Bahia compra 9,7 milhões de doses da Sputnik V

Em mais um dia de combate à pandemia, o Governo da Bahia e o Fundo Soberano Russo celebraram o contrato para a compra de 9,7 milhões de doses da vacina Sputnik V. O ato ocorreu na segunda-feira (15), por meio de reunião virtual, entre o governador Rui Costa, o CEO do Fundo Soberano, Kirill Allexandrovich Dmitriev, e o presidente do Consórcio Nordeste e governador do Piauí, Wellington Dias. O primeiro lote com doses do imunizante chegará à Bahia no mês de abril. A notícia foi divulgada pelo Portal Operação Porto Seguro.

De acordo com o site do Governo do estado da Bahia, na reunião, o governador Rui Costa agradeceu o apoio para viabilizar a chegada das vacinas de forma célere. “Foram seis meses de muito trabalho, com ação na Suprema Corte brasileira para viabilizar essa compra tão importante da Sputnik V e finalmente tudo deu certo. Estamos passando por uma crise muito profunda do sistema de saúde neste pior momento da pandemia. As vacinas nos ajudarão a passar por este momento tão difícil. O povo baiano e nordestino agradece muito essa ajuda e esperamos que, a partir dessa parceria, possamos concretizar outras parcerias com a Rússia e o laboratório”, explicou ao portal do estado

O CEO do Fundo Soberano Russo também agradeceu a parceria com o Governo da Bahia. “Esta parceria é muito importante para o nosso país, nesse contexto de acordos para a produção de vacinas contra o coronavírus. Nossa parceria começou no primeiro dia em que assinamos o protocolo de intenções e estamos à disposição executar a aquisição das vacinas da melhor forma possível. Lembramos que a Sputnik V já foi vendida para 51 países”, afirmou Kirill Allexandrovich Dmitriev ao portal do estado.

Informações Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lote com 235,5 mil vacinas contra a Covid-19 chega ao Paraná nesta quinta-feira

O Paraná receberá na noite desta quinta-feira (15) as 235.500 vacinas contra a Covid-19 do novo lote de distribuição do governo federal. O voo AD 4078 chega ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, às 20h05. 

De lá os imunizantes serão enviados até o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), onde serão separados e preparados para distribuição às 22 Regionais de Saúde, o que deve começar a acontecer já na sexta-feira (16). 

A remessa é formada exclusivamente pelo imunizante Covishield, produzido pela Fiocruz/AstraZeneca/Oxford e dará continuidade à vacinação da população geral com a primeira dose (D1).

Foto: AEN PR

O conjunto é composto por 166.951 doses para adultos com mais de 18 anos e 45 mil doses exclusivas para moradores de quatro cidades da região de fronteira com Paraguai e Argentina – Foz do Iguaçu, Guaíra, Santo Antônio do Sudoeste e Barracão. O restante é separado para a reserva técnica.

VACINAÇÃO 

Nesta quarta-feira o Estado do Paraná alcançou a marca de 60% do público adulto vacinado com a primeira dose ou a dose única. O índice mede as pessoas que já passaram por algum ponto de vacinação. A expectativa é de alcançar 80% até o fim de agosto, nos próximos 45 dias.

Os municípios paranaenses já administraram um total de 6.724.432 doses, sendo 5.017.764 primeiras doses (74,6% das aplicações), 1.461.471 segundas doses (21,7%) e 245.197 doses únicas (3,6%). Somando segundas doses e doses únicas, 19,57% da população já está completamente imunizada contra o vírus.

Ministério da Saúde confirma que Paraná vai receber mais 235,5 mil vacinas contra a Covid-19

O Ministério da Saúde confirmou na manhã desta quarta-feira (14) que o Paraná vai receber nos próximos dias mais 235.500 vacinas contra a Covid-19. O lote é formado exclusivamente pelo imunizante Covishield, produzido pela Fiocruz/AstraZeneca/Oxford e dará continuidade à vacinação da população geral com a primeira dose (D1). O governo federal ainda não confirmou a data da distribuição.

O conjunto é composto por 166.951 doses para adultos com mais de 18 anos e 45 mil doses exclusivas para moradores de quatro cidades da região de fronteira com Paraguai e Argentina – Foz do Iguaçu, Guaíra, Santo Antônio do Sudoeste e Barracão. O restante é separado para a reserva técnica.

A expectativa da Secretaria de Estado de Saúde é que o lote da fronteira seja complementado com mais 45 mil vacinas nos próximos dias, totalizando as 90 mil anunciadas.

Assim que chegarem ao Estado, os imunizantes serão recebidos e separados pelo Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, para serem distribuídos rapidamente entre as 22 Regionais de Saúde. 

Até o momento, o Ministério da Saúde já entregou ao Estado cerca de 8,3 milhões de imunizantes, sendo que 6.643.645 doses já foram aplicadas nos paranaenses – outra parte está reservada para a segunda dose dos grupos já iniciados.

De acordo com o Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), foram aplicadas 4.972.289 primeiras doses e 1.671.356 pessoas já estão completamente imunizadas com a segunda ou com a dose única. 

Esta última remessa do Ministério conta com um montante de 4.006.500 doses para os estados, todas da AstraZeneca/Focruz. A pasta entregou, em todo o País, 147.335.318 doses, sendo que 110 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma primeira dose de imunizante.

CALENDÁRIO 

Segundo levantamento da Secretaria da Saúde, três em cada quatro cidades paranaenses já estão vacinando a população da faixa dos 40 anos contra a Covid-19. O calendário de vacinação estima que as pessoas com essa idade devem receber pelo menos a primeira dose ou a dose única até 18 de julho. O restante da população adulta será imunizada até o final de setembro.

INSUMOS 

Além das novas vacinas, o Ministério da Saúde vai encaminhar mais 38.700 seringas de 1 ml, 38.700 agulhas 22 g e 245.200 seringas de 3 ml já com agulha própria ao Paraná.