Carnaval em Curitiba: escolas de samba levam alegria aos atrativos turísticos

Em Curitiba, a pandemia do novo coronavírus e a necessidade de afastamento social estão fazendo o Carnaval deste ano migrar da avenida para os ambientes virtuais. Em vez de desfilar na Marechal Deodoro, as oito escolas de samba que tradicionalmente participam do evento poderão ser vistas em videoclipes rodados nos principais espaços verdes da cidade. É o Carnaval Digital 2021.

A tomada das imagens terminou nesta quinta-feira (4/2). As gravações contaram com os principais elementos de cada agremiação (bateria, mestre sala e porta-bandeira, passistas). O resultado poderá ser visto na forma de vídeos curtos, com até três minutos de duração, no Coreto Digital do Passeio Público, no Facebook e Instagram da Fundação Cultural de Curitiba, no Facebook do Conservatório de MPB e no Youtube a partir desta segunda-feira (8/2), quando serão divulgadas as publicações referentes a cada grupo.

Escolas de samba levam alegria aos atrativos turísticos. Curitiba, 05/02/2021. Foto: Cido Marques/FCC

Além das escolas, o bloco Rancho das Flores também “desfilará” pelas redes sociais. Formado somente por idosos – pertencentes ao grupo de risco para a covid-19 – o bloco se reunirá, por meio de edição imagens, em performances de carnavais passados. Já as crianças do Coral Brasileirinho estão gravando um vídeo com marchinhas carnavalescas.

Alegria sem aglomeração

As gravações começaram na segunda-feira (1º/2), pelo Grupo Especial, com os integrantes vestindo fantasias e se apresentando como se estivessem defendendo as cores de suas escolas na avenida. Trajes e sambas-enredo foram trazidos de carnavais recentes.

Internautas e Acadêmicos da Realeza  fizeram tomadas em diferentes pontos do Parque Tanguá. Nos dias seguintes gravaram Imperatriz da Liberdade (no Passeio Público) e Mocidade Azul (no novo Memorial Paranista do São Lourenço). Campeã de 2020, a Enamorados do Samba fez o Jardim Botânico de passarela.

Escolas de samba levam alegria aos atrativos turísticos. Curitiba, 03/02/2021. Foto: Luiz Costa/SMCS

As escolas do Grupo de Acesso gravaram nas Ruínas de São Francisco (Embaixadores da Alegria), Praça Afonso Botelho (Unidos de Pinhais) e Universidade Livre do Meio Ambiente (Leões da Mocidade).

“Tomamos todos os cuidados que a emergência sanitária exige. Para não aglomerar componentes, gravamos separadamente as performances das duplas de mestre sala e porta-bandeira e dos integrantes da bateria”, frisa o diretor de Ação Cultural da Fundação Cultural de Curitiba, Édson Bueno, que contou com o apoio dos gestores Lilian Ribas e Jaciel Teixeira na coordenação de produção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instabilidade começa a se afastar, mas ainda há risco de temporais na região de Curitiba

As áreas de instabilidade que chegaram ao Paraná na última quinta-feira (14) começam a se afastar, mas ainda há previsão de temporais em alguns setores do estado. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o fim de semana promete ainda ser úmido na metade leste, mas o risco de chuvas fortes diminui bastante a partir deste sábado (16).

Reprodução

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que muitos raios ainda são esperados nesta sexta-feira. “A frente fria que evolui pelo Sul do país, somada pelas áreas de instabilidade presentes entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, reforça a condição de tempo muito instável. Para o fim de semana, o sistema frontal se afasta”, explica.

Para algumas regiões, porém, como no caso da Região Metropolitana de Curitiba, chuvas ainda são esperadas de forma persistente, mas com instensidade bem mais fraca.

Na capital, a temperatura varia pouco e as máximas não passam dos 16°C.

A partir de terça-feira, a perspectiva é se sol na região.

Uber lança opção para pagar mais e ‘furar a fila’ em Curitiba

A Uber lançou nesta quinta-feira (14) uma modalidade que permite ao usuário pagar mais e furar a fila de espera para viagens. Chamado de Prioridade, o recurso é válido em Campinas (SP), Curitiba (PR) e Belém (PA).

A opção visa dar mais ganhos a motoristas e a possibilidade de embarques mais rápidos a usuários. A medida é anunciada em um momento de crise para os motoristas cadastrados. Além da alta nos combustíveis, outros custos de manutenção também encareceram a atividade.

As viagens com esse recurso custarão um pouco mais do que as do UberX, categoria mais barata do aplicativo, e neste momento acontecerão nas regiões centrais das cidades, onde a espera pelo embarque tem sido mais longa nas últimas semanas.

“Como acontece no fim do ano, e com a maior flexibilização das medidas restritivas de combate à Covid-19, a tendência é de que haja um aumento no número de solicitações de viagens e que o uso da plataforma seja ainda mais constante”, diz a empresa.

Usuários interessados devem acessar o aplicativo, colocar a partida e o destino e escolher a opção Prioridade. Não é preciso baixar um novo aplicativo. O horário de funcionamento não é fixo, acompanha a dinâmica de movimentação da cidade.

A Uber tenta dinamizar o app após reclamações de espera de passageiros e de má remuneração aos motoristas. Cerca de 1.600 deles foram excluídos da plataforma recentemente por cancelarem viagens após já as terem aceitado.

Há cerca de um mês, a empresa reajustou o repasse para o motorista em até 35% para viagens UberX, a categoria mais popular do aplicativo, na região metropolitana de São Paulo. Os ganhos dependem do horário e do local em que o motorista atua, segundo a empresa.