,

CineBusão – As indicações do dia 22 a 27 de setembro

Começando o primeiro CineBusão onde vamos repassar os filmes da semana com vocês e indicar uma boa sessão para se divertir ou levar a guria pra um role. Quase todos os filmes eu já vi, então acreditem em minhas palavras e sejam felizes – ou não tão felizes porque o valor do cinema é triste, mas… – assistindo uma dessas obras:

Se eu ficar

blog-hoje-no-cinema-if-i-stay-se-eu-ficar

 

“Mia Hall (Chlöe Grace Moretz) é uma prodigiosa musicista que vive a dúvida de ter que decidir entre a dedicação integral à carreira na famosa escola Julliard e aquele que tem tudo para ser o grande amor de sua vida, Adam (Jamie Blackley). Após sofrer um grave acidente de carro, a jovem perde a família e fica à beira da morte. Em coma, ela reflete sobre o passado e sobre o futuro que pode ter, caso sobreviva.”

No embalo de “A Culpa é das Estrelas”, sai mais um filme romântico que fará as moças aguarem suas maquiagens e trazer o panda que existe dentro delas à tona. Se Eu Ficar é filme romântico rapazes, não criem muita esperança, mas eu recomendo você levar a sua namorada nele. Você, homem, não vai morrer de tédio e é bem possível que até goste de algumas cenas. Faça um esforço, ela vai gostar!

Para vocês gurias, se “A Culpa é das Estrelas” fez você sonhar com um Augustus Waters na sua vida e se imaginar sendo a Hazel – versão saudável – então não tem nada nesse filme que não possa te agradar, corre lá!

Hércules

4008914-9543865899-hercu

“Filho de Zeus, o semi-deus Hércules (Dwayne Johnson) sofre há 400 anos, por ter perdido toda a sua família. Após realizar os doze trabalhos, ele conhece seis homens sanguinários e impiedosos, e une-se ao grupo em busca de novas tarefas e de qualquer trabalho que puder encontrar, com a condição de ser remunerado. Esses homens assassinam diversas pessoas em seu caminho, e com isso acabam despertando fama na região, até que o rei da Trácia chama Hércules e convida-o a treinar o seu exército, na intenção de transformá-los em verdadeiros mercenários.”

Semi-deus, mercenários, exercito, homens sanguinários e um puta leão. A descrição padrão desse filme não tem nem como ser estendida porque é exatamente o que você vai encontrar!

O longa conta a história de Hércules – como se ninguém soubesse – de uma forma bem Hollywoodana, com piadas clichê, muita porrada e – eu to impressionado com ele – um puta leão. Provavelmente a sua namorada vai tanto pela diversão como para agradar você, por mais que ela quisesse ver a versão 2 do A Culpa é das Estrelas.  Em resumo, é divertido e vale a pena!

O Doador de Memórias

o-doador-de-memorias-review-mery-streep-jeff-bridges-01

“Uma pequena comunidade vive em um mundo aparentemente ideal, sem doenças nem guerras, mas também sem sentimentos. Para tanto uma pessoa é encarregada a armazenar estas memórias, de formar a poupar os demais habitantes do sofrimento e também de guiá-los com sua sabedoria. De tempos em tempos esta tarefa muda de mãos e agora cabe a um jovem (Brenton Thwaites), que precisa passar por um duro treinamento para provar que é digno desta tarefa.”

Uma mistura de The Hunger Games sem a parte divertida com as outras versões de Hunger Games, mas também sem a parte divertida, é o Doador de Memórias é a representação do mundo rico que oprime uma sociedade, com um romance não muito desenvolvido e um contexto de rebeliões e política para dar um último tempero para essa carne quase sem sal.

Se você procura mais um The Hunger Games ou Divergent, achou uma variação e não é uma das melhores.

Livrai-nos do Mal

05-livrai-nos-do-mal

“O policial Ralph Sarchie (Eric Bana) tem uma intuição especial, que sempre o leva a combater casos extremos e perigosos. Em uma mesma semana ele se depara com um bebê jogado no lixo e uma mãe que atira seu filho na jaula dos leões em um zoológico. Intrigado pelos acontecimentos, ele começa a investigar as pessoas responsáveis, suspeitando que alguma força sobrenatural esteja por trás das histórias. Com a ajuda de um padre especializado em demonologia (Edgar Ramírez), Sarchie descobre uma verdade assustadora, muito além do seu mundo cético e racional.”

É como eu sempre digo: se o filme de terror tiver uma história excelente e pouco susto, não é filme de terror. Esse é um dos títulos que eu não tive o prazer – ou desprazer – de conferir no cinema e vou esperar a versão caseira, mas isso não me impede de te adiantar uma ou duas coisas.

Primeiro, é um filme de terror. Não vá esperando nada além disso. Não vai virar uma trilogia e não vai ser o melhor filme do seu ano, então vá esperando bons sustos e tensão – não tesão – durante os seus 115 minutos de Livrai-nos do Mal.

Correr ou Morrer

maze-runner1

“Em um mundo pós-apocalíptico, o jovem Thomas  é abandonado em uma comunidade isolada formada por garotos após toda sua memória ter sido apagada. Logo ele se vê preso em um labirinto, onde será preciso unir forças com outros jovens para que consiga escapar.”

Nem só de reclamação vive um curitibano e é por isso que meu favorito ficou por último! The Maze Runner ou, como brasileiro adora estragar título de filme, “Correr ou Morrer” é a versão mais nova – se não melhor que – de The Hunger Games. A história se passa em um labirinto mais difícil de achar a saída do que Colombo a noite e ela muda o tempo todo. O que você acreditava ser certo a alguns minutos, acaba se tornando outra coisa no decorrer e no final…você fica de boca aberta se achando mais bobinho que a moça que envia fotinhos pelo Whatsapp para o seu peguéts da Woods.

Correr ou Morrer é a indicação CIneBusão da semana e você não pode perder! Confira os horários no UCI ou Cinemark mais próximos e não perca o biarticulado, boa diversão a todos!

Um Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Angelica responde as pilacas

Conheça o cachorro Mil Grau