Bate-volta: 5 lugares a menos de três horas de Curitiba para conhecer no feriado

Depois do final de semana, na segunda-feira (12) é feriado e, para aproveitar bem esses dias de folga nada melhor do que conhecer pontos turísticos do nosso estado. Por isso, separamos algumas opções de passeio que ficam aqui pertinho de Curitiba, ideias para fazer aquele bate-volta. Confira:

Parque Estadual Vila Velha: O parque é uma das principais atrações do nosso estado. Localizado em Ponta Grossa, a cerca de 100 km da capital (aproximadamente 1h30 de carro).

O Vila Velha conta com uma boa estrutura e oferece passeios pelas trilhas, que levam até as três furnas e, também o passeio pelos arenitos, que são formações rochosas. As duas opções de trilha são ótimas, e você também pode fazer os dois caminhos, pois há um transporte interno que permite conhecer todo o parque em um único dia.

Cachoeira da Mariquinha e Buraco do Padre: A Cachoeira da Mariquinha fica localizada a cerca de 30 km de Ponta Grossa. Com uma cascata de 30 metros e, sendo uma unidade de preservação, a Cachoeira da Mariquinha é o destino ideal para quem curte contato com a natureza. O local tem a formação de um pequeno balneário com areia em volta da cachoeira. O acesso se dá após percorrer uma pequena trilha, sem dificuldade de acesso. Já o Buraco do Padre, que apresenta em seu interior uma cascata. O acesso até a furna se dá após uma trilha de cerca de 1 km a pé.

Foto: AEN PR

Colônia Witmarsum: A colônia é o lugar ideal para conhecer um pouco mais da cultura alemã presente em nosso estado. A Colônia Witmarsum está apenas a 60 km da capital, no município de Palmeira.  

Na região também tem o Museu de História Witmarsum, ideal para conhecer as histórias da colônia. E para as crianças, é possível conhecer o Witmarzoo, uma mini fazenda. 

Foto: Divulgação

Parque Histórico de Carambeí: É um local ao ar livre, que recria uma vila histórica no estilo holandês, a vila de Zaanse Schans (que existe na Holanda). O parque busca preservar a memória dos primeiros colonizadores da região dos Campos Gerais. O trajeto até o parque leva 2h20, pela BR-376. 

Foto: AEN PR

Lapa: A cidade da Lapa, localizada a 70 km de Curitiba é o destino ideal para quem gosta de cultura e história. 

É uma das cidades mais antigas do estado, fundada em 1769

Na cidade você poderá conferir o Monumento Tropeiro, caminhar pelo Centro Histórico da cidade e conhecer o Teatro São João, o terceiro mais antigo do Brasil.  

Outros pontos que podem ser visitados são a Casa Lacerda, Museu Histórico da Lapa, Museu das Armas, Casa Vermelha e a Casa da Memória. Além disso, a cultura gastronômica da cidade é muito boa, com muitos pratos tradicionais.

Foto: Paraná Turismo

E, claro, sempre lembrando que ainda estamos passando pela pandemia do novo coronavírus, então todo cuidado se faz necessário. Por isso, use máscara e faça higienização correta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com Corujão, Paraná começa a vacinar população contra a Covid-19 também à noite

O Paraná iniciou nesta quinta-feira (15) a campanha Corujão da Vacinação, que estende o horário de aplicação das vacinas contra a Covid-19 até a meia-noite. A imunização com horário ampliado começou às 19 horas e foi realizada em 12 municípios: Campina Grande do Sul, Colombo, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Morretes, Paranaguá, Pinhais, Piraquara, Pontal do Paraná e Quatro Barras. 

Foto: AEN PR

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, e os secretários da Saúde, Beto Preto, e do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, João Carlos Ortega, acompanharam o lançamento da campanha em Piraquara, no Complexo Vila da Cidadania, onde foram vacinados com a primeira dose idosos acima de 64 anos. 

Guto Silva reforçou que o Corujão da Vacinação se soma à campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo para agilizar a imunização no Estado. “O Corujão tem essa finalidade de poder estender o horário para facilitar a vida das pessoas. O Paraná tem pressa e com o apoio de prefeitos, de secretários municipais, montamos uma logística afinada para poder vacinar rapidamente grande parte da população”, disse Guto Silva. 

Para ele, além de dar novo ritmo ao programa de vacinação, o Corujão vai ajudar a reduzir o número de pessoas que deixam de tomar a segunda dose porque não podem ou não têm quem as acompanhe aos locais de vacinação durante o expediente. Dados do Ministério da Saúde divulgados no início da semana dão conta que 1,5 milhão de brasileiros estão nessa situação. 

