Aplicativo Menor Preço ajuda a economizar também durante a pandemia

Depois da quinta alta nos preços dos combustíveis em apenas dois meses, o motorista de aplicativo de carona Antonio Ribeiro Fernandes passou a pesquisar diariamente os preços da gasolina e do álcool pelo aplicativo Menor Preço, criado pela Secretaria de Estado da Fazenda. “Carro não anda sem combustível e eu preciso dele para sustentar minha família. Antes de ir para rua eu comparo os preços e abasteço no posto mais em conta”, explica o motorista.

O aplicativo permite a comparação de preços de produtos, de forma instantânea, em diversos estabelecimentos – já são mais de 100 mil cadastrados em todo o Estado. A plataforma utiliza como base informações das Notas Fiscais de Consumidor Eletrônica (NFC-e) emitidas no Paraná.

Para saber se vai ter carne no almoço, a dona de casa Almira dos Santos também busca por economia por meio do aplicativo. “O preço da carne está nas alturas e eu nunca sei se vai dar para ter toda a semana, depende das ofertas e promoção dos mercados. Quando não dá o jeito é fazer ovo frito, que eu também pesquiso no Menor Preço, nem preciso sair de casa, a economia está na palma da mão”, conta Almira.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), um levantamento sobre a variação de preços durante a pandemia apontou que, de março de 2020 a janeiro de 2021, o preço da Cesta Básica subiu 20,25% em Curitiba. A pesquisa mostra que a carne bovina de primeira sofreu um reajuste de 32,90%, o arroz parboilizado teve alta de 60,15% e o feijão preto ficou 58,26% mais caro.

Foi justamente pensando em facilitar a vida do consumidor na hora da economizar que o Menor Preço foi criado pela Secretaria da Fazenda e desenvolvido pela Celepar. A ferramenta, que é um desdobramento do programa Nota Paraná, registra, em média, 126 mil acessos diários. Já são mais de 400 mil usuários e o número vem aumentando ao longo da pandemia do novo coronavírus.

“O programa Nota Paraná é um importante instrumento de cidadania fiscal, e o Menor Preço também, pois por meio dele qualquer cidadão pode saber os preços praticados nos estabelecimentos e fazer a escolha que lhe for mais vantajosa, analisando o valor do produto e a distância que precisa percorrer para adquiri-lo”, explica o secretário estadual da Fazenda, Renê Garcia Junior.

A plataforma utiliza como base informações das 4,5 milhões de Notas Fiscais de Consumidor Eletrônica (NFC-e) emitidas todos os dias, em média, no Paraná.

Toda transação comercial tem o valor registrado e inserido no sistema do Menor Preço, independente de o consumidor colocar o CPF na nota ou não. “Esta é uma ferramenta de serviço. Todas as vendas são registradas, de maneira que se possa saber de fato onde estão os menores e maiores preços num determinado local, naquele dia e horário”, explica a coordenadora do Programa Nota Paraná, Marta Gambini.

BENEFÍCIOS – A diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, é uma grande incentivadora do uso do aplicativo, indispensável para quem quer economizar. “É muito útil, pois os preços têm oscilado bastante. Muitas vezes você pode achar produtos com valores totalmente diferentes na mesma rua, na mesma quadra”, afirma.

As informações são atualizadas em tempo real sempre que um estabelecimento realiza uma venda. Toda semana mais de 10 milhões de preços são atualizados.

NA PRÁTICA – A interface do app é bastante simples. O primeiro passo é informar o produto desejado –  o que pode ser feito por nome, marca com a leitura código de barras na embalagem. Em seguida, o usuário recebe uma relação com os preços nas respectivas lojas em que são praticados e a distância a ser percorrida para chegar a cada uma. Basta selecionar o estabelecimento escolhido e a plataforma oferece opções de rotas. Também é possível compartilhar as ofertas encontradas pelo Menor Preço.

O aplicativo está disponível na web e nas plataformas Android e iOS. Acesse também no site da Secretaria de Estado da Fazenda.

Informações AEN PR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Startup de roupas usadas, Troc vai abrir 250 vagas de emprego na RMC

O prefeito de Quatro Barras, município da Região Metropolitana de Curitiba, Loreno Tolardo, e a fundadora da startup Troc, que hoje compõe o Grupo Arezzo, Luanna Toniolo, assinaram nesta terça-feira (19) o protocolo de intenções para a instalação de um brechó de roupas de luxo online na cidade, que deve gerar 250 empregos.

A fundadora da Troc, empresa que tem como pilares a sustentabilidade, inovação e incorporação do reuso na cultura de consumo, disse que a filosofia do negócio está alinhada com as características ambientais de Quatro Barras, já que tem como essência a geração de impacto positivo.

“A indústria da moda é a 2ª mais poluente em todo o mundo. Nos nossos 4 anos de existência, o impacto positivo da Troc resultou em quase 600 milhões de litros de água economizados, que seriam utilizados no sistema de produção de novos itens, além da doação de mais de 23 mil peças para instituições filantrópicas”, contou Luanna.

Fomentando a moda circular e apostando na inovação, na tecnologia e na reeducação do consumo da moda, a empresa também tem outro foco importante: a abertura de oportunidades para o 1º emprego.

