Coisas bobas que fariam Curitiba ainda mais linda – Você já pensou nisso, certeza!

Gurizada do céu, andei pensando muito sobre o meu primeiro artigo para o Busão Curitiba – para quem não sabe eu sou um novo cobrador aqui – e não achei melhor assunto do que falar dos meus sonhos reprimidos para essa cidade. Nascido na geada e vivendo no sereno sem toca, nos meus 23 anos e 12 meses de vida já passei por algumas fases e momentos de Curitiba. Em cada uma dessas passagens eu guardei aquele sentimento de quero mais ou de por favor vá embora por algum aspecto novo que nascia na nossa cidade maravilhosa.

Não vou colocar a lista completa para não te deixar de cara com o tamanho do artigo, mas vou postar as que eu considero um pensamento que está dentro de todas as gurias e piazões curitibanos. Vamos começar pelo que é viável:

 

True Double-Chope até as 10:00h

double-chop-curitiba

Pare que você nunca pirou nisso. Imagina a loucura se todos os bares se reunissem em uma amizade pelo double-chope e o benefício fosse aberto até as 10h? Eu ia colocar até as dez e meia, só não quis forçar a amizade. Hoje tem lugares que ficam até as 20:30h, outros menos, alguns até as 21:30h. Nenhum dos barzotes legais de levar a broto ou ir arrumadinha ficam até mais tarde. Acabaríamos com o habito de levar a guria as sete no barzinho e você finalmente poderia levar ela no horário nobre. Eu vejo gente – morta? – levando seus matches do Tinder as 6h no barzinho irlandês e já não aguentando mais de beber duras depois, aumentando a fama que encontros arrumados pelo aplicativo são furada. Só consigo ver benefícios nesse horário estendido, vocês não?

Perceberam aquele “True”, certo? Isso porque existem os Double-Chopes marqueteiros que na verdade é um desconto de dois ou três pilas na compra de dois copos. Não que eu queira crucificar nenhum estabelecimento, longe de mim. Só apontando que a nossa vida noturna seria muito mais feliz se existisse esse horário tardio para se terminar o dobro sagrado de cerveja.

Mais pizzarias 24h

pizzaria-delivery-curitiba

Porque não posso pedir uma big de frango com catupiry de madrugada? Essa dificuldade já gerou muitos filhos com cara de pizza. Existe uma escassez de serviços funcionando o tempo todo em nossa cidade e não é por falta de consumidores. Um cachorro quente é certeza que você descola, isso não tem como negar. Só que chega uma hora que o seu desejo por uma pizza faz você sonhar com que Curitiba fosse Nova York nos filmes hollywoodianos onde se compra qualquer coisa de madrugada e é onde geralmente você encontra o amor da sua vida ou o homem-aranha.

Feriado anti-carnaval (assunto perigoso)

sem-feriado-em-curitiba

Não são apenas os mamilos que são polêmicos, mas também a lenda urbana que ronda a cidade de Curitiba onde nenhum desfile ou festividade de Carnaval será levado adiante e terá sucesso pela terra das 4 estações no mesmo dia. Você pode odiar esse fato e eu vou joga-lo na sua cara: O feriado de carnaval aqui deveria ser lar para todos os brasileiros que não querem saber se a pipa da vovó não sobe mais.

Já não seguimos o resto dos pais em tantas coisas, pra que insistir nessa também? Os gringos que vieram prestigiar a Copa do Mundo foram suficientes para confirmar que nós somos um pedacinho da Europa replicado em um pais tropical. Porque não pegar e aproveitar o melhor desses dois mundos?

Embutido nesse pensamento de comida eu vou terminar ele com 3 letras: KFC. Pensem nisso.

Cassino

cassino-em-curitiba

Quinta-feira à noite, coloca a japona, manda um whats pra guria dizendo que não vai rolar ir comer pastel, avisa a mãe que vai no 3D do Mueller, passa na casa da piazada e #partiu Vegas Curitibana. Um complexo da jogatina saudável e clássica, regado a glamour e campeonatos formidáveis de pôquer patrocinados pela versão online que o Ronaldo – Fat – Fenômeno faz propaganda. Te garanto que não iria machucar ninguém e só traria ainda mais diferencial para nossa cidade.

