Cães que esperam adoção no Crar que foram resgatados pela ambulância. Curitiba, 05/11/2019. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS
in

Ambulância resgata 96 cães no primeiro mês de funcionamento em Curitiba

Pelo menos três animais por dia são atendidos pela Unidade de Resgate Animal, da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba. O serviço, que completou um mês no final de outubro, é específico para casos de urgência e emergência, para vítimas em situação de rua (sem tutor).

Cães que esperam adoção no Crar que foram resgatados pela ambulância. Curitiba, 05/11/2019. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

“Foram 96 animais resgatados apenas nos primeiros 30 dias”, ressalta o diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Edson Evaristo.

Durante o período, o número de chamados chegou a 420, mas apenas 22% desse total era pertinente.

“O objetivo do veículo é o resgate de cães e gatos de rua, sem tutor e vítimas de atropelamento”, esclarece o diretor Evaristo.

Entre os chamados que não fazem parte do escopo do serviço estão acionamentos para problemas como feridas na pele, sarna, tumor, prenhez, fraturas antigas consolidadas e animais que já foram resgatados e estão sob a guarda de alguém.

“Nestes casos, se a pessoa tiver dúvidas, pode entrar em contato com a Rede de Proteção Animal para orientações sobre como proceder”, diz Evaristo.

Este tipo de atendimento pode ser feito nas Ações Clínicas nos bairros, realizadas com o Pet Móvel – Unidade Veterinária em parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Funcionamento

O veículo atende aos chamados feitos pela Central 156, todos os dias, das 7h30 às 16h30. Não é permitido o registro de chamadas anônimas e um número de telefone deve ser fornecido para que a equipe de triagem consiga obter maior detalhamento sobre a situação do animal.

Ao receber as solicitações, é estabelecida uma escala de urgência e prioridades. Os animais atendidos podem ser encaminhados para adoção, lares temporários ou devolvidos ao local de origem, caso não haja risco de um novo atropelamento.

Adoção responsável

Após atendimento pela clínica prestadora de serviços, os animais são levados para o Crar, para adoção responsável. Dos que deram entrada durante este primeiro mês, sete já encontraram novos lares.

Pessoas interessadas em conhecer os animais podem ir até o Centro, de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 16h. Aos fins de semana e feriados, os atendimentos são das 9h30 às 12h e das 13h30 às 15h30.

Lá encontram-se também animais resgatados em ações de fiscalização da Rede de Proteção Animal.

Lares temporários

Em razão de sequelas, alguns animais demandam um cuidado maior após o tratamento. Por isso, as parcerias com protetores e ONGs que estejam dispostos a oferecer lares temporários são fundamentais. É preciso ter o cadastro validado junto à Rede de Proteção Animal.

Interessados podem encaminhar um e-mail para protecaoanimal@smma.curitiba.pr.gov.br. Entre os benefícios, estão a prioridade nos programas de castração gratuita e o repasse de rações do Banco de Ração.

Cassio Ferreira

Written by Cassio Ferreira

"Quando a intenção é verdadeira, o universo conspira a favor."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 60 milhões

Em nota, Athletico critica Tiago Nunes após saída