Cadeiras especiais levam acessibilidade à Ilha do Mel

A Ilha do Mel conta com quatro cadeiras anfíbias que permitem acessibilidade às trilhas, além do banho de mar. Os equipamentos que vão atender pessoas com dificuldades de locomoção foram entregues nesta quinta-feira (07) pelo secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

Adquiridas pelo Instituto Água e Terra (IAT), as cadeiras vão possibilitar que este público percorra trilhas que não são acessíveis a cadeiras de rodas. Das quatro cadeiras entregues, duas ficarão disponíveis para uso na praia de Encantadas e duas em Brasília.

Nunes destacou que o Estado leva acessibilidade à Ilha do Mel para quem precisa. “As pessoas que têm qualquer tipo de deficiência podem agora vir à Ilha do Mel e vão ter condições de andar nas trilhas e aproveitar a praia, de estar tanto na areia quanto no mar”.

O prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, aprova a ação. “A acessibilidade na Ilha do Mel é muito importante para que todos possam se divertir, usufruir da areia e do mar”, afirmou.

Foto: AEN PR

RESERVA – O diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto, explica que é preciso reservar as cadeiras antes de fazer a viagem. “O interessado deve ligar para o escritório do IAT da Ilha do Mel e preencher um cadastro. Havendo disponibilidade, ele ficará com a cadeira por todo o período em que estiver hospedado. A cadeira é entregue já no trapiche de embarque”, afirmou.

Durante a temporada de verão, estudantes de turismo contratados pelo IAT e funcionários do órgão estadual são responsáveis pela assistência aos usuários no cadastro e na utilização das cadeiras.

Os interessados em fazer a reserva devem ligar para (41) 3426-8005.


Cuidados são redobrados no embarque à Ilha do Me
l

O secretário Márcio Nunes vistoriou, nos trapiches de embarque em Paranaguá e Pontal do Paraná, o cumprimento das medidas de saúde determinadas na Resolução Conjunta 01/2020 da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do IAT.

Antes de embarcar, todos os usuários (moradores e turistas) devem estar registrados no Cadastro Situr (Sistema de Inteligência Turística de Paranaguá) e portar pulseira de identificação. As pulseiras são vendidas em guichês específicos pelas prefeituras de Pontal do Paraná e de Paranaguá, nos terminais de embarque, com custo instituído pelos municípios.

É obrigatório que os condutores das embarcações, antes de darem a partida, leiam o Protocolo de Conduta do Usuário, produzido pelo IAT, com informações relativas às medidas de proteção ao coronavírus, ao turismo e à segurança de navegação.

O horário de embarque e desembarque de passageiros é das 08h às 18h na baixa temporada e das 07h às 20h durante o verão. É proibido fazer operações de transporte comercial no período noturno.

As embarcações que descumprirem as regras serão notificadas pelos fiscais. As clandestinas, ou seja, sem cadastro, são apreendidas.

A fiscalização é feita pelas prefeituras de Pontal do Paraná e de Paranaguá e as medidas previstas são cumpridas pelas guardas municipais, Patrulha Costeira do 9º Batalhão de Polícia Militar e Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde – BPAmb.

Informações AEN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Serviços de cadeiras anfíbias e passarelas tornam as praias paranaenses mais acessíveis

Pessoas com mobilidade reduzida podem usufruir com mais conforto das praias no litoral paranaense. O projeto Praia Acessível disponibiliza cadeiras anfíbias e passarelas que facilitam a caminhada na areia, em cinco pontos das praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná. O serviço é feito em parceria entre a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) e a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e a Superintendência de Esporte.

As cadeiras anfíbias funcionam de terça a domingo, das 9 horas ao meio-dia e das 15 às 18 horas, com ajuda de agentes capacitados. Não é necessário agendar previamente, mas os usuários ou seus responsáveis legais devem preencher um cadastro no momento do uso das cadeiras.

