Boletim da Saúde registra mais 5.659 casos e 192 mortes por Covid-19 no Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta sexta-feira (16) mais 5.659 casos confirmados de Covid-19 e 192 mortes no Paraná. Os óbitos são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.
Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma 897.066 casos confirmados e 20.052 mortos, desde o início da pandemia.

Os casos confirmados divulgados nesta sexta-feira são de janeiro (46), fevereiro (172), março (745) e abril (4.572) de 2021 e dos seguintes meses de 2020: junho (1), julho (4), agosto (6), setembro (4), outubro (2), novembro (17) e dezembro (90).

VACINA 

O site da Secretaria de Estado da Saúde possui um Vacinômetro atualizado em tempo real à medida que os municípios inserem as doses aplicadas no sistema.

INTERNADOS

O boletim relata que 2.408 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.919 em leitos SUS (918 em UTI e 1.001 em enfermaria) e 489 em leitos da rede particular (295 em UTI e 194 em enfermaria). 

 Há outros 2.427 pacientes internados, 958 em leitos UTI e 1.469 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão na rede pública e rede particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.  

ÓBITOS

A Secretaria da Saúde informa a morte de mais 192 pacientes. São 84 mulheres e 108 homens, com idades que variam de 1 a 97 anos. Os óbitos ocorreram de 18 de novembro de 2020 a 16 de abril de 2021.

Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (19), Maringá (14), Londrina (12), Joaquim Távora (11), Cascavel (9), Campo Largo (8), São José dos Pinhais (8), Colombo (6), Pinhais (5), Paranaguá (4), Sarandi (4), Araucária (3), Castro (3), Fazenda Rio Grande (3), Matinhos (3), Ponta Grossa (3), São Miguel do Iguaçu (3), Apucarana (2), Assis Chateaubriand (2), Balsa Nova (2), Francisco Beltrão (2), Jacarezinho (2), Paraíso do Norte (2), Paranavaí (2), Pato Branco (2), Piraquara (2), Ribeirão do Pinhal (2), Saudade do Iguaçu (2) e Umuarama (2).

O boletim informa, ainda, a morte de uma pessoa em cada um dos seguintes municípios:  Andirá, Antonina, Assaí, Astorga, Bandeirantes, Bela Vista do Paraíso, Bocaiuva do Sul, Campina do Simão, Campina Grande do Sul, Campo Mourão, Cândido de Abreu, Capitão Leônidas Marques, Carambeí, Céu Azul, Cianorte, Guaíra, Guaraniaçu, Guarapuava, Guaratuba, Ibiporã, Igaraçu, Inajá, Itapejara D’Oeste, Ivaiporã, Jaguapitã, Jaguariaíva, Japira, Luiziana, Mandirituba, Mangueirinha, Marialva, Marilândia do Sul, Mauá da Serra, Nova Esperança do Sudoeste, Palmas, Palotina, Planaltina do Paraná, Presidente Castelo Branco, Renascença, Rio Branco do Sul, Santa Fé, Santa Isabel do Ivaí, São João do Triunfo, São Pedro do Iguaçu, Siqueira Campos, Telêmaco Borba, Terra Boa, Tijucas Do Sul, Tuneiras do Oeste e União da Vitoria.

FORA DO PARANÁ

O monitoramento da Secretaria da Saúde registra 5.560 casos de residentes de fora, sendo que 130 pessoas foram a óbito.

Confira o informe completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais 242 mil doses de vacina contra a Covid-19 chegam ao Paraná

O Paraná recebeu mais 242 mil doses de vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (6). A 18ª remessa do Ministério da Saúde é da vacina Covishield, desenvolvida pela empresa AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford. As doses serão destinadas às gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente grave.

“Com este novo lote daremos continuidade à imunização no Paraná e pedimos para todos os municípios, assim que as vacinas chegarem, junto com o lote enviado nesta semana, que prossigam a aplicação de domingo a domingo para que possamos imunizar o maior número de paranaenses possível e avancemos para outros grupos prioritários”, afirmou o secretário estadual  da Saúde, Beto Preto.

Foto: AEN PR

Ele acompanhou a chegada do novo lote ao Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba. Beto Preto ressaltou a importância da vacinação de gestantes e puérperas, que foram incluídas pelo Ministério da Saúde neste novo grupo prioritário, junto com as pessoas com comorbidades.

“Estamos vendo neste momento, em todo o Brasil, o aumento no número de casos de interrupção da gravidez por gestantes acometidas por Covid. Por este motivo é importante a vacinação deste grupo já que estão inseridas no Plano Nacional de Imunização e possuem doses destinadas para sua imunização”, ressaltou.

Segundo o secretário, ainda nesta semana o Paraná também enviará ao hostipais da rede de atendimento à Covid-19 e aos municípios cerca de 205 mil ampolas de medicamentos elencados no chamado kit de intubação para atendimento aos pacientes suspeitos ou confirmados com a doença.

“Pouco mais de 185 mil medicamentos são aquisições próprias da Secretaria da Saúde e o restante adquirido pelo Consórcio Paraná Saúde. Este quantitativo auxiliará no enfrentamento da pandemia nos hospitais do plano de atendimento à Covid-19”, explicou o secretário

PFIZER 

Ainda de acordo com a 18º pauta do Ministério da Saúde, o Paraná receberá 67.774 doses da vacina Comirnaty da Pfizer/BioNTech. A previsão da pasta é de que o envio destes imunizantes ao Estado ocorra na próxima semana.

“Inicialmente concentraremos este segundo lote da Pfizer aqui no Cemepar, em Curitiba, mas isso não impedirá a descentralização para outros municípios, desde que possuam armazenamento adequado para manter as doses refrigeradas por até cinco dias”, explicou Beto Preto.

O Ministério da Saúde recomendou esta semana que o intervalo entre a primeira e a segunda dose do imunizante Comirnaty da Pfizer seja de 12 semanas (três meses), assim como já é adotado com a AstraZeneca. A recomendação inicial era de 21 dias entre as doses.

A Secretaria Saúde realizou uma videoconferência com as 22 Regionais de Saúde na segunda-feira (3) para repassar a nova orientação enviada por informe técnico do governo federal.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, a vacina deve ser armazenada por no máximo 5 dias à temperatura de 2ºC a 8ºC, até 14 dias (duas semanas) à temperatura de -25ºC à -15ºC e durante toda a validade (seis meses) em freezers de ultrabaixa temperatura (-80ºC à -60ºC). Quando diluída em soro fisiológico para preparação, o total de seis doses por frasco-ampola deve ser utilizado em até seis horas, sob refrigeração de 2ºC a 8ºC.

Curitiba registra 22 mortes e 702 casos de covid-19

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, nesta quinta-feira (6), 702 novos casos de covid-19 e 22 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus. Quinze destes óbitos ocorreram nas últimas 48 horas.

As vítimas são nove homens e 13 mulheres, com idades entre 39 e 79 anos. Dez pessoas tinham menos de 60 anos.

Até o momento foram contabilizadas 4.829 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Novos casos

Com os novos casos confirmados, 194.955 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 183.294 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 6.832 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

Leitos do SUS

Nesta quinta-feira (6), a taxa de ocupação dos 525 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 está em 91%. Restam 45 leitos livres.

A taxa de ocupação dos 726 leitos de enfermarias SUS covid-19 está em 77%. Há 166 leitos vagos.

Números da covid-19 em 6 de maio

702 novos casos confirmados
22 novos óbitos (15 nas últimas 48h)

Números totais

Confirmados – 194.955
Casos ativos – 6.832 
Recuperados – 183.294
Óbitos – 4.829