CEO do Spotify diz que silenciar Joe Rogan não é ‘a resposta’

Por Associated Press

Nova York, 07 (AE) – Joe Rogan colocou o Spotify numa situação difícil, mas o serviço de streaming americano não planeja dispensar o popular apresentador de podcast, apesar das intensas críticas geradas por seus comentários antivacina e de teor racista.

Em mensagem enviada aos funcionários da empresa no domingo, 6, o cofundador e presidente (CEO) do Spotify, Daniel Ek, disse que o linguajar racista de Rogan foi “incrivelmente doloroso” e que o apresentador foi o responsável pela recente remoção de dezenas de episódios do programa “The Joe Rogan Experience” da plataforma.

No comunicado, porém, Ek disse acreditar que silenciar Rogan “não é a resposta”, embora tenha condenado com veemência as falas do apresentador.

A mensagem é a indicação mais clara da postura do Spotify em relação ao futuro de Rogan na empresa depois que vários músicos, incluindo Neil Young, Janis Joplin e India.Arie, retiraram seus trabalhos da plataforma em protesto à atitude do apresentador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.