“Acreditamos muito nos profissionais que atuam conosco e queremos que todos eles cresçam com a Troc. Por isso, investimos muito no processo de qualificação e no avanço destes profissionais que poderão evoluir para cargos de liderança. Queremos priorizar a mão de obra local e crescer juntos”, afirmou a fundadora.

Empregos

Segundo o prefeito, a assinatura do protocolo de intenções foi um marco para a gestão. “É o primeiro protocolo que firmamos e, com especial satisfação, por se tratar de uma empresa realmente engajada na geração de empregos, no conceito de sustentabilidade e com forte engajamento comunitário e social”, destacou Tolardo.

De acordo com ele, a abertura de vagas com mão de obra local, em especial, para o público feminino e destinadas ao 1º emprego, com médias salariais acima das praticadas no mercado, chegam em um importante momento de retomada econômica e atendem um grande anseio da população, que almeja por oportunidades. “Esta é a nossa bandeira, uma das principais metas da nossa gestão, gerar emprego e oportunidades para as pessoas”, concluiu o prefeito.

Incentivo

O processo de vinda da Troc foi intermediado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Empreendedorismo, com apoio da Agência do Trabalhador, que realizou as rodadas iniciais de entrevistas e seleção de candidatos para atuar na empresa.

“Nos sentimos realmente muito acolhidos no município. Recebemos todo o suporte neste processo e ficamos otimistas com a relação que se desenvolveu com o poder público. Estamos muito felizes e acreditando muito neste projeto. Vocês já fazem parte da nossa história”, ressaltou Luanna.

O secretário da pasta, Fernando Cunha, também agradeceu à Câmara Municipal pela aprovação unânime da lei que prevê incentivos fiscais para a empresa, tendo em vista a contrapartida da geração de empregos na cidade, 100% viabilizados pela Agência do Trabalhador. “Quero agradecer a sensibilidade de todos os vereadores, que estiveram conosco neste processo, entendendo a importância da instalação da Troc especialmente para fomentar o 1º emprego”, destacou Fernando.

A assinatura do protocolo foi acompanhada pelo gerente financeiro da Troc, Francisco Gil; pelo gerente de operações, Leonardo Verdi; pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Empreendedorismo, Fernando Cunha; pelo diretor geral da secretaria, Laertes Andreatta; e pelo assessor Valdomiro da Cruz Júnior.

Aplicativo Menor Preço mostra onde comprar o produto mais barato

Aliado do consumidor neste momento de alta dos preços nos diversos segmentos, o aplicativo Menor Preço, do programa Nota Paraná, permite ao usuário pesquisar de forma instantânea o valor de determinado produto na hora das compras. São mais de 100 mil estabelecimentos participantes, dentre eles restaurantes, mercados, farmácias e postos de combustíveis, entre outros serviços.   

Com o aplicativo, disponível também na web, o consumidor pode verificar os preços em um raio de até 20 quilômetros, por meio do código de barras do item, “lido” com o próprio celular, ou pelo nome do produto. Após selecionar o estabelecimento desejado, a ferramenta informa a distância e ainda disponibiliza um mapa com o caminho mais curto.

Com o aumento significativo do preço dos combustíveis, o Menor Preço se destaca como um importante instrumento na hora de abastecer – já são mais de 2.710 postos cadastrados em todo o Estado.

A app mostra na aba “combustíveis”, na primeira tela do celular ou do site, as seguintes opções: gasolina, gasolina aditivada, etanol, diesel ou GNV. O consumidor pode, através do filtro de pesquisa, saber a distância e a data em que a nota fiscal foi emitida. Também é possível ver os preços praticados na última hora, contada a partir do momento da consulta. Nesse caso, o app também informa o endereço e a distância até o local, traçando a rota até o estabelecimento selecionado.

“Neste momento da inflação em alta temos essa ferramenta, o Menor Preço, que presta o auxílio nas buscas por produtos com preços mais adequados, frente às variações econômicas no mercado financeiro“, esclareceu o secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior.  

ATUALIZAÇÃO DE PREÇOS – Lançado em 2016 pelo Governo do Paraná para ajudar o consumidor a pagar menos em suas compras no varejo, o Menor Preço foi desenvolvido por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Fazenda e a Celepar. As informações são atualizadas em tempo real sempre que um estabelecimento realiza uma venda. Toda semana mais de 10 milhões de preços são atualizados.

“O app ajuda o consumidor a economizar na hora de fazer suas compras. Ao fazer qualquer compra de qualquer produto, consulte antes o nosso aplicativo”, disse a coordenadora do Nota Paraná, Marta Gambini.

NA PRÁTICA – Na prática, basta informar o produto, com a leitura do código de barras ou sua descrição (nome e marca) e o aplicativo utiliza a localização do consumidor para encontrar os menores preços na região. Os usuários também podem salvar uma lista para procurá-los simultaneamente.

A ferramenta atualiza os preços em tempo real com base nas emissões de documentos fiscais do varejo, indicando o local com o preço mais acessível. Por isso, é importante sempre pedir a nota durante as compras, ajudando a atualizar os valores.

Além da web, o Menor Preço está disponível para dispositivos móveis nas plataformas Android e iOS.