Por questões de segurança, em dias chuvosos, o serviço fica suspenso. Os equipamentos são apropriados para entrar na água, possibilitando que pessoas com deficiência ou baixa mobilidade tenham um banho de mar seguro e confortável.

Em pontos próximos às cadeiras anfíbias, foram instalados 190 metros de passarelas de acessibilidade que facilitam a locomoção de pessoas desde as calçadas até a beira-mar. As passarelas estão sendo utilizadas não apenas por pessoas que usam cadeiras de rodas, mas por toda a população, especialmente por idosos, crianças ou pessoas com carrinhos de bebês.

As passarelas agradaram as pessoas que já utilizavam as cadeiras anfíbias. A moradora de Curitiba Loeide Sutil Gabriel Teodoro, de 57 anos, e o filho Emanuel Gabriel Teodoro usaram os serviços em Praia de Leste, nesta temporada.

“Conhecemos esse trabalho por acaso, em 2019, visitando Pontal do Paraná. Vimos a plaquinha do Praia Acessível e descobrimos as cadeiras anfíbias, inclusive na Praia de Leste, onde a gente vai frequentemente. Desde então, minha mãe usa a cadeira sempre que pode. Neste ano, melhorou muito porque foi instalada uma passarela até a beira-mar, que é como um tapete sobre a areia fofa, essencial para acessar a praia com a cadeira. Só no primeiro dia nesse verão, minha mãe quis tomar banho de mar três vezes na cadeira. Sem a cadeira não tem como entrar no mar, até a mobilidade na praia é bem dificultada”, diz Emanuel.

OUTROS SERVIÇOS – A Sanepar também disponibiliza duchas ecológicas para rápidos e confortáveis banhos de água tratada com cloro e baixo teor de sal, ainda na areia da praia. Isso contribui para a economia de água, uma vez que as duchas utilizam água do lençol freático e o banho na areia ajuda a reduzir o uso de água tratada do sistema público de abastecimento da Sanepar. As duchas ficam nos mesmos locais onde estão as cadeiras anfíbias e as passarelas.

A empresa também está levando totens do atendimento comercial para contêineres na beira da praia, fazendo a limpeza diária de 48 km de extensão das areias e participando das atividades nas arenas de recreação educativa na orla de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná, sempre divulgando em seus materiais a importância do uso racional da água, da separação de resíduos e da preservação ambiental.

Pontos das cadeiras anfíbias, passarelas e duchas ecológicas:

Guaratuba: Morro do Cristo (Avenida Atlântica, em frente à Avenida Brejatuba)

Matinhos: Avenida Atlântica, em frente à Rua Londrina

Pontal do Paraná: Balneário de Praia de Leste (Avenida Deputado Aníbal Khury, em frente à Rua Baronesa do Cerro Azul)

– Balneário de Ipanema (Avenida Deputado Aníbal Khury, em frente à Rua São Luís)

– Balneário de Shangrilá (Avenida Deputado Aníbal Khury, em frente à Avenida Paranaguá)

Matinhos recebe doações; cidade ainda não sabe número de famílias afetadas pela chuva

A Prefeitura de Matinhos, no litoral do Paraná, informou que presta assistência às famílias desabrigadas por conta das fortes chuvas que atingiram a cidade desde o fim desta quarta-feira (5), mas que ainda não tem um balanço do número de famílias afetadas. A Arena Vicente Gurski foi preparada e aberta para receber os desabrigados. Nesta quinta-feira (6), será feita a coleta de doações de móveis, colchões e eletrodomésticos durante todo o dia na Arena.

A Defesa Civil, através de chamadas pelo telefone 153, fez o resgate das vítimas. As equipes estiveram nas ruas durante todo o período da chuva, atendendo chamados e indo até os locais solicitados para resgatar pessoas.

Além disso, equipes das Secretarias Municipais de Meio Ambiente e também de Obras e Planejamento Urbano estão nas ruas para arrumar os estragos.

Até às 23 horas, o acumulado das chuvas em Matinhos chegava a 123,0 mm.