Chitãozinho e Xororó é uma das atrações da Festa da Uva em Colombo

Durante os dias 05, 06, 07, 08 e 09 de fevereiro – o município se transforma para receber a mais importante festa da maior Colônia Italiana do Paraná. Colombo incorpora a sua metade colonial para homenagear seus antepassados.

A 55ª Festa da Uva 2020 de Colombo e a comemoração dos 130 anos de Emancipação Política acontecerão no Parque Municipal da Uva – no Centro de Colombo, visam valorizar a cultura e o turismo da cidade. Durante os cinco dias de evento os visitantes poderão contar com muita comida típica, produtos coloniais, feira agrícola, artesanato, além de atrações musicais locais e nacionais.

Atrações musicais

Para iniciar a festa, acontece na quarta-feira, dia 05, a partir das 16h – sessão solene em comemoração aos 130 anos do aniversário do município de Colombo realizado pela Câmara Municipal de Colombo; A partir das 19h30 – Missa e Show com Padre Cleberson – entrada 1kg de alimento. Em seguida, com a presença de autoridades será realizada a abertura oficial do evento.

Já na quinta-feira, dia 06, a partir das 20h30 – terá o Show Gospel com Fernandinho. A entrada será 1kg de alimento.

Na sexta-feira, 07, a abertura dos portões será às 17h. O show principal ficará por conta da banda Atitude 67. A atração de renome nacional está prevista para subir ao palco às 21h.

No sábado, dia 08, os festejos começam com uma programação variada por todos os cantos do Parque – que preserva a mata nativa da região, com 100 mil m² de área e espaço ao ar livre para passeios e contemplação da natureza. Neste mesmo local, às 21h30, os sertanejos Diego e Arnaldo e Jeann e Julio prometem reunir uma multidão de pessoas.

O domingo, 09, contará com variadas e típicas atrações durante todo o dia. O show mais esperado acontece no palco principal: Chitãozinho e Xororó – uma das maiores duplas da música sertaneja do Brasil se apresenta, a partir das 21h30 e encerra os cinco dias de festa.

Outras atividades

Tradicional no Paraná, o evento vai contar com uma exposição de uvas, vinhos, sucos, geleias e conservas. Além da Missa em Vêneto e a Premiação dos Produtores Rurais.

A Festa ainda disponibilizará uma mostra da gastronomia presente no Circuito Italiano de Turismo Rural que neste ano completa 20 anos. O ponto alto da festa é resgatar e manter as tradições da cidade como também movimentar a economia local além de trabalhar a questão turística do município.

O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de Colombo por meio da Comissão Organizadora da 55ª da Festa da Uva.

Shows principais:

05/02 – quarta-feira – a partir das 16h – sessão solene em comemoração aos 130 anos do aniversário do município de Colombo realizado pela Câmara Municipal de Colombo;

A partir das 19h30 – Missa e Show com Padre Cleberson – entrada 1kg de alimento;

06/02 – quinta-feira, a partir das 20h30 – Show Gospel com Fernandinho – entrada 1kg de alimento;

07/02 – sexta-feira – a partir das 21h – Show principal com Atitude 67 – venda de ingressos (abertura dos portões às 17h e início da cobrança de ingressos);

08/02 – sábado – a partir das 20h Show com Jeann e Julio e às 21h30 – Show com Diego e Arnaldo e Jeann e Julio – venda de ingressos (abertura dos portões ás 11h e às 13h início da cobrança de ingressos)

09/02 – domingo – a partir das 21h30 Show com Chitãozinho e Xororó – venda de ingressos (abertura dos portões às 11h e às 13h início da cobrança de ingressos).

Serviço:
55ª Festa da Uva
Data: 05, 06, 07, 08 e 09 de fevereiro
Local: Parque Municipal da Uva
Endereço: Marechal Floriano Peixoto, 8771 – Centro

COMO CHEGAR (By Google Maps) – https://goo.gl/maps/XSxq7V2UP9q

Tradicional Festa da Uva de Santa Felicidade é cancelada por conta do avanço da Covid-19 e da gripe

A Festa da Uva de Santa Felicidade, uma das mais tradicionais de Curitiba, não será realizada em 2022 por conta do avanço da Covid-19 e dos casos de gripe na capital neste início de ano. A decisão foi comunicada pela Paróquia São José e Santa Felicidade, responsável pela organização do evento, na última quarta-feira (05).

No texto, a Paróquia afirma que o momento requer muitos cuidados e que por respeito à saúde da comunidade e dos “passos da igreja que nos ensina a sermos prudentes com a vida de nosso próximo” decidiu suspender o evento deste ano.

Drive-thru

Porém, como no ano passado, a tradicional comida italiana será disponibilizada pelo sistema drive-thru. A data e os valores ainda serão informados no próximo mês.

A Festa da Uva da comunidade italiana do bairro Santa Felicidade de Curitiba é uma tradição que dura 63 anos e que, segundo a Paróquia, continuará “assim que possível, com toda força e segurança”.

Sanepar divulga tabela de rodízio da RMC, seguindo modelo 60 horas x 36 horas

Oscilações dos níveis das barragens da Região Metropolitana de Curitiba, que têm interferência direta do regime de chuvas, levam a Sanepar a manter o atual rodízio de 60 horas de abastecimento e de até 36 horas com suspensão. A tabela para o período de 14 a 25 de janeiro segue o modelo 60h x 36h até que o nível do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC) esteja pelo menos em 80%, quando poderá haver a suspensão do rodízio.

A Sanepar trabalha com os cenários mais conservadores para garantir abastecimento, mesmo que em formato de rodízio, pelo fato de o Paraná ainda estar em situação de emergência hídrica, com déficit acumulado de chuvas e previsões de precipitações na média ou abaixo da média.

As chuvas das últimas semanas contribuíram para a evolução dos níveis das quatro barragens, que na média atingiram 73,11% nesta segunda-feira (10), o maior patamar desde o começo do rodízio, há quase dois anos.

As chuvas são fator determinante para o abastecimento, embora obras feitas pela Sanepar e o uso racional da água pela população contribuam com os níveis das barragens. Em 1° de março de 2021, por exemplo, o SAIC atingiu 49,73%, praticamente o mesmo nível do primeiro dia de outubro de 2021 (49,11%), embora no intervalo entre as duas datas o nível tenha alcançado 60% (abril).

Projeções da Sanepar mostram que, sem o rodízio, sem a contribuição da população com o uso racional da água e sem as medidas adotadas pela Companhia para aumentar os níveis dos reservatórios, o sistema teria entrado em colapso em outubro de 2020, quando teria chegado a níveis tão baixos que inviabilizariam o abastecimento da Região Metropolitana.

Confira a tabela completa AQUI .