MAIS VACINAS – Em Piraquara, o chefe da Casa Civil também informou o Governo aguarda para esta quinta a chegada de um novo lote de vacinas enviado pelo Ministério da Saúde, a maior parte destinada a primeiras doses. “Teremos um grande volume para vacinar no sábado e no domingo. O importante é deixar toda a logística ativa, as secretarias municipais prontas para receber e aplicar rapidamente na população do Paraná”, afirmou.  

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, confirmou que estão sendo aguardadas 368.050 vacinas, e que 61% são destinadas à primeira dose. “Em poucas horas vamos receber esse novo lote e amanhã faremos a distribuição para as Regionais de Saúde. Assim que chegarem aos municípios, as vacinas vão rapidamente para os braços dos paranaenses, seja durante a semana, no fim de semana ou à noite”, disse. 

Beto Preto afirmou que a capacidade vacinação do Paraná pode chegar a 200 mil doses por dia. “Temos as salas montadas, equipes municipais, agulhas, seringas. Só precisamos de mais vacinas. Toda a estrutura está pronta para vacinar até 200 mil paranaenses por dia”, afirmou. 

PANDEMIA – Quem também acompanhou o lançamento do Corujão da Vacinação em Piraquara foi o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, João Carlos Ortega, que definiu o Corujão como mais uma resposta do Governo para que o Paraná saia rápido da crise sanitária e da crise econômica causada por ela. 

“É uma medida inovadora do nosso governo, em parceria com as prefeituras, que vai acelerar a vacinação no Estado. E isso é muito importante, porque a vacina é o remédio para a pandemia”, afirmou Ortega. 

De acordo com o Vacinômetro da Secretaria de Estado da Saúde, 1.350.397 paranaenses receberam a primeira dose da vacina até o final da tarde desta quinta, o que representa cerca de 13% da população.  

ALTERNATIVA – Assim como em todas as regiões do Estado, a estratégia de vacinar de domingo a domingo acelerou o calendário de imunização em Piraquara e o prefeito Josimar Fróes acredita que o Corujão terá o mesmo efeito. “Piraquara é uma das cidades que mais avançou nas faixas etárias na Região Metropolitana nos últimos dias”, disse.  

No último domingo, o município começou a atender o público de 64 anos e já projeta alcançar faixas etárias menores na próxima semana, com a chegada de novas doses. 

“É um ato de bravura do Governo criar campanhas que flexibilizam dias e horários, dando mais oportunidade para que as pessoas se vacinem. O que todos buscam é a vacina, que é o respiro da vida nesse momento”, completou.

Cida comemora duplicação da rodovia entre Maringá a Iguaraçu

A ex-governadora Cida Borghetti (PP) afirmou que a duplicação da ligação entre Maringá e Iguaraçu criará um grande eixo de desenvolvimento na região, além de aumentar a segurança e reduzir o tempo das viagens. O edital de licitação para a duplicação dos 21,8 quilômetros da PR-317 foi publicado nesta semana pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

“É uma obra muito aguardada na região. Iniciamos esse processo de duplicação ainda em 2018 com o apoio da Acim e do setor produtivo de Maringá que doou o projeto básico ao DER. Algumas dificuldades técnicas e burocráticas impediram que iniciássemos a concorrência. Fico feliz que o Governo do Estado tenha superado essas adversidades e torço para que a obra iniciar o mais rápido possível”, disse Cida Borghetti

O líder do Governo na Câmara, deputado federal Ricardo Barros, também comemorou o anúncio e destacou a união de esforços do poder público e da iniciativa privada. “É mais uma importante obra de infraestrutura construída com o auxílio de diversas forças de Maringá. Uma obra que vai aumentar a nossa competitividade e facilitar a vida de quem mora na região”.

ACIM

Segundo estimativas cerca de 17 mil veículos trafegam pelo trecho da PR-317 diariamente. Para que a obra possa ser executada, a Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), por meio de empresários, custeou o projeto e a readequação dele, em um investimento de R$ 600 mil. O presidente da Acim, Michel Felippe, diz que a participação da iniciativa privada garantiu mais agilidade ao processo.

“Tivemos uma grata surpresa. Esse é um anseio de toda comunidade, não só maringaense, mas da região. Esse projeto já é uma reivindicação de alguns anos e nós fizemos a doação do projeto ao DER e ao Governo do Estado na antiga gestão. Não houve tempo hábil naquele momento e o novo governo assumiu o compromisso da obra. Com a publicação do edital, ele vem a atender a demanda de nossa região”, explicou.

RDC

A licitação acontece na modalidade Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCi), onde a empresa vencedora fica responsável pela execução do projeto final e pela duplicação do trecho. A modalidade garante mais agilidade na execução de obras públicas.

A licitação prevê a duplicação de 21,82 quilômetros, cinco quilômetros de vias marginais, interseções em desnível, cinco retornos, duas passarelas e a duplicação da ponte sobre o Rio Pirapó. O prazo para execução é de 720 dias (24 meses).