Com mais casos, mas menos necessidade de internamentos, Curitiba segue na bandeira amarela

Desde 28 de setembro a cidade segue em bandeira amarela, resultado dos indicadores de monitoramento da pandemia

Em parte resultado da circulação de pessoas durante o feriado prolongado de Finados (2/11), o aumento no número de novos casos de covid-19 registrados nesta semana em Curitiba não é suficiente para causar mudança de bandeira. Desde 28 de setembro a cidade segue em bandeira amarela, resultado dos indicadores de monitoramento da pandemia, divulgado todas as sextas-feiras.

“Número de casos, isoladamente, não é o suficiente para impactar numa mudança de bandeira, pois é o único dos nove indicadores do painel que está em vermelho até agora”, explica Alcides de Oliveira, diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba. “Os outros de maior peso, como número de óbitos e ocupação de leitos, seguem estáveis”, complementa.

Cenário da semana

O sistema de monitoramento da covid-19 foi instituído em Curitiba em 9 de junho. Nele são avaliados nove indicadores, divididos em dois grupos: nível de propagação da doença e capacidade de atendimento da rede.

De acordo com Oliveira, o cenário de bandeira amarela resulta da capacidade de resposta dos serviços de saúde de Curitiba frente à demanda por atendimento.

“Só uma explosão de casos, num patamar acima de mil por dia, pode levar a uma mudança de bandeira”, prevê o diretor.

Internamentos em queda

Alcides lembra que os internamentos de casos confirmados de covid-19 estão caindo, de 14% para 11%. Isso quer dizer que menos pessoas infectadas estão precisando ser internadas e menos internados morrem.

Na avaliação do diretor, a melhora não é espontânea, está relacionada com a experiência adquirida pelas equipes médicas no manejo dos pacientes, uso de alguns medicamentos que demonstraram eficácia quando administrados no momento certo e, principalmente, o monitoramento por oximetria (nível de oxigenação do sangue) de pessoas de grupo de risco.

“Isso não quer dizer que estamos confortáveis, o vírus não foi embora, continuamos em estado de pandemia olhando atentamente os dados e qualquer alteração nos demais indicadores pode levar a uma mudança de bandeira. Por isso a população precisa reforçar ainda mais os cuidados de proteção.

Aumento entre jovens

Entre os novos casos registrados nesta semana em Curitiba, de um patamar de 300 para 700, chama a atenção o aumento de resultados positivos entre jovens. Na faixa de 20 a 29 anos, o aumento é 25%, e entre 30 e 39 anos, de 30%. Nas demais faixas etárias a variação é de cerca de 7%.

“Esses novos registros são resultados de amostras coletadas entre seis e dois dias atrás, coincidindo exatamente com o feriado de Finados e o período de incubação do vírus”, explica Oliveira.

A preocupação do especialista é com o final do ano, período tipicamente de alta circulação de pessoas.

“Isso sim nos preocupa e dependendo do comportamento descuidado das pessoas pode alterar significativamente os indicadores do painel e levar a uma mudança de bandeira, com mais restrições”, alerta.

Informações Banda B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CoronaVac é incluída no plano de vacinação para crianças

O Ministério da Saúde anunciou hoje (21) a inclusão da vacina contra a covid-19 CoronaVac para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19. A pasta abriu negociações com o Instituto Butantan, responsável pela produção do imunizante, para a aquisição de doses.

A inclusão ocorre um dia após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso da CoronaVac em pessoas de 6 a 17 anos. Foi o segundo imunizante pediátrico autorizado pela agência. O primeiro foi o da Pfizer.

Nesta sexta-feira, em Brasília, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, informou que a pasta oficiou o Instituto Butantan para saber qual o quantitativo disponível para uma possível compra. A instituição de pesquisa respondeu com a disponibilidade de sete milhões de doses.

No entanto, um contrato de compra ainda depende de um levantamento dos estados. Cruz declarou que o Ministério da Saúde vai sondar os estados, pois ainda há em estoques da pasta seis milhões de doses, além de outros três milhões em estoques de diferentes estados.

“A gente vai provocar os estados para que eles nos informem se querem receber CoronaVac ou Pfizer e quanto tem na rede estadual e municipal para que façamos distribuição mais equânime”, disse o secretário executivo. Segundo Cruz, o processo deve ser concluído na próxima semana, a depender do levantamento dos estados.

Em nota, o Instituto Butantan informou que pode ampliar a produção para além dos sete milhões, caso haja interesse por parte do Programa Nacional de Imunizações.

Fim de semana será com festivais esportivos e recreação em seis parques da cidade

O segundo fim de semana do Verão Curitiba 2022 vai agitar os seis parques da cidade que recebem as atividades recreativas e esportivas preparadas pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj). No sábado (22/1) e domingo (23/1), os curitibinhas e suas famílias vão poder aproveitar as brincadeiras gratuitas das 14h às 18h nos parques Barigui, Bacacheri, Lago Azul, Náutico, Passaúna e Passeio Público. 

Todas as atividades seguem os cuidados e protocolos sanitários contra a covid-19. Em caso de chuvas, as atividades são suspensas. 

O Verão Curitiba 2022 tem o patrocínio da RIC TV e apoio da Megamania, MRV, Hospital de Olhos do Paraná e Jovem Pan Curitiba. Confira aqui os locais onde são feitas as atividades do Verão Curitiba 2022.

Profissionais de Educação Física da Smelj estarão nos locais para orientar os participantes e reforçar a importância dos cuidados sanitários durante a prática das atividades. Entre as atrações recreativas para as famílias estarão disponíveis orientações para a prática segura de atividade física, aulões de ginástica, jogos de tabuleiro gigantes e brincadeiras.

Festivais esportivos

Neste fim de semana os festivais esportivos da Smelj terão Caçador, Queimada e Badminton no Parque Barigui; Futebol de Areia no Parque Bacacheri; Atletismo – Arremesso no Passeio Público; Minivoleibol e Skate no Parque Náutico; Caçador – Queimada no Parque Lago Azul; e Bets e Tênis de Mesa no Parque Passaúna.

O fim de semana do Verão Curitiba 2022 vai agitar os seis parques da cidade que recebem as atividades recreativas e esportivas preparadas pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude. Foto: Fabio Decolin/Smelj

Atividades sistemáticas em todos os parques (todo fim de semana, das 14h às 18h):

Aulões de Ginástica
Pintura no papel kraft
Circuito infantil de bicicleta
Atividades esportivas
Jogos lúdicos de tabuleiro
Xadrez gigante, ping-pong e perna de pau
Brinquedos inclusivos

Cuidados

Caso algum integrante da família apresente sintomas respiratórios leves, a orientação é que não vá participar das ações do Verão Curitiba. A pessoa deve se isolar e procurar o suporte dos serviços de Saúde da Prefeitura, prioritariamente pela Central 3350-9000.

Aqui você pode conferir todas as orientações e cuidados em caso de suspeitas de covid-19 ou gripe.