Campeãs colecionam títulos, mas precisam vender balas nas ruas de Curitiba para competir

Esta é a rotina de duas campeãs de jiu-jitsu todos os dias

Maiara Monteiro Custodio tem 33 anos, é natural de Londrina e atleta consagrada de jiu-jitsu, campeã mundial com títulos nacionais e internacionais. Beatriz Helena Molinari Vieira tem 18, é de Sorocaba e tem uma carreira promissora pela frente, campeã paulista e vice-campeã nacional e sul americana.

Mesmo com tantos títulos, elas ainda dependem de ajuda para bancar as despesas do dia a dia e principalmente os custos de hospedagem, transporte, alimentação e inscrição nas competições oficiais da modalidade Brasil afora.

“Não tenho mais o que provar, sou uma boa atleta, com títulos nacionais, sul americanos e mundiais, e mesmo assim tô aqui no semáforo, vendendo balas todos os dias”, lamenta a veterana faixa preta.

Seguindo o exemplo e obstinação de Maiara, a jovem Beatriz também se mudou para Curitiba em busca de excelência e uma rotina adequada de treinos ao lado de professores e atletas de alto rendimento. A capital paranaense é berço de grandes professores e atletas da modalidade, como a equipe Xeque Mate, onde treinam atualmente.

“Meu pai me manda algum dinheiro, mas tenho que complementar para bancar inscrições e viagens. Estou aqui todos os dias vendendo de manhã e de noite”, conta Beatriz, que sonha com o campeonato europeu em 2021. “São muitas despesas, não quero deixar pra última hora então estou desde já juntando o dinheiro”.

Beatriz Helena Molinari Vieira tem 18 anos e também tem vários títulos – Foto: Antonio Nascimento – Banda B

Os títulos e medalhas são provas da excelência alcançada por ambas. Mas a rotina adequada de treinamento e preparação ainda parece uma realidade distante pra quem precisa vender balas entre os intervalos de treinos, e não encontra tempo para descanso.

Como ajudar

Enquanto não consegue um patrocínio fixo, Maiara abriu uma conta no site de ‘vakinhas online’ para impulsionar apoios e seguir competindo.

Lá ela publica a agenda oficial de campeonatos em que representa o Paraná e o Brasil.

Acesse e ajude: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/campeonatos-2020-mayara-monteiro-custodio

Informações Banda B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sérgio Moro recebe carteira da OAB e abre escritório em Curitiba

Antes de começar a advogar, no entanto, Moro deverá acabar de cumprir a quarentena de seis meses determinada pela Comissão de Ética da Presidência.

O ex-juiz federal que conduziu a Lava Jato e colecionou desafetos entre alguns criminalistas vai atender sua futura clientela em um endereço de Curitiba, base e origem da maior operação já desencadeada no País contra a corrupção.

Antes de começar a advogar, no entanto, Moro deverá acabar de cumprir a quarentena de seis meses determinada pela Comissão de Ética da Presidência. Levando em consideração a data em que anunciou sua renúncia e acusou o presidente de suposta tentativa de interferência na Polícia Federal, 24 de abril, a quarentena do ex-juiz terminará no fim de outubro.

Informações Banda B.

Curitiba tem 362 novos casos e sete mortes por covid-19

Curitiba registrou nesta quarta-feira (16/9), 362 novos casos de covid-19 e sete óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde.

As novas vítimas são três homens e quatro mulheres, com idades entre 39 e 92 anos. Quatro destes óbitos ocorreram nas últimas 48 horas. Os demais foram nos dias 9 e 14 de agosto.

Apenas um dos pacientes não apresentava fator de risco para as complicações da covid-19.  

Até agora são 1.156 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Novos casos

Com os novos casos confirmados, sobre 39.631 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 33.831 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 4.644 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

UTIs do SUS

Nesta quarta-feira (16/9), a taxa de ocupação dos 334 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 é de 87%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. No momento restam 47 leitos livres.

Números da covid-19 em 16 de setembro

362 novos casos
7 novos óbitos

Números totais

Confirmados – 39.631
Investigação: 630
Recuperados – 33.831
Óbitos – 1.156