​Sanepar atualiza tabela de rodízio na RMC até 7 de abril

A Sanepar divulgou nesta quinta-feira (01) a tabela atualizada do rodízio de fornecimento de água na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Segundo a empresa, em função de obras a serem realizadas na próxima semana, foi alterada a programa até o dia 7 de abril. Bairros que terão o abastecimento afetado pelas obras vão ter o rodízio suspenso.

Confira AQUI a tabela atualizada. Em amarelo estão as regiões abrangidas pelas obras e que terão rodízio suspenso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nível dos reservatórios cai em março e Sanepar alerta para necessidade de economia

O nível médio dos reservatórios do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC) ficou em 61% em março de 2021. Foi o nível mais baixo registrado no mês desde 2010, ano em que a Sanepar passou a fazer medição mensal das barragens. Em 2020, a média em março foi de 69% e, em 2019, de 93%.

Nesta primeira semana de abril o índice está ligeiramente abaixo dos 60%. Nesta segunda-feira (5) a marca era de 59,82%. Os resultados de março e do início de abril contabilizam um volume de chuva menor do que o esperado, segundo relatório divulgado pelo Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar). Essa realidade se espelha em todo o Paraná, com maior intensidade em algumas regiões.

A tendência é de que o outono seja mais seco neste ano, conforme os estudos meteorológicos, com chuvas abaixo da média para o período. Esse clima deve se estender até meados do inverno.

“A maior probabilidade ainda é de um cenário com pouca precipitação e com alta irregularidade em sua distribuição espacial para este período, em grande parte do Paraná. Com isso, o cenário segue desfavorável para a ocorrência de chuva acima da média no Estado nos próximos três a seis meses”, aponta o relatório do Simepar.

O instituto informa ainda que a previsão para este mês é de significativa diminuição na precipitação esperada em especial na Região Metropolitana de Curitiba, nos Campos Gerais e em partes do Norte Pioneiro.

Para fazer frente a este cenário, a Sanepar está realizando uma série de ações como a antecipação da obra de transposição do Rio Capivari, em Colombo, que irá incrementar 713 litros de água por segundo à Barragem do Iraí, que compõe o SAIC. Essa obra estava prevista no Plano Diretor para implantação em 2025, mas em função da crise hídrica a Sanepar está antecipando parte do projeto.

Mesmo com a flexibilização do rodízio em Curitiba e Região Metropolitana, a orientação da Companhia é para que a população continue adotando medidas de economia, com o uso racional da água.

Rodízio

A Sanepar iniciou em março um novo modelo de rodízio de abastecimento de água em Curitiba e Região Metropolitana. São 60 horas de fornecimento e 36 horas com suspensão. Os bairros passaram a ser divididos em quatro grupos, com cerca de 900 mil de pessoas em cada.

Obra da Sanepar interrompe abastecimento em bairros de Curitiba e RMC; confira

A Sanepar irá fazer nesta semana uma obra de interligação da nova adutora da captação do Rio Iguaçu, que irá interromper o fornecimento de água em bairros de Curitiba, Colombo, Piraquara e São José dos Pinhais.

A obra será realizada na terça (6) e na quarta-feira (7), e vai afetar regiões diferentes em cada dia. Mesmo que o bairro esteja repetido nos dois dias, as ruas afetadas são diferentes. Como forma de compensação, a Sanepar irá suspender o rodízio nessas regiões do dia 3 até o dia 10 de abril.

Parada na terça (dia 6), a partir das 6h da manhã, com normalização na quarta-feira (dia 7), às 18 horas:

BAIRROS AFETADOS
Curitiba
: Cajuru, Guabirotuba, Jardim das Américas, Uberaba, Água Verde, Boqueirão, Capão Raso, CIC, Fanny, Fazendinha, Guaíra, Hauer, Lindoia, Novo Mundo, Pinheirinho, Portão, Santa Quitéria, Seminário, Vila Izabel, Xaxim, Pinheirinho, Sítio Cercado, Tatuquara, Prado Velho, Rebouças,  Abranches, Bigorrilho, Bom Retiro, Mercês, Pilarzinho, São Francisco, São Lourenço, Vista Alegre, Cascatinha, São João,  Bigorrilho, Campina do Siqueira, Batel, Centro, Cachoeira, Barrerinha e Santa Cândida.             

Parada na quarta-feira (dia 7), a partir das 6h da manhã, com normalização na quinta-feira (dia 8), às 18 horas:

BAIRROS AFETADOS
Curitiba
: Uberaba, Cajuru, Boqueirão, Hauer, Guabirotuba,  Alto Boqueirão, Ganchinho, Pinheirinho, Sítio Cercado, Xaxim, Ahú, Atuba, Bacacheri, Barrerinha, Boa Vista, Cabral, Centro Cívico, Santa Cândida, São Lourenço, Tingui, Juvevê e Atuba.

Colombo:  Atuba, Guarani, Rio Pequeno, Rio Verde, Campo Pequeno, Alto da Cruz, Mauá, Guaraituba, Palmital, Vila Zumbi, Maracanã, Monza e São Gabriel.

Piraquara: Jardim Tarumã, Vila Lori, Jardim Das Orquídeas, Jardim Tocantins, Jardim Urussanga, Jardim Santa Clara, Vila Mariana, Planta Monte Líbano, Vila Holandesa, Planta Amazonas, Planta Terezinha, Jardim Trianon, Jardim Santa Helena, Bosque Pinheiro e Fazenda Guarituba e Jardim dos Estados.

São José dos Pinhais: Cidade jardim, Guatupê, Ipê, Academia e Cristal.              

A OBRA – Esta é uma etapa da obra de substituição de uma das adutoras que levam água da captação até a Estação de Tratamento de Água (ETA) Iguaçu. Atualmente, o recalque é feito por duas adutoras de 1,5 quilômetro de extensão.

A nova tubulação irá aumentar a segurança operacional de produção de água da ETA Iguaçu, com redução de rompimentos e vazamentos. Com capacidade de produção de 3.600 litros de água por segundo, a ETA Iguaçu é a maior do Paraná. A obra teve início em janeiro de 2020, com investimentos de R$ 6,2 milhões, e a previsão é que seja concluída daqui a seis meses.

Informações AEN PR