Com grupos de 66 e 65 anos, Curitiba retoma vacinação da 1ª dose nesta sexta-feira

Com a confirmação de chegada de novo lote de vacinas contra Covid-19, Curitiba anuncia novo cronograma de aplicação da primeira dose para idosos. Com a retomada, serão imunizadas pessoas de 66 anos completos nascidas no segundo semestre e pessoas com 65 anos completos.

Por falta de doses enviadas pelo Ministério da Saúde, a sequência do cronograma da primeira dose para grupos etários havia sido interrompido após a vacinação das pessoas de 66 anos completos, nascidas no primeiro semestre.

Portanto, na próxima sexta-feira (16), a vacina será aplicada em pessoas com 66 anos completos, nascidas entre 1º de julho e 31 de dezembro e no sábado serão vacinadas pessoas 65 anos completos – idade que forma um grupo de estimadas 15 mil pessoas.

Para evitar aglomerações, a SMS orienta para as pessoas de 65 anos completos que os nascidos entre 1º de janeiro e 30 de junho que procurem os pontos de vacinação pela manhã. Já os nascidos entre 1º de julho e 31 de dezembro devem ir aos postos de vacinação no período da tarde. (Veja cronograma abaixo)

De acordo com a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, a retomada será feita com as doses que estão destinadas para a segunda aplicação. Esse uso “antecipado” está sendo feito em decorrência do envio iminente de novos lotes de vacina.

“Como temos a informação do Ministério da Saúde de que um novo lote já está a caminho, vamos agilizar a aplicação da primeira dose. Quando a nova remessa chegar, faremos a reposição dos imunizantes reservados para a segunda dose”, explicou Márcia.

A divulgação da continuidade do cronograma de vacinação para novos grupos depende de avaliação do estoque remanescente e da chegada de novas doses. 

Novos pontos

Com o avanço da campanha de imunização, ocorre um aumento do público a ser vacinado, já que as faixas de menor idade incluem mais pessoas. 

Por isso, a SMS promove um reforço da estrutura de atendimento do público, com abertura de dois novos pontos fixos para a vacina contra covid.

Os novos pontos serão instalados na Unidade de Saúde Fernando de Noronha, na Regional Boa Vista, e no Centro de Referência, esportes e atividade física, na Regional Portão e começam a funcionar na sexta-feira (16). (Veja endereços abaixo.)

Agora a cidade conta com 20 pontos para a imunização contra covid, sendo 18 deles fixos e dois que funcionam no sistema de drive-thru. A SMS recomenda que esse sistema, em que a pessoa não precisa sair do carro para ser vacinada, seja usado apenas por aqueles que têm dificuldades de locomoção.

“Estamos vacinando pessoas cada vez mais jovens e com boa capacidade de locomoção, então elas devem procurar os pontos fixos”, diz a secretária. “Os pontos são exclusivos para vacina da covid, não recebendo outros atendimentos de saúde, portanto são locais seguros, sem riscos.”

Orientações para receber a vacina

A exemplo do que já vem sendo feito na campanha de vacinação, para os grupos de 66 anos (nascidos no segundo semestre) e de 65 anos não é necessário agendamento para aplicação da vacina.

Basta aos familiares ou responsáveis pelos idosos incluídos nesta etapa levá-los a um dos pontos de vacinação. A SMS orienta, no entanto, que seja feito o cadastro no aplicativo Saúde Já, a fim de dar mais agilidade ao processo de vacinação.

No ato da vacinação, o idoso deve apresentar um documento de identificação com foto, CPF, comprovante de residência com endereço válido de Curitiba e uma caneta. 

Cronograma da primeira dose para idosos

  • 66 anos completos nascidos entre 1º de julho e 31 de dezembro: sexta-feira, 16 de abril
  • 65 anos completos nascidos entre 1º de janeiro e 30 de junho: sábado, 17 de abril, período da manhã
  • 65 anos completos nascidos entre 1º de julho e 31 de dezembro: sábado, 17 de abril, período da tarde

Pontos de vacinação para idosos

LOCAIS FIXOS

De segunda-feira a sábado, manhã das 8h às 13h e a tarde das 13h às 18h.

1 – Pavilhão da Cura
Parque Barigui

2 – US Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 – Sítio Cercado

3 – US Parigot de Souza
Rua João Eloy de Souza, 11 – Sítio Cercado

4 – US Vila Diana
Rua René Descartes, 537 – Abranches

5 –  US Fernando de Noronha
Rua João Mequetti, 389 – Santa Cândida

6 – US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 – Alto Boqueirão

7 – US Visitação
Rua Dr. Bley Zornig, 3136 – Boqueirão

8 – US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru

9 – US Uberaba
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba

10 – Clube da Gente CIC
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira

11 – US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 – Praça Ouvidor Pardinho

12 – US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo

13  – US Aurora
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

14 – Centro de Referência, esportes e atividade física
Rua  Augusto de Mari, 2150 – Guaíra

15 – US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 – Santa Felicidade

16 – Rua da Cidadania do Tatuquara
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n

17 – Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1.700

18 – Paróquia Santo Antônio
Entrada pela Av. Paraná, no Boa Vista.

DRIVE-THRU

Das 8h30 às 16h30.

De segunda-feira a sábado, manhã das 8h30 às 12h30 e a tarde das 12h30 às 16h30

1 – Pavilhão da Cura – Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)
2 – Estacionamento do Santuário Nossa Senhora do Carmo – Boqueirão (entrada pelo segundo portão do estacionamento, pela Rua Frederico Maurer)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná receberá mais 242 mil doses nesta quinta para vacinar gestantes e pessoas com comorbidades

Chegam ao Paraná nesta quinta-feira (6) mais 242 mil doses da vacina Covishield, da parceria AstraZeneca/Oxford, para vacinar gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente. Elas são parte da 18ª pauta de distribuição do governo federal e pertencem ao lote enviado pelo consórcio Covax Facility ao País no último domingo (2). Todas são D1.

