a rede preservou e manteve uma área verde com cerda de 5 mil m² no entorno, que segue a visão da empresa em preservar os recursos naturais e evitar impactos ambientais.

Seguindo este conceito sustentável, para deixar o ambiente interno em uma temperatura agradável, foi implantado um sistema de ventilação natural por convecção nas laterais e cobertura, que tem a capacidade de trocar o ar mais rapidamente quando atinge uma determinada temperatura, proporcionando assim uma sensação térmica agradável e natural.

O novo Condor Pilarzinho também utiliza o Propano nos equipamentos refrigerados, um gás 100% natural, inofensivo à Camada de Ozônio e com baixíssimo GWP (Global Warming Potential). A tecnologia, desenvolvida pela Eletrofrio Refrigeração LTDA, carrega a chancela da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Informações Banda B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Semana começa com 3.491 vagas ofertadas pelas Agências do Trabalhador

As 216 Agências do Trabalhador do Estado ofertam nesta semana 3.491 vagas de empregos com carteira assinada em empresas do Paraná. Destas, 1.458 estão disponíveis nas agências de Curitiba e Região Metropolitana.

As principais vagas disponíveis são para alimentador de linha de produção (275); auxiliar administrativo (255), operador de telemarketing ativo e receptivo (249) e ajudante de carga e descarga de mercadoria (192).

A Agência do Trabalhador de Curitiba disponibiliza vagas, para contratação imediata, para vendedor interno (16 vagas), pizzaiolo (4 vagas), torneiro mecânico (2 vagas), trabalhador de preparação de pescados (1 vaga) e técnico em saúde bucal (1 vaga).

O secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, destaca que a Sejuf tem intensificado o trabalho de captação e intermediação de vagas, procurando estabelecer parcerias com as empresas do Estado. “O melhor programa social que existe é o emprego. O trabalhador precisa ter autonomia e dignidade para sustentar a família”, afirma.

ATENDIMENTOS – Os interessados em algumas das vagas ofertadas devem buscar orientações entrando em contato com a Agência do Trabalhador de seu município. Na capital paranaense, a Agência do Trabalhador de Curitiba voltou a atender o público de forma presencial.

Para evitar aglomeração, e respeitando todas as orientações das autoridades sanitárias, o atendimento é feito somente com horário marcado, das 9h às 17h. Os interessados devem fazer o agendamento pelo site da secretaria através deste LINK.

Curitiba chega a 61% da população com imunização completa

Curitiba ultrapassou, nesta quinta-feira (23/9), a marca de 60% de pessoas com 18 anos ou mais com a imunização completa contra a covid-19. Até quinta, 849.681 curitibanos da população adulta haviam recebido a segunda dose da vacina e outras 38.082 pessoas receberam a vacina em dose única, totalizando 61% da população adulta.

Desde o início da campanha de vacinação contra o novo coronavírus, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou, até quinta-feira (23/9), um total de 1.424.260 pessoas com a primeira dose da vacina anticovid ou com o imunizante de dose única (Janssen).

Já são 1.386.178 curitibanos que receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Desse total, foram vacinados: 864.232 pessoas da população entre 18 e 64 anos (convocadas por idade); 213.576 idosos com 65 anos ou mais; 117.890 pessoas com comorbidades; 13.390 gestantes e puérperas; 8.710 pessoas com deficiência; 82 indígenas; 1.141 pessoas em situação de rua; 7.017 moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência; 97.903 profissionais dos serviços de saúde da cidade (incluindo as equipes de vacinação); 16.360 trabalhadores das forças de segurança; 42.593 educadores (entre professores e trabalhadores da Educação Básica e Ensino Superior) e 1.252 trabalhadores da limpeza pública.

Total de aplicações

O município também está aplicando as doses de reforço para idosos de 70 anos ou mais que já completaram o ciclo de imunização e pessoas imunossuprimidas com o esquema vacinal anticovid completo. Até esta quinta-feira (23/9), 17.894 pessoas receberam a dose de reforço. 

A cidade já aplicou 2.291.835 unidades da vacina anticovid – primeira, segunda doses, dose única e dose de reforço. Ao todo, 98% da população de Curitiba acima de 18 anos já recebeu ao menos uma dose e 61% da população acima de 18 anos de idade foram vacinadas com as duas doses ou a vacina de dose única, concluindo o esquema de imunização contra o novo coronavírus.

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 2.593.864 doses de vacinas, sendo 1.529.218 para primeira dose, 1.025.671 para segunda dose e 38.975 doses de aplicação única. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como por exemplo, quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar até 30 mil pessoas por dia e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios.