Com espetáculos drive-thru e streaming, Natal de Curitiba celebra fim de ano com segurança

Árvores de Natal e rosáceas luminosas nos principais cartões-postais de Curitiba e nas Ruas da Cidadania. Apresentações do coral do Palácio Avenida e da Camerata Antiqua por plataformas de streaming. A volta da Vila de Natal, agora com decoração cênica no Parque Tanguá. E a grande novidade: espetáculos natalinos “drive-thru” nos parques Barigui e Náutico, com o público tendo a inédita experiência de percorrer de carro encenações repletas de luz, cor, brilho e muita emoção.

A quarta edição do Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais começa, no próximo domingo (22/11), no Jardim Botânico, com o início dos concertos luminosos na estufa e acendimento da árvore de Natal “viva” com 5 mil vasinhos de sálvias vermelhas.

Serão 32 dias de atrações gratuitas que seguirão os protocolos sanitários do município para evitar aglomerações e contágios de covid-19, como distanciamento social, obrigatoriedade do uso de máscara e controle de público em espaços verdes como Passeio Público e Jardim Botânico.

“O tempo de festa pede cautela sanitária, mas não dispensa esperança”, afirmou o prefeito Rafael Greca, durante lançamento da programação nesta quarta-feira (18/11).

Os espetáculos da temporada natalina 2020 ocorrerão até dia 23 de dezembro e a decoração especial de Curitiba poderá ser vista até 6 de janeiro.

O prefeito reforçou que a edição 2020 do Natal de Curitiba seguirá todos os protocolos sanitários, para reduzir a chance de contaminação, e foi concebida para espalhar o espírito de paz, luz, esperança e de união entre as pessoas neste momento de pandemia.

“A população também poderá acompanhar os espetáculos pelas redes sociais e sites da Prefeitura de Curitiba e da programação natalina”, frisou.

Prefeitura e parceiros se mobilizaram para transformar a capital em uma ótima opção para moradores e turística desfrutarem experiências únicas neste fim de ano.

Retomada econômica

Greca destacou também que o Natal de Curitiba 2020 marca a retomada econômica da capital.

“Com a programação estamos criando um círculo virtuoso, estimulando a economia local em diversos setores, como hotelaria, gastronomia, transporte, prestação de serviços e o comércio em geral, além de fortalecer a rede de economia criativa da cidade ao garantir emprego e renda para artesãos, artistas, cenógrafos e mão de obra especializada como operadores de luz e som”, avalia ele.

A expectativa é que mais de dois mil profissionais da cadeia da economia criativa sejam beneficiados com o Natal de Curitiba 2020.

Parcerias

Como nos últimos três anos, Curitiba celebrará o Natal de 2020 com uma programação descentralizada, contemplando o Centro e os bairros, e uma rede de voluntários e apoio financeiro de patrocinadores, como Supermercados Condor, Electrolux e Consórcio Servopa.

“Curitiba já se consolidou no roteiro nacional natalino e, mesmo durante a pandemia, mostra que uma cidade inteligente como é a nossa capital consegue recriar, através de parcerias público-privada, lindos cenários que retratam o caráter lúdico do nascimento de Jesus Cristo. E tudo poderá ser apreciado com segurança”, completa Greca.

Plano de retomada

Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal de Turismo, prevê que o investimento da Prefeitura no Natal de Curitiba trará um bom retorno para a cidade, pois a programação atrai um maior número de turistas.

“A cada um real investido pela Prefeitura na programação, estima-se que o retorno dos turistas foi de R$ 37 no comércio e serviços”, justifica ela.

