Atleta curitibana é indicada a prêmio internacional

Publicidade
Publicidade

A atleta curitibana Mariana Chevalier, 16 anos, beneficiária do Programa Municipal de Incentivo ao Esporte da Prefeitura de Curitiba, foi indicada nesta segunda-feira (4/1) para o prêmio WOWSA Awards 2020 na categoria de Performance do Ano em provas de Águas Abertas, organizado pela Associação Mundial de Natação em Águas Abertas (World Open Water Swimming Association– WOWSA)

O prêmio reúne diversos atletas de todo o mundo que participam de provas da Natação em Águas Abertas e que tiveram suas performances em destaque ao longo do ano 2020. Mariana é a única brasileira indicada e teve sua escolha com base na performance alcançada durante a tradicional prova da Travessia do Leme ao Pontal, no Rio de Janeiro, ao completar os 36 Km de entensão em 9 horas e 42 minutos, sendo a nadadora mais nova a concluir este percurso em águas abertas.

A atleta curitibana Mariana Chevalier, 16 anos, beneficiária do Programa Municipal de Incentivo ao Esporte da Prefeitura de Curitiba, foi indicada para o prêmio WOWSA Awards 2020. Fotos: Divulgação/ LPSA (Leme to Pontal Swimming Association)

Para votar na atleta basta acessar o site da WOWSA e votar em Mariana Chevalier. Ao selecionar a atleta, é necessário o preenchimento de um email válido, para onde será encaminhado um código de ativação, que deve ser utilizado para concluir a votação.

Do Leme ao Pontal

A travessia de Mariana Chevalier iniciou às 2h02 da manhã do dia 14 de março de 2020. Durante o período noturno, a nadadora teve que superar contínuos enjoos que geravam grandes desconfortos para a jovem nadadora que se mantinha determinada a manter o ritmo de braçada acima de 60 por minuto.

Ao final, com o tempo de 9 horas e 42 minutos, a atleta se tornou a 31ª a finalizar na modalidade solo, estabelecendo a terceira melhor marca entre as mulheres na história do desafio.

Outras conquistas

Mariana começou a nadar aos 8 anos e desde 2018 é beneficiária do Programa Municipal de Incentivo ao Esporte de Curitiba. Atualmente treina no Clube Curitibano com o acompanhamento do treinador Júlio Wood Saldanha.

A atleta curitibana, no dia 30 de junho de 2020, se tornou também a brasileira mais jovem a concluir a travessia do Canal da Mancha. A maratona aquática de 33,3 quilômetros que liga a Inglaterra à França é um dos desafios mais famosos da natação mundial.

Após esta conquista, Mariana foi recebida pelo prefeito Rafael Greca em seu gabinete, que parabenizou a curitibana que orgulha a cidade com as conquistas em águas abertas de todo o mundo. Na ocasião, o Secretário Municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Emilio Trautwein, entregou para a atleta uma bandeira do Brasil que pertenceu à Dailza Damas, uma das pioneiras brasileiras na natação de águas abertas e que também concluiu a travessia do Canal da Mancha em 1992.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chuva afetou 624 pessoas em Curitiba e previsão é de mais água nas próximas horas

Publicidade
Publicidade

A chuva que caiu em Curitiba, na tarde desta terça-feira (2), afetou 156 casas e 624 pessoas, de acordo com levantamento da Defesa Civil. Foram 150 casas no bairro Boqueirão, quatro na CIC, uma no Cajuru e uma no Portão.

Equipes da Prefeitura atenderam a 13 ocorrências: oito de alagamentos, três para fornecimento emergencial de lona e duas quedas de árvore.

As regiões próximas ao córrego Alto Boqueirão, Vila Nova e Vila Pantanal foram as mais afetadas. Na Vila Sabará/Primeiro de Maio três casas foram alagadas. Nestes pontos, equipes das Administrações Regionais, da Defesa Civil, da Guarda Municipal e da Fundação de Ação Social (FAS) fazem os atendimentos necessários.

Cinco pessoas foram desalojadas (para casa de parentes). Houve a entrega de cestas básicas cobertores e colchões.

A Limpeza Pública (Meio Ambiente) e a Secretaria Municipal de Obras Públicas também foram acionadas.

Alto Boqueirão

Moradores da rua Professora Edmee Neal Algouver procuraram a Banda B para falar que, além do temporal, outro motivo que fez o córrego encher é a falta de uma limpeza adequada. A Defesa Civil de Curitiba apontou que 17 milímetros de chuva atingiu a região em menos de uma hora.

Eles aproveitaram o momento e pediram ajuda à comunidade para recuperar pertences perdidos, mas também solicitaram à Sanepar que suspenda o rodízio de água para limpeza das casas. Em nota enviada à reportagem, a Companhia prometeu que fará uma manobra para manter a região abastecida durante os próximos dias.

A Prefeitura de Curitiba se manifestou, por meio de nota enviada à Banda B, que o serviço de limpeza realizado esta semana no córrego Alto Boqueirão reduziu os impactos do volume de água e que os trabalhos continuarão nesta quarta-feira (03).

Alagamento

O Centro de Operações da Guarda Municipal registrou as seguintes ocorrências de alagamento: ruas Laranjeiras do Sul, Ivaiporã e Nair Ferraz Cazelatto, no bairro Alto Boqueirão; rua Abrão Winter, bairro Xaxim; Rua João Bettega (cruzamento com a Rua Gen. Potiguara); e Avenida Cândido de Abreu, no Centro Cívico.

As quedas de árvore foram registradas na Rua Ana José de Oliveira Carvalho, no Boqueirão, e na Rua Orlando de Moura Leite, no Barreirinha.

As equipes da Prefeitura continuam em atendimento e alerta para possíveis emergências.

Chuvas localizadas

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil alerta para a previsão de novas chuvas regionalizadas durante as próximas horas. O órgão continua em constante monitoramento para possíveis atendimentos.

A orientação é que o cidadão evite sair de casa. Se a pessoa já estiver na rua, deve evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, estando a pé ou de carro. Debaixo de chuva, o motorista deve redobrar a atenção e reduzir a velocidade.

Central 156

O cidadão que precisar comunicar a Prefeitura sobre estragos provocados pela chuva deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão, pelo site (www.central156.org.br) ou pelo aplicativo do serviço. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 (alagamentos) e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão, que registra as solicitações para retiradas de árvore) e pelo 153 (Centro de Operações da Guarda Municipal – fornecimento de lona).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193 – resgate) e pela Copel (falta de luz).

Informações Banda B.

Curitiba registra 17 óbitos e 877 casos de covid-19

Publicidade
Publicidade

Curitiba registrou, nesta terça-feira (2/3), 877 novos casos de covid-19 e 17 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde. Dez desses óbitos ocorreram nas últimas 48 horas.

As novas vítimas são 11 homens e seis mulheres, com idades entre 23 e 95 anos. Todos tinham fatores de risco para complicações da covid-19.

Até agora são 2.961 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Novos casos

Com os novos casos confirmados, 143.663 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 132.423 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 8.279 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

UTIs do SUS

Nesta terça-feira (2/3), houve a ativação de cinco novos leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19, sendo dois no Hospital Cruz Vermelha e três no Hospital Vitória.  

A taxa de ocupação dos 383 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 está em 93%. No momento restam 27 leitos livres.  

Números da covid-19 em 2 de março

877 novos casos confirmados
17 novos óbitos (10 nas últimas 48h)

Números totais

Confirmados – 143.663
Casos Ativos –  8.279
Recuperados – 132.423
Óbitos – 2.961