Com alta dos casos de Covid-19, momento é de cautela e preocupação para prefeitos da RMC

Em Curitiba, já são seis dias consecutivos com mais de 700 novos diagnósticos da doença

Os prefeitos da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) estiveram reunidos, nesta segunda-feira (16), durante o 31° Fórum Metropolitano e demonstraram preocupação com o aumento de casos de Covid-19 nos municípios. Em Curitiba, já são seis dias consecutivos com mais de 700 novos diagnósticos da doença.

Segundo o presidente da Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba) e prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack, o momento é de cautela. “Os números de hoje trouxeram preocupação, pois houve um significativo aumento de novas pessoas infectadas e com um perfil muito jovem, a maioria entre 20 e 40 anos de idade. Precisamos ter cautela, porque ainda é iminente o risco do coronavírus”, explicou Wozniack.

Ainda segundo o presidente da Assomec, o entendimento dos especialistas é de que os números são resultado das aglomerações nos recentes feriados e no período eleitoral. A Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado já estariam reativando leitos para atender um possível aumento de casos graves.

O Centro de Operações de Emergências da Saúde (COE) do Paraná deve se reunir nesta terça-feira (17) para discutir novas medidas para evitar que a pandemia volte a se agravar no estado. “Eles vão se reunir terça e quarta deveremos ter algumas direções que devemos tomar para os próximos dias, tendo em vista esse aumento de pessoas contaminadas”, disse Wozniack.

Boletim

No acumulado de dois dias, domingo (15/11) e segunda-feira (16/11), Curitiba registrou 1.508 novos casos de covid-19 e dez mortes de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde. São cerca de 750 casos por dia, o mesmo número registrado na semana passada.

Até agora são 1.569 mortes na cidade provocadas pela doença. Com os novos casos confirmados, 60.856 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia.

São 6.849 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. O número se aproxima daqueles registrados no pico da pandemia na capital que aconteceu no mês de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agência do Trabalhador de Araucária tem 58 vagas de emprego

Os interessados devem agendar um horário no site do SINE e dirigir-se ao local com documentos pessoais

A Agência do Trabalhador de Araucária (do Sistema Nacional de Emprego – SINE) está com 58 vagas de trabalho abertas. As mais recentes são para a função de: repositor, cozinheiro Industrial, vendedores, despachante de veículos, motorista carreteiro e encarregado de supermercado. Todas as vagas podem ser conferidas pelo aplicativo Sine Fácil.

Os interessados devem agendar um horário pelo site http://justica.pr.gov.br, para comparecer ao SINE no horário marcado, com documentos pessoais em mãos. A Carteira de Trabalho Digital será aceita para fins de consulta.

A Agência do Trabalhador de Araucária fica localizada na Rua Álvaro Linhares Ehlke, 333, Sabiá. Horário de atendimento das 7h30 às 12h e das 13h às 16h30. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3642-4691 ou 3642-1865.

Informações Banda B.

Brasil passa de 170 mil mortes por covid-19 desde o início da pandemia

O Brasil passou de 170 mil mortes em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram registradas 630 mortes, fazendo com o que o número tenha chegado a 170.115. Até segunda-feira, o sistema marcava 169.183 falecimentos. Ainda há 2.202 mortes em investigação, este dado relativo a segunda (23).

O balanço foi divulgado pelo Ministério da Saúde na noite desta terça-feira (24). O órgão divulga a cada dia uma atualização a partir de informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde.

A pandemia já provocou também a infecção de 6.118.708 pessoas no Brasil desde o primeiro caso, em fevereiro. Entre ontem e hoje, as autoridades de saúde notificaram 31.100 novos diagnósticos positivos. Ontem, o sistema marcava 6.087.608 casos acumulados.

Ainda conforme o balanço da pasta, há 472.575 pacientes em acompanhamento. Outras 5.476.018 pessoas já se recuperaram da doença.

Em geral, os casos são menores aos domingos e segundas-feiras em função da dificuldade de alimentação pelas secretarias estaduais de saúde. Já às terças-feiras, eles podem subir mais em função do acúmulo de registros atualizado.

Covid-19 nos estados

Os estados com mais mortes pela covid-19 são São Paulo (41.455), Rio de Janeiro (22.141), Minas Gerais (9.804), Ceará (9.492), dado relativo a ontem, e Pernambuco (8.951). As Unidades da Federação com menos óbitos pela doença são Acre (715), Roraima (721), Amapá (795), Tocantins (1.151) e Rondônia (1.529).

 

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil 24/11/2020

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil 24/11/2020 – 24/11/2020/Divulgação/Ministério da Saúde