A “Espetacular – Mostra Internacional de Artes para Crianças” promove atrações virtuais gratuitas

A quinta edição do evento contará com artistas de 21 países, de 8 a 17 de janeiro


A “Espetacular – Mostra Internacional de Artes para Crianças” trouxe, a cada ano, atrações artísticas do mundo para Curitiba. Esta 5ª edição, entre 8 e 17 de janeiro de 2021, no entanto, não é sobre trazer, mas sobre conectar: a arte, artistas e crianças – e do mundo todo!


Serão 40 atrações de diversas linguagens, apresentadas em ambiente digital, que reunirão artistas de 21 países. Além de atrações gravadas em vídeo, algumas produzidas especialmente para a Mostra, que ficarão disponíveis durante todo período do evento, serão realizados quatro encontros ao vivo, entre 11 e 14 de janeiro.

Uma atração à parte são as playlists de música, com seleções feitas por crianças e artistas para crianças pequenas, pré-adolescentes, adolescentes e para a família toda.


Todo o evento será gratuito, traduzido para português e inglês e acessível a surdos e pessoas com deficiência auditiva (Língua Brasileira de Sinais).
A programação pode ser acessada no site da Mostra (www.mostraespetacular.com.br) e desde o dia 04 o acesso à plataforma está disponível para o público poder conhecer em detalhes a programação, destacar seus favoritos e se organizar, para aproveitar ao máximo a experiência.


“Nesses quatro anos a Mostra Espetacular tem ganhado corpo. O entendimento sobre o que estamos cultivando a cada edição vai se revelando ano após ano, a cada passo. Vamos transpondo obstáculos e é incrível a força que as coisas têm quando elas precisam acontecer. A Mostra está cada vez mais autêntica e única”, celebra a produtora Michele Menezes, que é diretora artística e também assina a curadoria ao lado de Bebe de Soares, da Alemanha.


São inúmeras pessoas, grupos artísticos, agitadores culturais, que emprestam talento e força de vontade para este encontro. Somados ao público, que abraça com carinho tudo que é proposto, criou-se uma comunidade de pessoas que ampara e cultiva a existência deste projeto com as duas mãos. “Hoje a Mostra Espetacular é uma criança de cinco anos, linda, artista, faladeira e entendemos que deveríamos aproveitar este ano atípico para transpor as barreiras geográficas, conectando crianças e artistas do mundo todo – o que não seria possível em uma edição presencial”, completa Michele, idealizadora do projeto.


“Buscamos ideias e ações artísticas e formativas que demonstrem uma utilização do ambiente virtual de forma diferenciada e que promovam reflexões importantes, além de projetos que proponham um componente offline ao público, algo digital que provoque algo real”, completa Bebe.
Por um lado, aquela forte experiência das artes vivas fica um pouco comprometida neste momento que vivemos. Mas, como em toda e a cada edição, também neste começo de década, a Mostra convida as pessoas a estarem juntas e a viverem experiências que ficarão na memória. Afinal, este é o DNA da Mostra Espetacular e isso não vai mudar nessa edição. Muito pelo contrário: o isolamento vai tornar essa vivência ainda mais marcante.


História – A Mostra Espetacular é um dos eventos artísticos para crianças mais importantes do Brasil. Nasceu em 2015, é realizada pela Pró Cult (produtora curitibana) e integra a FIBRA (Rede de Festivais Internacionais Brasileiros para Crianças e Jovens), que reúne os maiores festivais internacionais para este público do país. Esta edição está sendo realizada com o apoio do Programa de Apoio de Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, com Incentivo da Celepar e da Maternidade Santa Brígida.


PROGRAMAÇÃO COMPLETA
http://bit.ly/MostraEspetacular_programacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Museu Oscar Niemeyer reabre neste sábado com medidas sanitárias

O Museu Oscar Niemeyer reabre ao público neste sábado (09) seguindo todas as orientações de segurança determinadas pela Secretaria de Estado da Saúde. Em 2020, devido à pandemia, o espaço ficou fechado de 17 de março a 16 outubro e, depois, após 6 de dezembro.

Entre as várias medidas adotadas está o limite de pessoas para visitação nas salas expositivas e em todo o museu para garantir o distanciamento seguro. O material impresso, como guias e folders, foi substituído por versões digitais, disponíveis por QR codes.

Apesar do fechamento temporário, nos últimos meses o museu inaugurou seis exposições físicas que podem ser vistas agora pelo público: Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses – Segunda Edição; Tony Cragg – Espécies Raras; Gente no MON, de Dico Kremer; A Violência sob a Delicadeza, de Vera Martins; Yutaka Toyota – O Ritmo do Espaço e Fernando Velloso por ele mesmo.

Também estão em cartaz as mostras O Mundo Mágico dos Ningyos; Luz ≅ Matéria; África, Mãe de Todos Nós; Museu em Construção; Espaço Niemeyer; Cones e obras do Pátio das Esculturas.

Protocolo de segurança do MON

– Será permitida a entrada de até 200 pessoas simultaneamente.

– Prefira horários com menor fluxo de público: pela manhã ou após as 16h.

– Compre o ingresso pelo site. É rápido, seguro e evita passar pela bilheteria.

– Para compra de ingresso na bilheteria haverá uma sinalização especial para evitar aglomerações e orientação de equipe do museu.

– É necessário usar máscaras de proteção e recomendável levar mais uma para que possa ser substituída ao longo da visita, se necessário. Quem esquecer em casa pode adquirir na MON Loja

– Em caso de filas é preciso respeitar as marcações de solo que indicam a distância segura de dois metros.

– Na entrada do museu, no detector de metais, haverá aferição da temperatura corporal e a higienização individual de bandejas porta-objetos e outros itens. Tapetes desinfetantes também foram instalados nesse local para garantir a higienização dos calçados.

