Aulão gratuito com temas quentes para o Enem oferece bolsas para graduação em Curitiba

Estudar os temas com potencial para aparecer no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, ao mesmo tempo, concorrer a bolsas de estudo em cursos de graduação. Essa é a proposta do Esquenta Enem, um evento on-line e gratuito promovido pela FAE Centro Universitário, com apoio do Colégio Bom Jesus. A live será realizada no canal da FAE no Youtube, no dia 25 de novembro, às 17h, e as inscrições devem ser efetuadas em fae.edu/esquentaenem.

De acordo com o doutor em Ciência e coordenador nacional da disciplina de Geografia do Colégio Bom Jesus, Adalberto Scortegagna, o Enem tradicionalmente explora temas contemporâneos e que impactam diretamente a sociedade.

“Durante o aulão, vamos detalhar temas relacionados, principalmente, com pautas sociais e ambientais. É importante estar muito bem informado sobre envelhecimento da população brasileira, mudanças climáticas globais, política dos resíduos sólidos, relações entre o jovem e o mercado de trabalho, além de outros tópicos que serão abordados na live”, explica Scortegagna, que será um dos mediadores no aulão.

Bolsas de estudo – O evento Esquenta Enem também será uma grande oportunidade para facilitar o acesso dos estudantes ao ensino superior. É que a FAE Centro Universitário está promovendo um concurso cultural que concederá aos vencedores bolsas de 50% para o primeiro semestre de 2021 em seus cursos de graduação – exceto os cursos integrais e os semipresenciais.

Quanto mais participantes, maiores serão as chances de conquistar a premiação, pois a Instituição promete oferecer uma bolsa de estudos de 50% a cada 100 inscritos. “Nesse momento a concorrência não será um problema, mas uma vantagem! Então, vale a pena convidar os colegas da escola, amigos, parentes, enfim, todos que pensam em fazer o Enem em 2021”, sugere Scortegagna.

Enem – O exame está marcado para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e 31 de janeiro e 7 de fevereiro (digital).

Serviço

Esquenta Enem: aulão gratuito e concurso de bolsas de estudo para graduação

Quando: 25 de novembro, às 17h

Onde: Canal da FAE Centro Universitário no Youtube

Inscrições gratuitas em: www.fae.edu/esquentaenem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No primeiro dia de vacinação contra Covid-19, Curitiba aplica 807 doses da Coronavac

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba aplicou nesta quarta-feira (20/01) 807 doses da Coronovac, vacina que imuniza contra o novo coronavírus. Foram vacinados moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência e profissionais de saúde.

A SMS ressalta que nenhum cidadão precisa procurar os serviços de saúde em busca da vacina. Todos os vacinados vão ser convocados, de acordo com o fluxo de vacinação, pelo aplicativo Saúde Já.

Primeiro dia de vacinação da Covid-19 em Curitiba. Idosos e pacientes do Pequeno Cotolengo foram vacinados na tarde de hoje – Curitiba, 20/01/2021 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

Para essa primeira fase Curitiba recebeu 23.160 doses da Coronavac. O montante é referente às primeiras doses a serem aplicadas no público prioritário elencado pelo Plano Municipal de Imunização. As vacinas para a segunda dose ficarão estocadas no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) e serão repassadas ao município nas próximas semanas, assim que encerrada a primeira rodada de vacinação. 

Ao todo Curitiba deve receber nessa primeira etapa cerca 46.320 unidades de vacina, contando primeira e segunda dose. A primeira remessa deve contemplar 27,5% das 79.910 pessoas da primeira fase do plano municipal.

Prefeitura de Curitiba inicia campanha de vacinação contra a Covid-19. Curitiba, 20/01/2021. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Grupos

Os grupos que estão sendo vacinados nesse momento são: os 250 profissionais da enfermagem que atuarão como vacinadores na campanha; os cerca de 6 mil moradores, funcionários e cuidadores das 127 instituições de longa permanência; 93 indígenas aldeados da aldeia Kakané-Porã, na Regional Tatuquara; os cerca de 12 mil profissionais de saúde da linha de frente da pandemia em toda a cidade; e as equipes das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), além de profissionais de serviços de remoção médica particulares. São cerca de 2.500 profissionais.

Matrículas para novos estudantes na rede de Curitiba podem ser feitas a partir do dia 3

Quem perdeu os prazos regulares de matrículas no ano passado, para crianças de 4 anos ou mais (pré-escola e Ensino Fundamental), ainda pode fazer a matrícula para o ano letivo de 2021.

A partir de 3 de fevereiro as famílias podem procurar uma das unidades da rede municipal de ensino.

As matrículas para novos estudantes (que não fizeram cadastramento) e outros casos (como mudança de cidade) estarão abertas a partir do próximo dia 3 e também podem ser feitas ao longo do ano, em caso de necessidade da família (como mudanças de cidade).

Os pais ou responsáveis devem procurar diretamente as unidades, respeitando o distanciamento social e com uso de máscara.

É necessário levar a certidão de nascimento da criança, histórico escolar, carteira de vacinação, CPF e RG do responsável e comprovante de residência da família (conta de energia elétrica).

Volta às aulas híbrida

O ano letivo de 2021 será iniciado no dia 18 de fevereiro em duas modalidades, com modelo híbrido ou remoto, no qual parte dos estudantes irá presencialmente para a unidade e os demais acompanharão os conteúdos por meio de videoaulas, como tem ocorrido desde abril de 2020 devido à pandemia do novo coronavírus.

A escolha do modelo caberá as famílias, e pode ser mudada a qualquer momento. Quem optar pelas aulas presenciais assinará um termo de responsabilidade e levará o filho para unidade.

No outro modelo, o estudante terá acesso ao mesmo conteúdo da sala de aula, conforme seu ano escolar, por meio das videoaulas da TV Escola Curitiba.

As normas e orientações para o retorno presencial estão no Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais.

Veja aqui a íntegra do protocolo.