Tatiana lembra ainda que para o setor de Turismo, além da programação de Natal, o Plano de Retomada Econômica de Curitiba já destinou R$ 1 milhão para a oferta gratuita do Programa Sebrae de Consultoria Tecnológica (SebraeTec), prorrogou o pagamento das parcelas do IPTU e ISS Fixo de 2020 e disponibilizou o Fundo de Aval para ajudar empresas que precisam de empréstimo com garantia. “Também será lançada uma grande campanha da promoção turística de Curitiba a partir de novembro”, antecipou ela.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA NO SITE: https://natal.curitiba.pr.gov.br/

Informações Banda B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Semana começa com 3.491 vagas ofertadas pelas Agências do Trabalhador

As 216 Agências do Trabalhador do Estado ofertam nesta semana 3.491 vagas de empregos com carteira assinada em empresas do Paraná. Destas, 1.458 estão disponíveis nas agências de Curitiba e Região Metropolitana.

As principais vagas disponíveis são para alimentador de linha de produção (275); auxiliar administrativo (255), operador de telemarketing ativo e receptivo (249) e ajudante de carga e descarga de mercadoria (192).

A Agência do Trabalhador de Curitiba disponibiliza vagas, para contratação imediata, para vendedor interno (16 vagas), pizzaiolo (4 vagas), torneiro mecânico (2 vagas), trabalhador de preparação de pescados (1 vaga) e técnico em saúde bucal (1 vaga).

O secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, destaca que a Sejuf tem intensificado o trabalho de captação e intermediação de vagas, procurando estabelecer parcerias com as empresas do Estado. “O melhor programa social que existe é o emprego. O trabalhador precisa ter autonomia e dignidade para sustentar a família”, afirma.

ATENDIMENTOS – Os interessados em algumas das vagas ofertadas devem buscar orientações entrando em contato com a Agência do Trabalhador de seu município. Na capital paranaense, a Agência do Trabalhador de Curitiba voltou a atender o público de forma presencial.

Para evitar aglomeração, e respeitando todas as orientações das autoridades sanitárias, o atendimento é feito somente com horário marcado, das 9h às 17h. Os interessados devem fazer o agendamento pelo site da secretaria através deste LINK.

Curitiba chega a 61% da população com imunização completa

Curitiba ultrapassou, nesta quinta-feira (23/9), a marca de 60% de pessoas com 18 anos ou mais com a imunização completa contra a covid-19. Até quinta, 849.681 curitibanos da população adulta haviam recebido a segunda dose da vacina e outras 38.082 pessoas receberam a vacina em dose única, totalizando 61% da população adulta.

Desde o início da campanha de vacinação contra o novo coronavírus, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou, até quinta-feira (23/9), um total de 1.424.260 pessoas com a primeira dose da vacina anticovid ou com o imunizante de dose única (Janssen).

Já são 1.386.178 curitibanos que receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Desse total, foram vacinados: 864.232 pessoas da população entre 18 e 64 anos (convocadas por idade); 213.576 idosos com 65 anos ou mais; 117.890 pessoas com comorbidades; 13.390 gestantes e puérperas; 8.710 pessoas com deficiência; 82 indígenas; 1.141 pessoas em situação de rua; 7.017 moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência; 97.903 profissionais dos serviços de saúde da cidade (incluindo as equipes de vacinação); 16.360 trabalhadores das forças de segurança; 42.593 educadores (entre professores e trabalhadores da Educação Básica e Ensino Superior) e 1.252 trabalhadores da limpeza pública.

Total de aplicações

O município também está aplicando as doses de reforço para idosos de 70 anos ou mais que já completaram o ciclo de imunização e pessoas imunossuprimidas com o esquema vacinal anticovid completo. Até esta quinta-feira (23/9), 17.894 pessoas receberam a dose de reforço. 

A cidade já aplicou 2.291.835 unidades da vacina anticovid – primeira, segunda doses, dose única e dose de reforço. Ao todo, 98% da população de Curitiba acima de 18 anos já recebeu ao menos uma dose e 61% da população acima de 18 anos de idade foram vacinadas com as duas doses ou a vacina de dose única, concluindo o esquema de imunização contra o novo coronavírus.

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 2.593.864 doses de vacinas, sendo 1.529.218 para primeira dose, 1.025.671 para segunda dose e 38.975 doses de aplicação única. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como por exemplo, quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar até 30 mil pessoas por dia e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios.