Clientes que mais economizaram água recebem kit da Sanepar

A Sanepar fez uma ação de comunicação direta com os clientes da Região Metropolitana de Curitiba para reforçar a conscientização do uso racional da água, que continua necessário diante da crise hídrica. Os 100 condomínios residenciais que mais economizaram água atendendo à campanha Meta20 receberam a visita de técnicos da Companhia que entregaram um kit de reconhecimento ao esforço pelo consumo consciente.

A intervenção também aconteceu no outro extremo, nos 100 condomínios que mantiveram elevado o consumo de água. Esses síndicos receberam a visita de técnicos e um material de apoio com dicas de uso econômico.

A ação teve início em dezembro e foi finalizada na primeira semana de janeiro. O kit é formado por um copo lacrado com 30% de água simbolizando os níveis críticos dos reservatórios do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC). Junto, uma mensagem de agradecimento da diretoria da Sanepar numa caderneta de notas, tipo moleskine.

“Foi uma forma lúdica de lembrar a importância do uso racional, num diálogo aberto com os clientes”, disse o diretor de Comunicação e Marketing da Sanepar, Hudson José.

Segundo ele, mesmo aqueles que receberam o kit de alerta sobre o consumo excessivo foram receptivos à iniciativa, entenderam a proposta e assumiram o compromisso de mudar de atitude e estimular os moradores para o uso racional da água. “Para os que economizaram, o kit foi visto como um prêmio e um estímulo à prática do uso econômico”, acrescentou.

RODÍZIO – A Sanepar mantém o rodízio no fornecimento de água em Curitiba e Região Metropolitana. Em anexo, segue a tabela com programação do rodízio até 29 de janeiro. Nesta quinta-feira (14), os níveis dos reservatórios do SAIC estão em 40,61%.

CONFIRA A TABELA AQUI.

Informações Banda B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Justiça nega imunização prioritária para profissionais de limpeza no Paraná

Com o entendimento de que cabe ao Poder Executivo definir as prioridades de vacinação, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou pedido do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Paraná – Siemaco para incluir os profissionais de limpeza urbana do Paraná que lidam com a coleta do lixo entre os grupos prioritários para receber a vacina anti-covid. O julgamento da 4ª Turma da Corte ocorreu na última quarta-feira (13).

A ação civil pública requeria a inclusão dos trabalhadores nos grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização (PNI) sob alegação que correriam muitos riscos de contaminação por Covid-19. A 3ª Vara Federal de Curitiba deferiu a liminar e a União recorreu ao Tribunal contra a decisão.

A Advocacia-Geral da União (AGU) alegou que a medida violaria os princípios da isonomia e da proporcionalidade e que os trabalhadores do setor estão na faixa etária entre 20 e 35 anos, não havendo comprovação de que tenham maior suscetibilidade à doença.

O relator do caso, desembargador federal Luís Alberto d’Azevedo Aurvalle, suspendeu a medida de primeira instância liminarmente em maio, o que foi confirmado agora pela 4ª Turma por unanimidade.

Aurvalle pontuou que o ato administrativo se reveste de legítima discricionariedade da Administração Pública e, neste caso, não foi observada omissão do Estado, “ainda que tenha sido necessária a intervenção do Supremo Tribunal Federal (STF)”, destacou o magistrado.

No voto, Aurvalle afirmou que a idealização e definição dos grupos prioritários para o recebimento do imunizante contra a Covid-19 se reveste não apenas de caráter técnico-administrativo, mas também destina-se a acolher outros critérios, como a recomendação do fabricante, estudos científicos, técnicos, entre outros. “Deve-se prestigiar o cronograma estabelecido pelo Poder Executivo, ainda que a presidência da República tenha optado por politizar a crise sanitária do Covid-19 e ter adotado uma postura desequilibrada na sua condução”, concluiu o relator.

Estado e Google firmam parceria para divulgar informações do transporte coletivo da RMC

A Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) firmou uma parceria com o Google para disponibilizar informações a respeito do serviço de transporte coletivo da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) nas plataformas da empresa.

Os horários e itinerários estão disponíveis a partir desta terça-feira (19) nas plataformas da empresa, uma das gigantes globais de tecnologia. Usuários podem consultar informações sobre as 201 linhas que atendem os 19 municípios da RMC.

As informações fazem parte do Google Maps, que também oferece dados sobre tempo estimado de viagem, horários de partida e chegada, quantidade de paradas, distâncias e canais de atendimento das empresas operadoras.

O presidente da Comec, Gilson Santos, disse que a medida facilita o acesso das informações, proporcionando inclusive mais segurança aos usuários. “Em uma rápida pesquisa por meio do celular em um site muito conhecido a pessoa poderá consultar a melhor rota, horários, conexões, evitando se perder e até esperas desnecessárias nos abrigos. É um passo importante para oferecer um serviço cada vez melhor para a população, aliando tecnologia e informação”, afirmou.

Os dados das linhas já estão disponíveis na plataforma e as atualizações serão feitas automaticamente por meio de uma sincronização com a base de dados da Metrocard, associação das empresas operadoras do sistema.

SITE DA COMEC – O site da Comec também reúne informações atualizadas sobre linhas, horários e tarifas do transporte metropolitano.