Um dia, nos tempos remotos, existiam alguns cassinos e alguém os levou embora. Claro que eram aqueles estabelecimentos não muito legais nos quais você não levaria aquela aluna da PUC que você chamou para sair, mas era um começo. Poderíamos ter evoluído.

3G no lugar da internet discada.

internet-discada-em-curitiba

Se você tem mais de 20 anos com certeza vai lembrar que entrava as 14h de Sábado na internet e bloqueava o telefone de todo mundo com a sua discada. Navegando na velocidade de uma tartaruga tansa, era bem fácil ficar de cara quando o download de uma foto do Orkut levava mais tempo que entrar na Woods sem nenhum VIP. Essa realidade não acabou, ela só trocou de nome e hoje se chama 3G.

Não é como se fosse um problema só daqui, mas é o mesmo princípio do Carnaval: se somos diferentes, custa ser diferente nisso também? Quantos eventos de tecnologia não viriam para nossa cidade, quantas brigas de casal seriam evitadas e quantos romances florescidos? Por um 3G que não acabe no meio do dia, essa é a nossa oração – isso me lembra aquela música que vai ficar na sua cabeça o dia todo.

Prefeito fazendo o desafio do balde de gelo.

prefeito-de-curitiba

Não? Certo, então aprecie esse GIF pois ele é fantástico.

Admitir que Curitiba já é uma mulher adulta e resolvida

or último é algo mais psicológico. Não somos uma cidade pequena com cara de grande ou uma cidade grande com espírito de interior. Existe um prazer nas pessoas em falar que Curitiba ainda não se desenvolveu como outras capitais grandes ou que ainda estamos nos adaptando a fluxos intensos de transito ou nomeações para recebermos eventos internacionais. A grande verdade é que somos uma cidade diferente, crescida e bem resolvida.

O desenvolvimento e a evolução dela que vamos tomar, seja que área for, é incerto por depender de uma variável muito inconstante: o povo. Você pode achar que a população não controla nada e que são altos escalões que mandam em tudo mas quando você foi um bebe foram os seus berros esguelhados que avisavam a sua mãe que faltava mamadeira de polenta nesse teu bucho. Postar uma foto do Busão cheio é fácil, ir atrás de diretos e realmente querer mudar a sua sociedade é outra. Fim do meu texto político e voltando ao artigo: A cidade é assim e tenha orgulho dela, não fique achando que do nada vamos explodir em poluição e as pombas vão dominar as canaletas. Compartilhe o que é viver em uma cidade privilegiada, por mais que você sempre vá querer uma ou outra coisinha diferente.

curitiba-sua-linda

 

Se você acha que eu exagerei ou que deixei alguma coisa de fora, taca-le pau nos comentários pia! Não sou o marco véio, mas ia ser massa tacar pau numas ideia com você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradicional bar de Curitiba promove Festival do Pinhão

O Bar Quermesse, uma das grandes referências da noite curitibana, acaba de lançar uma opção exclusiva da iguaria pelo preço fixo de R$ 25

A temporada do Pinhão, uma das iguarias mais amadas da região sul do Brasil já começou. Na capital paranaense, não é diferente. Seja sozinho ou como ingrediente principal de receitas, o pinhão é quase unanimidade no gosto dos curitibanos. Versátil e delicioso, o fruto das araucárias também é uma opção perfeita de petisco para os dias mais frios.

Pensando em oferecer uma opção exclusiva para os apaixonados por pinhão, o Bar Quermesse, um dos endereços gastronômicos mais badalados de Curitiba, acaba de lançar o Festival do Pinhão do Quermesse. Quem visitar o bar terá a oportunidade de provar uma deliciosa porção de pinhão cozido servida com bacon. O prato, desenvolvido especialmente para o evento, custa R$ 25 e estará disponível no cardápio do bar até o próximo dia 24 de abril.

Divulgação

Além da opção especial, a casa conta com um menu de bebidas selecionadas e preparos extremamente saborosos, entre eles a carne de onça, torresmo, mignon chic, bife sujo de alcatra, brusqueta e batata brava. Vale lembrar que o empreendimento segue todas as recomendações dos órgãos responsáveis com relação aos cuidados com a COVID-19 para oferecer o melhor em comidinhas de buteco com conforto, responsabilidade e segurança.

