Academia Mobi Dick oferece atividades para melhorar a performance do sistema imunológico

Nunca se falou tanto em imunidade como agora. Devido a pandemia do coronavírus, a preocupação das pessoas em melhorar a performance do seu sistema imunológico aumentou. Com o retorno gradual das atividades e seguindo todos os protocolos recomendados pelos órgãos de saúde, em Curitiba a academia Mobi Dick, oferece saúde e qualidade de vida à nossa sociedade desde 1980, e neste momento está de portas abertas e com diversos planos e promoções para você manter sua imunidade em dia.

Foto: Divulgação


A academia Mobi Dick ensina e promove a prática da natação com piscinas térmicas e cobertas é uma das principais academias de natação em Curitiba (para adultos, crianças e bebês), também oferece atividades como: Aulas de Surf, Hidroginástica, Musculação, Treinamento Funcional e também Pilates de Estúdio.

Foto: Divulgação


Todas as modalidades contam com metodologia própria de ensino, para que os alunos desenvolvam suas técnicas e habilidades de forma eficaz.
Em especial para o público infantil o método Mobi Kids desenvolve o aprendizado da natação desde o bebê, com muito carinho. Os pequenos participarão da semana da Sobrevivência Aquática, Festival Interacademias e Mobi Kids (nivelamento das fases do aprendizado).

Foto: Divulgação


A Mobi Dick passou por uma reestruturação no final de 2019 e hoje está com um ambiente mais aconchegante, identidade visual nova, website recentemente lançado. Também preocupa -se com o meio ambiente e hoje, quase toda energia utilizada é produzida através de um parque fotovoltáico assim como o aquecimento das duchas é realizado por placas solares.


As 3 piscinas térmicas e cobertas são tratadas com sistema de ozônio, que não irrita os olhos e nem resseca pele e cabelos. Possui também vestiários com calefação, loja, cantina e estacionamento próprio, em uma área construída de mais de 2.000 metros quadrados localizada no Centro Cívico a uma quadra do Shopping Muller.


A equipe da Mobi Dick trabalha para oferecer e desenvolver com seus clientes atividade física como promoção de saúde. O ambiente acolhedor é pensado para que todos sintam – se bem e inclua na rotina diária os cuidados com mente e corpo.

Mais informações acesse aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MON promove programação especial na 15ª Primavera de Museus

Museu Oscar Niemeyer (MON) oferece ao público uma programação especial neste mês. As ações fazem parte da 15ª Primavera dos Museus, evento coordenado anualmente pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e que acontecerá até o dia 26 de setembro. São 680 instituições inscritas e mais de 1.700 atividades em todo o Brasil.

Nesta quarta-feira (22), às 16 horas, ocorrerá a edição especial do programa MON ao Vivo: a oficina virtual “Um Mapa na Palma da Mão”. Esta ação é gratuita e destinada a toda pessoa interessada, de 7 anos ou mais – crianças menores de 7 anos devem estar acompanhadas de um adulto.

A inspiração para a oficina é o tema proposto pela Primavera de Museus em 2021, “Museus: Perdas e Recomeços”, além das obras da série “Tente Ver o Oceano” (Maya Weishof), presentes no acervo do Museu. Para fazer a inscrição, é preciso acessareste link.

Depois de preencher o formulário, é só aguardar o recebimento do link de participação. Esta ação, realizada na plataforma Zoom, contará com intérprete de Libras. Para mais informações, é só entrar em contato pelo e-mail educativo@mon.org.br ou 3350-4448.

Já no dia 24 (sexta-feira), às 19 horas, o MON oferecerá o encontro virtual com Vanessa Lima – educadora, historiadora e coordenadora do Núcleo Educativo do Arquivo Histórico Municipal de São Paulo. É coautora do livro “Caminhando a Paulista: Pequeno Manual do(a) Historiador(a) da Cidade” e desenvolve projetos na área de mediação cultural em diferentes museus e instituições.

A videoconferência terá como tema “Sobre Patrimônios e Afetos: Os Museus e a Dimensão da(s) Memória(s)” e pretende traçar relações com territórios, artistas visuais, educadores e dinâmicas do patrimônio cultural que trabalham a partir de poéticas da memória e do esquecimento. Para participar, basta se inscrever em bit.ly/VideoconferênciaVanessaLima.

Serviço

Programação especial – 15ª Primavera dos Museus
ACESSÍVEL EM LIBRAS

Oficina virtual “Um Mapa na Palma da Mão”
Data: quarta-feira (22/9)
Horário: 16h – Plataforma Zoom
Inscrições pelo formulário bit.ly/MONaoVivoSetembro

Videoconferência com Vanessa Lima
Data: sexta-feira (24/9)
Horário: 19h – Plataforma Zoom
Inscrições pelo formulário bit.ly/VideoconferênciaVanessaLima

www.museuoscarniemeyer.org.br

Mães relatam tentativas de roubo de crianças em mercado no Sítio Cercado

Tentativas de roubo de crianças em um mercado do bairro Sítio Cercado, em Curitiba, estão assustando moradores da região. A reportagem da Banda B recebeu alguns relatos de mães, nesta segunda-feira (20), que passaram pela situação no mesmo estabelecimento.

Ariadne Henriques, mãe da Isabela, de apenas quatro anos, contou à Banda B que uma mulher teria tentado levar sua filha na saída do mercado, por volta das 20h30 da última sexta-feira (17).

“Eu estava com a Isabela no mercado, fiz as compras e quando a gente estava saindo uma moça veio encontrar a gente, na porta do mercado. Ela estendeu a mão para a minha filha e começou a chamar ela de Laura. Eu falei que não era Laura e até achei que ela estava confundindo com outra criança. Mas ela insistiu, disse que era a filha dela e que ia levar ela embora. Eu coloquei a Isabela para trás de mim e comecei a discutir”, afirmou Ariadne.

Com a discussão, algumas pessoas começaram a se aproximar e a mulher foi embora.

Outros relatos

Após narrar o episódio em um grupo no Facebook, Ariadne teria recebido o contato de várias outras mães que passaram pela mesma situação.

“Não é a primeira vez que isso acontece no mercado. Já tiveram várias outras situações de pessoas que entraram em contato comigo e me contaram. Essa mulher que nos abordou tinha idade entre 30 e 35 anos, bem arrumada, e chegou com tanta intimidade que quem viu achou que ela conhecia a gente. Não sei se haviam mais pessoas com ela, porque depois ela sumiu muito rápido”, relatou a mãe de Isabela.

Na publicação com o relato de Ariadne, outra mãe aparece dizendo que neste ano, no mesmo mercado, um rapaz e uma senhora teriam tentado roubar o filho dela, de cinco anos de idade, enquanto ela fazia compras na panificadora do estabelecimento.

Ariadne teria ido até uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência, no entanto, ninguém teria dado muita importância ao caso. O episódio não teria caracterizado crime, já que não houve o sequestro, segundo relatou a mãe sobre a resposta da polícia.

Informações Banda B