– Na entrada e depois, em diversos locais do MON, há dispensadores com álcool em gel 70% para que as mãos sejam higienizadas com freqüência.

– O guarda-volumes estará aberto e devidamente higienizado. inclusive as chaves, e serão disponibilizadas embalagens plásticas individuais para colocar os pertences antes de guardá-los nos armários. O ideal é que o visitante sempre leve o mínimo de objetos possível. Líquidos, alimentos, mochilas e bolsas grandes devem sempre ser guardados.

– Como medida preventiva, os empréstimos de cadeiras de rodas e de carrinhos de bebê estão temporariamente suspensos para que não sejam compartilhados.

– Pessoas com mobilidade reduzida terão prioridade no uso dos elevadores e eles estarão liberados para uso individual ou por pessoas de um mesmo grupo de convivência (famílias, por exemplo).

– A visitação das salas expositivas, bem como de todo o museu, terá um limite de pessoas.

– São sugeridas algumas rotas dentro do museu, sinalizadas nos pisos, assim como uma indicação dos sentidos para subida e descida nas rampas para deixar o fluxo mais organizado e seguro.

– A recomendação é evitar tocar nos corrimãos, portas e outros objetos, como expositores de vidro. Embora devidamente higienizados, o ideal é evitar o contato. O mesmo vale para as salas expositivas e o Pátio das Esculturas.

– O material informativo do museu, como guia da programação e folders das exposições, foi substituído do papel para versões digitais, disponíveis por QR codes encontrados na entrada e também nas salas expositivas.

– O Centro de Documentação está temporariamente fechado para visitas e consultas presenciais, mas solicitações de pesquisa podem ser encaminhadas pelo e-mail pesquisa@mon.org.br.

– As oficinas artísticas e as visitas mediadas acontecem agora de forma virtual. Acompanhe nas redes sociais e consulte o site do museu.

– Pessoas cegas ou com baixa-visão que desejem visitar o espaço tátil do programa MON Para Todos deverão agendar a visita pelo e-mail agendamento@mon.org.br para que sejam tomadas todas as medidas de higienização necessárias. Por segurança, o acesso a esse espaço não está disponível para os demais visitantes.

Serviço
Museu Oscar Niemeyer
Rua Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico – Curitiba
Visitação: terça a domingo, das 10h às 18h
http://www.museuoscarniemeyer.org.br

Informações Banda B.

Curitibano terá wi-fi público gratuito em 254 locais

O cidadão curitibano poderá contar com wi-fi de acesso público gratuito em 254 locais da cidade que têm grande fluxo de pessoas, como terminais, Ruas da Cidadania, Mercado Municipal, Faróis do Saber e da Inovação, Liceus do Ofício, Centro Histórico, estabelecimentos de saúde e a área de atendimento do Palácio Solar 29 de Março, sede da Prefeitura, no Centro Cívico.

O anúncio foi feito pelo prefeito Rafael Greca ao lado da primeira-dama Margarita Sansone, na tarde desta quinta-feira (7/1), no Salão Brasil, no Palácio 29 de Março, durante a cerimônia de assinatura do protocolo de intenções entre a Prefeitura de Curitiba e o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI). A expectativa é que a estrutura esteja concluída em 180 dias.

O Wi-fi Curitiba integra o Vale do Pinhão, movimento de inovação comandado pela Prefeitura em busca de soluções para diversas áreas e vai facilitar o acesso aos serviços públicos já oferecidos pela internet.

“Vamos inaugurar o futuro, assim como fizemos esta semana com a Muralha Digital. Vem aí a inclusão digital para garantirmos facilidade de acesso aos aplicativos da Prefeitura. A cidade há de ser um espaço de oportunidade e igualdade para todos”, comemorou o prefeito ao falar das possibilidades de conectividade para os curitibanos.

“Os cidadãos inteligentes e conectados terão a senha da sua cidadania digital”, disse o prefeito, que espera expandir para mais pontos de acesso futuramente.

O secretário de Administração e de Gestão de Pessoal, Alexandre Jarshel de Oliveira, destacou alguns dos aplicativos já disponíveis e que terão seu acesso facilitado pelo Wi-fi Curitiba. “O curitibano poderá utilizar o Saúde Já, o Curitiba App, 156 Mobile e outras funcionalidades que venham a ser oferecidas ao cidadão e que poderão ser acessadas pela rede de wi-fi público da cidade”, exemplificou. “O objetivo é a inclusão digital, o acesso à internet de qualidade”, completou.

Contrapartida social

A implantação de toda a estrutura será feita pelo Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), sem custos para a Prefeitura de Curitiba. Desde 2019, o Instituto tem um contrato de gestão com a Prefeitura.

A implantação do wi-fi público foi o projeto escolhido pela Comissão de Avaliação do Contrato de Gestão, da qual participam diversas secretarias e órgãos municipais. Este comitê elegeu o Wi-fi Curitiba como projeto de responsabilidade social relativo ao contrato.

Para ter acesso ao Wi-fi Curitiba, o cidadão deverá ser autenticado pelo Passaporte Curitiba, que gerencia todas as redes sem fio de internet pública gratuita, de acordo com o marco regulatório da internet. O usuário utilizará o mesmo login e senha onde quer que esteja, sem burocracia. Para se cadastrar, basta acessar o portal (https://passaporte.ici.curitiba.org.br/ )

O presidente em exercício do ICI, Marcelo José de Araújo Prado, declarou que o Wi-fi Curitiba está relacionado ao propósito do ICI, que é melhorar a vida das pessoas. O Instituto das Cidades Inteligentes foi representado ainda pelos diretores Jurídico, Alexandre Scolari, e Técnico, Fernando Matesco.