O Bar Quermesse fica na Rua Carlos Pioli (nº 513), no bairro Bom Retiro, e funciona de terça a sábado (e aos domingos de acordo com o decreto vigente em Curitiba), das 17h às 22h (ou 23h de acordo com o decreto vigente em Curitiba). Mais informações no site www.quermesse.com.br ou pelo telefone (41) 3026-6676.

Pizzaria Mathilda inaugura segunda unidade em Curitiba

Após conquistar o público curitibano com o verdadeiro estilo napolitano de fazer pizza, o empreendimento gastronômico expande seu atendimento com um novo endereço, agora no bairro Juvevê

A segunda unidade da Pizzaria da Mathilda começa a funcionar em soft opening a partir desta semana, no bairro Juvevê, um dos mais tradicionais da capital paranaense, a nova loja funciona na Rua Rocha Pombo (nº 265), ampliando o raio de atendimento em relação à primeira unidade, no Centro. A marca, lançada há pouco mais de 1 ano, é dedicada ao estilo napolitano de pizza, com formatos individuais e um preparo todo especial dos doze sabores disponíveis.

O empreendimento é comandado por três sócios: o empresário Daniel Mocellin, Giuliano Ziliotto e Maurício Ceschini. A nova unidade da Pizzaria da Mathilda abre as portas do salão para atendimento presencial, dependendo do decreto vigente em Curitiba, e funciona com take away e delivery pelo aplicativo Rappi. “Mesmo com a pandemia, funcionando por apenas 70 dias com atendimento no salão da primeira unidade, conquistamos um grande público e chegamos a fazer perto de 30 mil pizzas em 2020. Até nos surpreendemos com o sucesso, que nos permitiu abrir esta segunda loja. Isso comprova a força da marca Pizzaria da Mathilda”, comenta Mocellin, profissional que ganhou destaque no mercado nacional ao fundar a rede WhataFuck Hamburgueria, mais um grande sucesso na cidade.

Divulgação

O ambiente da nova Mathilda conta com 46 lugares (trabalhando com apenas 50% da capacidade, devido às restrições para o combate do coronavírus), quase o dobro da unidade Centro, com 25 lugares. “Eu e o Maurício desenhamos o layout da loja, sem arquiteto, buscando um espaço alegre, despojado e colorido, seguindo o mesmo estilo da outra loja, mas com uma identidade própria”, explica Mocellin.

Divulgação

Pizza Napolitana

Considerada um patrimônio imaterial da humanidade pela Unesco, a pizza tem sua história iniciada no século 18 na cidade italiana de Nápoles. O preparo napolitano é o mais clássico, com regras específicas a serem seguidas do preparo da massa à finalização. Seguindo esta tradição, a Pizzaria da Mathilda faz o preparo artesanal da massa, por meio de fermentação lenta, com temperatura e tempo controlados. O cuidado com insumos frescos de alta qualidade é aliado às receitas assinadas por Daniel Mocellin. Por fim, a pizza é assada em um tradicional forno napolitano. “Achamos um produto fiel à tradição italiana, com insumos italianos, preço altamente competitivo e que conversa com todos os públicos”, afirma.

Outro detalhe da pizza napolitana é a apresentação individual, seguida à risca pela pizzaria curitibana. São doze sabores disponíveis, cada um saindo a R$ 28. A Margherita é um clássico, preparada com farinha italiana, basílico, parmesão ralado na hora, mozzarella de búfala e azeite extravirgem. Levando o nome da casa, a pizza Mathilda tem mozzarela, frango moído frito temperado com páprica defumada e erva doce, cebola roxa, azeitona preta, orégano e molho de tomate. Há ainda pedidas veganas, como a León, de molho de tomate com berinjela em cubos, cebola branca, azeitona preta em pedaços e basílico.

Divulgação

A segunda unidade da Pizzaria da Mathilda está localizada na Rua Rocha Pombo (nº 265) no bairro Juvevê. O horário de funcionamento é de terça-feira a domingo, das 18h às 23h (segundo o decreto atual, não abre para atendimento presencial aos domingos). Também atende para take away e via delivery pelo aplicativo Rappi. Mais informações no perfil do Instagram: @pizzariadamathilda.