Armazém Colônia lança em Curitiba o Panuozzo, sanduíche que é sucesso na Itália

Já ouviu falar do panuozzo? É um dos pratos preferidos dos moradores da cidade italiana de Nápoles, famosa mundialmente por suas pizzas. Trata-se de um sanduíche preparado com massa de pizza assada na hora e recheado com os mais diversos ingredientes. Pois agora você pode saborear esse sanduíche incrível aqui mesmo, em Curitiba, preparado como na Itália. O Armazém Colônia, primeiro restaurante da cidade a servir as autênticas pizzas napolitanas, acaba de lançar seu cardápio de Panuozzos (pronuncia-se panutzos). 

“Somos pioneiros em Curitiba nas pizzas napolitanas, consideradas Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco. Agora apresentamos o Panuozzo, a comida de rua italiana, prática e bem servida”, explica Mauro Sfair, proprietário do Armazém Colônia. Ele lembra que o sanduíche é muito leve, pois a massa feita no padrão napolitano leva apenas farinha 00, água mineral, sal marinho e levain, sendo de fácil digestão.

Os sabores são fartos e variados, seguindo as receitas das coberturas das pizzas, e incluem opções vegetarianas e veganas. Entre as opções estão o de Pepperoni (molho, mozzarella, parmesão e pepperoni), Zucchine (molho, mozzarella, gorgonzola, abobrinha, alho poró e tomate cereja), Quatro Queijos com Blumenau (mozzarella, parmesão, provolone, gorgonzola e linguiça blumenau),   da Casa (mozzarella, abobrinha, tomate, linguiça blumenau, provolone e orégano) e nas versões doces, Nutella com morango e Banana com doce de leite. A pedido do cliente, o queijo animal pode ser substituído por queijo vegano.  Os preços variam de R$ 22 a R$ 30.

O cardápio de Panuozzos está disponível também na hora do almoço, como as pizzas, no restaurante ou por delivery. ”Na Itália não existe hora para comer pizzas e panuozzos”, lembra Sfair. O restaurante atende das 9h às 23h, de segunda a sábado. Aos domingos e feriados, das 16h30 às 23h. 

Sobre o Armazém Colônia

O Armazém Colônia Forneria e Pizzaria surgiu em 1996, como uma pequena mercearia.   Em 2015, o curitibano Mauro Sfair adquiriu o restaurante e, após ampla pesquisa de mercado, resolveu abrir em período integral como pizzaria napolitana. Neste período de pandemia, mantém um buffet de segunda a sábado em versão reduzida, porém pizzas e panuozzos o dia todo são o foco da casa, que em breve vai estrear um novo endereço. 

Alheia aos modismos, a casa oferece um serviço familiar e artesanal. Mauro Sfair é jornalista e advogado, morou em vários lugares, atuou por muitos anos em jornais de Curitiba, Cascavel, Porto Velho (Rondônia) mas acabou voltando-se para o ramo gastronômico. Aprendeu sobre as pizzas de Nápoles com um dos pizzaiolos mais famosos do mundo, Jaqueson Dischoff, que lhe apresentou a longa fermentação natural e seus benefícios para a saúde, sabores, digestibilidade e muitos segredos para se fazer a verdadeira pizza napolitana. “Antes da pandemia, fui a Nápoles onde, com a indicação do mestre Jaqueson, conheci os mais antigos e melhores pizzaiolos do planeta, e de onde voltei empolgado e mais preparado para fazer as pizzas napolitanas – e os panuozzos”, conta Mauro. Foi assim que nasceu o novo prato do Armazém Colônia. 

Serviço:

Armazém Colônia

Av. Vicente Machado, 1168 – Batel 

Delivery: Rappi, ifood, ubereats, 99food

Pedidos diretos: (41) 3024 3737 e 3024 3631

Instagram: @armazem.colonia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Curitiba recebe encontro de gestores de políticas para diversidade

Fernando Ruthes, assessor de Políticas de Diversidade Sexual de Curitiba. - Curitiba, 23/06/2022 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

 

Curitiba recebe na segunda (26/9) e terça-feira (27/9) encontro do Fórum Nacional de Gestores e Gestoras de Políticas Públicas para Lésbicas, Gays Bissexuais Travestis e Transexuais (Fonges LGBT), na Assessoria de Direitos Humanos da Prefeitura, no Centro.

