Castramóvel de Fazenda Rio Grande começa a operar até o final de julho

A Prefeitura de Fazenda Rio Grande lançou na quinta-feira (2), na Secretaria Municipal de Saúde, o programa Castramóvel, com a entrega do trailer que contém estrutura e insumos para os atendimentos. Os primeiros atendimentos devem acontecer a partir da última semana de julho (dia 27) e deverão ser atendidos mais de 700 animais entre cães e gatos.

O prefeito Marcio Wozniack ressaltou a importância do Castramóvel e o trabalho que passará a ser realizado. ”Era um desejo de toda a comunidade, de todos nós, Ongs, pessoas que cuidam dos animais para que o Castramóvel virasse realidade”, comentou.

Segundo a secretária de Saúde, Irani Santos, o Castramóvel mostra a preocupação da gestão atual com a situação dos animais – não apenas domésticos como de rua -.

“Em breve começaremos os atendimentos, mas agora vamos estruturar, agilizar a agenda, o cadastro das pessoas interessadas em levarem seus animais”, comentou.

O programa vai realizar as castrações por meio de agendamentos e em seguida pelos grupos prioritários:  ONGs, cuidadores de animais, famílias inscritas no NIS (Cadastro único), animais de rua e em seguida a população em geral.

O agendamento será realizado das 8 às 12 e das 13 às 17 horas pelo telefone (WhatsApp) 41 – 997201308, que será coordenado por Pedro Jomeke. “Estaremos organizando as agendas para que o serviço seja realizado da melhor forma”, comentou.

O responsável técnico da Clinicão, veterinário Murillo Daniel Lago, disse que os atendimentos devem levar cerca de 40 minutos. “O procedimento não leva muito tempo, mas a preparação precisa ser feita com todo cuidado, será possível atender até 40 animais diariamente”, disse.

Também participaram do lançamento o vereador Rafael Campaner e o ex-deputado federal Osmar Bertoldi, autor da emenda parlamentar que viabilizou a chegada do Castramóvel.

Volkswagen/Audi doa mais de 10 toneladas de alimentos para Assistência Social de SJP

A Secretaria de Assistência Social de São José dos Pinhais recebeu na tarde da última sexta-feira (17) a doação de mais de 10 toneladas de alimentos que foram arrecadados pelos funcionários da Volkswagen/Audi em uma ação social promovida dentro da montadora.

No total foram arrecadados 37,5 toneladas de alimentos que foram destinados para dez entidades assistenciais de Curitiba e Região Metropolitana – sendo que mais de 10 toneladas deste montante foram destinados ao município que está atendendo as famílias carentes que sofrem com a crise financeira consequência da pandemia por Covid-19.

De acordo com a Secretaria de Assistência Social, até agora 9.500 famílias foram contempladas com cestas básicas, sendo parte adquirida pelo município e parte conseguida através das doações de empresas parceiras.

Quitutes de Festa Junina alegram pacientes de hospital curitibano

Canjica, bolo, doce de abóbora, gelatina em formato de bandeirinha. O cardápio, típico de festa junina, transformou o dia dos pacientes internados no Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba (PR), no último dia de junho. A iniciativa faz parte de uma série de ações do hospital, que têm o objetivo de melhorar o bem-estar dos pacientes e aumentar a humanização do ambiente.

“A refeição é um momento de distração para o paciente, um momento no qual ele lembra de casa e da rotina. Então, sempre que possível, buscamos surpreendê-los para que tenham uma experiência agradável e acolhedora”, destaca a nutricionista e gestora do departamento de nutrição do Hospital, Patrícia Conter Lara Prehs.

Em datas comemorativas como Natal, Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais ou no aniversário do paciente, a equipe de nutrição elabora um menu diferenciado, sempre de acordo com a prescrição médica e particularidade de cada um. A gelatina, por exemplo, foi servida na opção diet para quem não pode consumir doces.

Há pouco mais de um ano, o Hospital planejou, com a orientação de uma chef de cozinha, cardápios que contemplam refeições adequadas às necessidades dos pacientes, preparadas com criatividade e com apresentação diferenciada. “Queremos mudar a percepção de que comida de hospital é sem graça. Um prato belo e preparado com carinho traz efeitos positivos para o paciente. Alguns chegam até a pedir a receita de comidas e bolos que preparamos aqui”, revela a nutricionista.

Além disso, desde que a pandemia da COVID-19 iniciou, os pacientes internados recebem, junto com as refeições, um bilhete com uma mensagem motivacional. A ação vem encantando a todos e muitos pacientes devolvem as mensagens com agradecimentos e novas recados para a equipe. “A gestão centrada na pessoa permeia todos os setores do Hospital e repercute de forma muito positiva, tanto para os pacientes como para os colaboradores”, comenta o diretor geral do Hospital Marcelino Champagnat, José Octávio Leme Neto.

Sobre o Hospital Marcelino Champagnat

O Hospital Marcelino Champagnat faz parte do Grupo Marista e nasceu com o compromisso de atender seus pacientes de forma completa e com princípios médicos de qualidade e segurança. É referência em procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade. Nas especialidades destacam-se: cardiologia, neurocirurgia, ortopedia e cirurgia geral e bariátrica, além de serviços diferenciados de Check-up. Planejado para atender a todos os quesitos internacionais de qualidade assistencial, é o único do Paraná certificado pela Joint Commission International (JCI).