As doses chegam ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, às 15h40, no voo G3-4622. Logo em seguida serão levadas para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para separação. A expectativa é de encaminhar as doses para os municípios nos próximos dias, se somando ao envio realizado nesta quarta-feira (5).

Essa pauta também será composta de 67.774 doses do imunizante Pfizer/Comirnaty/BioNtech, todas voltadas a gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente. O governo federal recebeu mais 628.290 doses do imunizante nesta quarta. De acordo com o Ministério da Saúde, para o mês de maio estão previstas 2,5 milhões de doses da vacina da Pfizer, que requer acondicionamento em baixíssimas temperaturas. Ainda não foi confirmada a data do envio desses imunizantes.

A pauta também será composta por novas doses da Coronavac, da parceira Sinovac/Butantan, segundo a pasta federal. Nesse caso, ainda não foi divulgado o quantitativo, o público-alvo e a data de envio.

SEMANA CHEIA 

A nova remessa é parte de uma semana de boas notícias na vacinação. O Paraná recebeu entre sábado (1º) e segunda (3) 406.100 doses dos imunizantes da Fiocruz e do Butantan, referentes à 16ª pauta de distribuição, e 32.760 doses da Pfizer, exclusivas para Curitiba, na 17ª pauta.

Elas vão possibilitar o início da imunização em novos grupos do plano estadual, como gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente, além de trabalhadores da educação, segundo orientação do Governo do Estado para vacinação em paralelo ao retorno gradual às aulas híbridas.

O Paraná já recebeu e distribuiu mais de 3 milhões de doses. Segundo o Vacinômetro, 1,8 milhão de paranaenses já receberam a primeira dose e 1,035 milhão já completaram a imunização com as duas doses. Mais de 85% do que foi distribuído foi aplicado.

O Estado já começou a imunizar 14 grupos prioritários: indígenas; idosos em Instituições de Longa Permanência; pessoas com deficiência institucionalizadas; trabalhadores da saúde; trabalhadores da segurança pública; forças de salvamento; Forças Armadas; quilombolas; e sete faixas etárias entre a população idosa, dos 60 a 64 aos mais de 90 anos. 

Conheça dez roteiros gastronômicos de Curitiba

O nome da capital paranaense faz referência à comida: Curitiba quer dizer “muito pinhão”. Porém, o cardápio curitibano não se resume ao pinhão. Fruto das várias etnias que colonizaram a cidade, aqui temos o pierogi dos poloneses, o eisbein e a carne de onça dos alemães, as massas dos italianos e a baixa gastronomia curitibana, distribuídos em dez polos gastronômicos:

São Francisco

Por seus arredores espalham-se restaurantes e pessoas de todas as faces, jeitos e nacionalidades. Na Rua Claudino dos Santos, há restaurantes com cardápios que passam pela culinária alemã e polonesa, pelas porções de quitutes, os sanduíches ou um típico filé brasileiro. Na Rua Trajano Reis, concentram-se espaços que servem petiscos simples e reúnem um público jovem e variado. A Rua São Francisco abriga alguns dos restaurantes mais tradicionais da cidade.

Santa Felicidade

Na Avenida Manoel Ribas são encontrados vários tipos de restaurantes, mas sua grande marca são os rodízios italianos regados à polenta frita, escarola com bacon, frango prensado e à passarinho, risotos, lasanhas, macarronadas e nhoques.

Batel

A Avenida do Batel e as ruas nos arredores reúnem bares, restaurantes e três shopping centers. É um local para quem quer se encontrar com o charme e o requinte em Curitiba. No Bigorrilho, bairro vizinho, a Praça da Espanha é cercada por restaurantes.

Rua Itupava

A Rua Itupava e arredores são pontos de grande concentração de restaurantes, que chamam a atenção pela decoração criativa e descontraída, boa música e comida. É uma excelente opção para quem está à procura de um happy hour com boa conversa.

Cabral

Sua grande característica é a diversidade. Fast foods, restaurantes japoneses, chineses, contemporâneos, italianos, pizzarias, cafés e padarias são opções que podem ser encontradas e saboreadas nesta rota.

Reprodução

Avenida Iguaçu

Localização de lugares com cardápios para todos os gostos e paladares, reunindo bares e restaurantes que servem carnes, massas, sushis, sashimis e rodízio de sopas.

Reprodução

Rua Chile e Avenida Água Verde

As ruas da região do Água Verde são conhecidas pela variedade de restaurantes, com culinária portuguesa, frutos do mar, pizzarias, petiscos, rodízios de carnes.

Rua Mateus Leme

Destaque pela quantidade de restaurantes especializados em servir frutos do mar. Também se destacam antigos estabelecimentos que servem um típico filé de alcatra curitibano, acompanhado de saladas e outros petiscos.

Reprodução

Avenida Comendador Franco

Por ser o caminho de acesso ao aeroporto é uma boa dica para quem quer conhecer ou se despedir dos sabores de Curitiba. Na avenida há churrascarias e restaurantes de frutos do mar, quase todos servindo no sistema de rodízio.

Mercado Municipal

É uma referência para quem busca os sabores de Curitiba ou de outras partes do planeta. Em seus boxes e lojas de delicatessens são comercializados bebidas, queijos, vinhos, ervas medicinais, temperos, especiarias, conservas, pescados, embutidos, carnes exóticas e muitos outros produtos que fazem dele um mercado universal.

Reprodução

Localização: Avenida Sete de Setembro, 1.865, Centro

Telefones: (41) 3264-6026 e 3264-1692