O encontro, exclusivo para convidados, deve reunir cerca de 15 representantes que atuam nos três estados da Região Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e também em São Paulo, Campinas e no Mato Grosso do Sul. A pauta gira em torno da LGBTfobia e o atendimento à população LGBT.

Diretor da Região Sul do Fonges, o assessor de Diversidade Sexual da Prefeitura de Curitiba, Fernando Ruthes, destaca a importância da troca de experiências, como forma de aprimorar cada vez mais as políticas públicas da área.

“O fórum tem um importante papel no aprimoramento das políticas públicas e no fortalecimento da participação dos estados e municípios na definição e implementação de políticas para a população LGBT”, diz ele. “A troca de experiências ajuda a facilitar a operacionalização de políticas, respeitando as diversidades regionais.”

Histórico

O Fonges foi criado em 2011 a fim de subsidiar a formulação de diretrizes e integrar as políticas públicas de estados e municípios.

Reúne 98 órgãos gestores que atuam em todo o país, promovendo também intercâmbio de experiências e articulando ações com os poderes executivos e legislativos.

Desde que foi criado, já foram realizadas oito assembleias gerais – a mais recente ocorreu em junho passado, em São Paulo.

Participantes

Participarão do evento em Curitiba a presidente nacional do Fonges LGBT, Valdirene Santos; o coordenador municipal de políticas para LGBT de São Paulo, Cassio Rodrigo; o subsecretário de políticas LGBT do estado do Mato Grosso do Sul, Leonardo Bastos; gestores estaduais do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e os gestores municipais de Porto Alegre, Santa Cruz, Cruz Alta, Foz do Iguaçu, Maringá, além de Curitiba.

 



Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Curitiba Country Festival provoca alterações no trânsito e terá ônibus de graça na volta

Curitiba Country Festival provoca alterações no trânsito e terá ônibus de graça na volta

O show de lançamento do Curitiba Country Festival, nesta sexta-feira (23/9), provocará alterações de trânsito no entorno da Pedreira Paulo Leminski e mudança de itinerário de algumas linhas de ônibus. Para evitar congestionamentos, a Urbanização de Curitiba (Urbs), a pedido dos organizadores do evento, vai colocar seis ônibus gratuitos para o transporte do público na volta do show.

O ônibus vai operar entre entre 21h e meia-noite, da Pedreira Paulo Leminski até a Praça Tiradentes, linha direta sem paradas no trajeto.

A Urbs informa que a operação é contratada pelos organizadores do evento e não trará prejuízo para as demais linhas do transporte coletivo, já que a circulação é fora do horário de pico.

Bloqueios de trânsito

O trânsito deve ficar mais lento nas vias de acesso à Pedreira pelos bairros São Lourenço, Abranches, Taboão, São Francisco e Pilarzinho.

Os bloqueios serão feitos nas ruas Eugênio Flor (entre Nilo Peçanha e Desembargador José Carlos Ribeiro Ribas), João Gava (entre a João Enéas de Sá e a Nilo Peçanha), Antônio Krainski (entre a Nilo Peçanha e a Benedito Correia de Freitas) e João Enéas de Sá (entre a Nilo Peçanha e a João Gava).

Moradores da região podem acessar as ruas bloqueadas mediante apresentação de credencial ou documento que comprove a residência no perímetro.

Desvios de ônibus

Por conta dos bloqueios, os usuários do transporte coletivo devem ficar atentos: terão alteração de trajeto as linhas 181 Mateus Leme; 979 Turismo; 020 Interbairros II (horário) e 021 Interbairros II (anti-horário).

A linha 181 Mateus Leme terá itinerário desviado para as ruas Aldo Pinheiro, Padre José Joaquim Goral e Mateus Leme. A linha 979 Turismo, para as ruas Evaldo Wendler e Nilo Peçanha.

As linhas 020 Interbairros II (horário) e 021 Interbairros II (anti-horário) terão itinerário desviado para as ruas Des. José Carlos Ribeiro Ribas e Mateus Leme.

Segundo os organizadores, a abertura dos portões é às 17h e o show tem início às 19h.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba